Exposição do construtivista Rubens Valentim termina neste domingo em Brasília

Da Agência Brasil
Brasília - Exposição Rubens Valentim Construção e Fé, que apresenta 60 trabalhos do pintor e escultor baiano (1922-1991), com ênfase na produção dos tempos vividos em Brasília. ( Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Exposição Rubens Valentim – Construção e Fé apresenta 60 trabalhos do pintor e escultor baiano (1922-1991), com ênfase na produção dos tempos vividos em BrasíliaFabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
A temporada da exposição Rubens Valentim – Construção e Fé termina amanhã (28) na Caixa Cultural, em Brasília. Na exposição, estão 60 trabalhos do pintor e escultor baiano (1922-1991), com ênfase na produção dos tempos em que viveu em Brasília, na década de 1960.
Valentim consegue unir a estética moderna de Brasília às características ancestrais afro-brasileira, avalia o professor de artes visuais, Antonio Biancho, que aproveitou a manhã deste sábado para conferir a exposição do artista.
“Ele trabalhou muito tempo aqui [em Brasília]. É muito ligado a essa estética moderna. Consegue trazer a estética ancestral, africana e brasileira para o universo moderno de Brasília”, disse Biancho, em meio às obras com formas geométricas e coloridas.
Valetim, um dos mestres do construtivismo brasileiro, se inspirou em ferramentas e instrumentos simbólicos do candomblé. A mostra, gratuita, reúne peças de coleções públicas, particulares e dos herdeiros do artista, com a curadoria de Marcus de Lontra Costa.

Comentários

Mais Visitadas

Garimpeiro do conhecimento

A linguagem do amor

Mistério da Santíssima Trindade

Cannes: Filmes de qualidade, mas sem ousadia

O saber na periferia do conhecimento