Papa pede mais acolhimento para refugiados


O Papa Francisco apelou à comunidade internacional que acolha os migrantes e refugiados com base numa «abordagem prudente», em que os líderes políticos possam «avaliar, com sabedoria e largos horizontes, até que ponto os seus países podem, sem causar danos ao bem-estar dos seus cidadãos, proporcionar aos imigrantes uma vida digna». 

Num encontro com representantes diplomáticos acreditados na Santa Sé, realizado esta segunda-feira, 9 de janeiro, o Pontífice lembrou que no atual contexto de grandes fluxos migratórios, é essencial que existam «sociedades abertas e hospitaleiras para os estrangeiros e, ao mesmo tempo, seguras e pacíficas internamente». 

Ou seja, é preciso que a comunidade internacional demonstre «um compromisso comum a favor dos migrantes, refugiados e deslocados internos, que garanta um acolhimento digno», e assegure a «integração dos migrantes nos tecidos sociais em que estão inseridos, sem que se sintam ameaçados na sua segurança e identidade cultural». Ao mesmo tempo, o Santo Padre recordou aos migrantes que «não devem esquecer que têm o dever de respeitar leis, cultura e tradições dos países que os acolheram».


Fátima Missionária

Comentários

Mais Visitadas

Dois pesos e duas medidas

Professora vai mediar estudo de literatura feminina em Dourados

Documentário sobre papa Francisco chega a cinemas dos EUA em maio

Socorro Acioli coordena especialização em Escrita Literária

Livro fala sobre empatia, alteridade, sentimentos reais e seres humanos