Diferença salarial em Hollywood é "absurda", diz Natalie Portman

Natalie revelou que recebeu três vezes menos do que o colega Ashton Kutcher por um papel em comédia romântica. (AFP)
Por Luke Mintz
Londres - Novas reclamações de discriminação atingiram a temporada de premiações do cinema, após a atriz vencedora do Oscar Natalie Portman criticar a diferença salarial entre gêneros, que disse ser "absurda", acrescentando que a diferença é maior em Hollywood do que em outros setores.
Em entrevista à revista Marie Claire, Natalie revelou que recebeu três vezes menos do que o colega Ashton Kutcher por um papel na comédia romântica de 2011 "Sexo Sem Compromisso".
"Comparado a homens, em muitas profissões, mulheres ganham 80 centavos em relação a 1 dólar", disse Portman à revista. "Em Hollywood, estamos fazendo 30 centavos em relação a 1 dólar".
A estrela de 35 anos, que venceu o Oscar de Melhor Atriz em 2011 por sua atuação em "Cisne Negro" e interpretou Jackie Kennedy em um filme biográfico que será lançado sobre a ex-primeira-dama norte-americana, disse que a disparidade salarial é "absurda".
O Fórum Econômico Mundial, uma fundação sem fins lucrativos, prevê que a diferença salarial entre gêneros pode levar até 170 anos para ser extinta. O disparidade média era de 59 por cento em 2016, segundo relatório divulgado em outubro pela organização.
A diferença salarial em Hollywood foi destacada em 2015, quando documentos vazados do estúdio Sony Pictures revelaram grandes disparidades entre atores famosos.
Os documentos mostraram que a atriz Jennifer Lawrence recebeu menos que os colegas Christian Bale e Bradley Cooper na comédia de 2013 "Trapaça". 

Reuters

Comentários

Mais Visitadas

Nomofobia: O medo de desconectar

Fundação Edson Queiroz realiza mostra de arte

Documentário sobre 'impeachment' de Dilma no Festival de Cinema de Berlim

"Um erro, uma barbárie, uma desumanidade", diz Vargas Llosa sobre a pena de morte

Solenidade de posse do Dr. Régis Frota, na Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza