Sala dedicada ao universo de Harry Potter atrai fãs da saga

A Sala de Literatura Fantástica da XII Bienal Internacional do Livro do Ceará, localizada no mezanino 2 do Centro de Eventos do Ceará (sala 6), proporciona aos fãs de Harry Potter um verdadeiro mergulho ao universo de magia e animais fantásticos por ele explorados em sua famosa saga, escrita pela autora britânica J. K. Rowling.
Organizada pelo grupo cearense Ascêndio, o “Espaço Harry Potter: Mundo Mágico de J. K. Rowling” reúne objetos e artefatos conhecidos nos livros da escritora, bem como edições especiais de algumas obras, varinhas, máscaras e outros atrativos.
“A partir desta segunda-feira, 17, iremos abrir um espaço dedicado especialmente ao Newt”, adiantou Samara Oliveira, integrante do grupo referindo-se ao protagonista de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”. “Nesse espaço, nós iremos levar o visitante a conhecer o que há por dentro da maleta dele”, completa.
O grupo Ascêndio, formado em 2012 por amigos fãs da ficção, já participa de outros eventos nessa área, como o Sanafest, e promove debates sobre esse universo em encontros na Capital. Durante ontem e hoje, na Bienal, eles estiveram à frente de oficinas e palestras com os temas “A Literatura Fantástica: O que veio depois de Harry Potter” e “J. K. Rowling e a Representatividade no Mundo Bruxo”.
“Meu primeiro filme no cinema foi Harry Potter”, afirmou a professora Cristiane Leal. Acompanhada de uma amiga, ela deixa transparecer a expectativa em ver o que há por trás da cortina. “O Newt é estudioso dos bichos, sabe... Então o trabalho da vida dele está dentro da maleta”, explica para a repórter, uma declarada desconhecida da saga do bruxinho.
A professora de História Débora Santiago também sentiu-se curiosa com os objetos expostos na sala. “Não sou fã, mas já assisti a todos os filmes” (risos). A nossa família tem muita criança, então eles gostam”. Hyago Viana, visivelmente o mais empolgado do grupo, confessa: “Eu praticamente gasto o meu dinheiro com comida e Harry Potter!”.
Um dos expositores e também integrante do Ascêndio, Hyago esmiuça a história de alguns artefatos. “Algumas coisas aqui são da minha coleção pessoal. Eu confecciono também algumas varinhas dessas de madeira”, explica. Do lado de fora do espaço, miniaturas de alguns personagens podem ser, inclusive, encontradas para venda em estandes no Centro de Eventos.
Bonecos de alguns personagens são encontrados para venda em estandes no Centro de Eventos (Foto: Leonardo Albuquerque)
Também chamam a atenção edições limitadas da saga (ilustrada, comemorativa dos 15 anos de “A Pedra Filosofal”, em inglês, etc), bem como mapas “mágicos” adquiridos em Orlando, local de um dos museus temáticos do Harry Potter (o outro museu fica situado no Japão). O espaço temático montado na Bienal permanecerá aberto até o dia 23 de abril, quando se encerra a programação do evento.

TERESA MONTEIRO

Comentários

Mais Visitadas

MISTÉRIOS DE NESTOR

Livro de Juliano Garcia Pessanha traz reflexões filosóficas e relatos

Editoras de pequeno porte e autores independentes solidificam um nicho de mercado

Conceição Evaristo: 'A literatura está nas mãos de homens brancos'

Acordo entre UFRJ e BNDES dará novo papel cultural ao Canecão