Governo sírio pede aos refugiados que regressem


O ministro dos Negócios Estrangeiros do governo sírio, Walid Muallem, apelou aos seus compatriotas refugiados que regressem ao seu país de origem e prometeu o empenho do governo para lhes proporcionar acolhimento e melhores condições de vida. Nestas declarações, o governante nunca mencionou o polêmico decreto anti-imigração do no Presidente dos Estados Unidos da América. 

Segundo a imprensa síria, após uma reunião em Damasco com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Filippo Grandi, o ministro «renovou o apelo do governo aos refugiados sírios em países vizinhos para regressar ao país, reafirmando a sua disponibilidade para os receber e garantir uma vida digna». 

Quanto às medidas decretadas por Donald Trump, que proíbe a entrada de refugiados em território norte-americano por 30 dias, e dos cidadãos sírios por um período indeterminado, Muallem manteve-se em silêncio, tal como aconteceu até agora com o governo liderado por Bashar al-Assad.


Fátima Missionária

Comentários

Mais Visitadas

Trinta Anos de Ordenação Sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva

Exposição traz obras do cearense José Ximenes

Parabéns, Padre Geovane!

Para especialistas, pais devem acompanhar uso da internet por crianças

Michelle Bachelet será a nova chefe de direitos humanos da ONU