Pular para o conteúdo principal

Bienal realiza campanha de doações de Livros

Bienal do Livro tem campanha para arrecadação de livros, em prol das bibliotecas da Edisca e de unidades prisionais

A XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, que começou nesta sexta-feira, 14/4, com grande público lotando o Pavilhão Oeste do Centro de eventos do Ceará, está com uma campanha aberta para doação de livros, destinados a enriquecer as bibliotecas da Edisca, escola de dança responsável pelo belíssimo balé “Religare”, apresentado na abertura da Bienal, e de unidades prisionais do Estado do Ceará, que estimulam a leitura.
As doações podem ser feitas durante todo o horário de funcionamento da Bienal, de 9h às 22h, todos os dias, até 23 de abril. A entrega dos livros é fácil e prática, bastando dirigir-se até a recepção do Centro de Eventos, logo após a entrada principal da Bienal, identificada com pórtico e banners. São solicitados livros de literatura, não sendo recomendados livros didáticos nem técnicos, conforme destaca a coordenadora geral da Bienal, Mileide Flores.
Foto: Felipe Abud
“Essa campanha é uma importante ação de responsabilidade social da Bienal e de seu público. É uma proposta de estímulo à generosidade de cada um, tendo em vista que a Bienal tem entrada franca em todas as atividades e não há, por assim dizer, uma ‘recompensa’ ou contrapartida material a quem doar livro. A grande recompensa é a certeza de saber que contribuiu com a formação humana e literária de outra pessoa, colocando o livro pra circular, pra transformar mais leitores, que é o grande objetivo”, ressalta Mileide Flores.
“O livro que foi motivo de inspiração para você, que ajudou você a se transformar em uma pessoa melhor e de olhar mais amplo para o mundo, pode ajudar outra pessoa nesse mesmo processo. Vale trazer de casa livros para doação, ou adquirir na Bienal e doar”, complementa a organizadora.
A XII Bienal Internacional do Livro do Ceará é uma realização da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult), em parceria com o Instituto Dragão do Mar, e apresentada pelo Ministério da Cultura e pelo Bradesco. A programação continua até o domingo, 23, no Centro de Eventos do Ceará e em múltiplos espaços de Fortaleza, com entrada franca em todas as atividades.
COMUNICAÇÃO - SITE_COMUNICACAO

Comentários

Mais Visitadas

Pessoas com deficiência ainda não têm assegurados o acesso a bens culturais

Autor revisa história do gênero literário em novo livro

Professores pedem tombamento do prédio da antiga Escola Normal Rural

Resgate em caverna da Tailândia pode virar filme em Hollywood

Novo livro de Scholastique Mukasonga, traz o retrato cruel do genocídio ocorrido em Ruanda, na África, em 1994