Governo sírio pede aos refugiados que regressem


O ministro dos Negócios Estrangeiros do governo sírio, Walid Muallem, apelou aos seus compatriotas refugiados que regressem ao seu país de origem e prometeu o empenho do governo para lhes proporcionar acolhimento e melhores condições de vida. Nestas declarações, o governante nunca mencionou o polêmico decreto anti-imigração do no Presidente dos Estados Unidos da América. 

Segundo a imprensa síria, após uma reunião em Damasco com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Filippo Grandi, o ministro «renovou o apelo do governo aos refugiados sírios em países vizinhos para regressar ao país, reafirmando a sua disponibilidade para os receber e garantir uma vida digna». 

Quanto às medidas decretadas por Donald Trump, que proíbe a entrada de refugiados em território norte-americano por 30 dias, e dos cidadãos sírios por um período indeterminado, Muallem manteve-se em silêncio, tal como aconteceu até agora com o governo liderado por Bashar al-Assad.


Fátima Missionária

Comentários

Mais Visitadas

Garimpeiro do conhecimento

O saber na periferia do conhecimento

Mistério da Santíssima Trindade

Cannes: Filmes de qualidade, mas sem ousadia

Bill Gates quer que você leia estes 5 livros nas férias de julho