Fome ameaça de morte 700 mil crianças na África


«A seca severa que afeta a zona este de África está a causar a falta de água e de pasto, que tem como consequência uma drástica diminuição do gado. A produção de leite e carne é muito escassa e os preços dos cereais nos mercados aumentaram consideravelmente. Esta redução geral do acesso aos alimentos, associada à falta de água, provocou um aumento dos surtos de doenças e da taxa de mortalidade», alerta a organização cristã World Vision, em comunicado. 

Segundo os responsáveis da instituição, há neste momento 25 milhões de pessoas a necessitar de «ajuda imediata» e 700 mil crianças à beira da morte, por falta de comida. Para assegurar assistência humanitária de emergência na zona seriam necessários 98 milhões de euros com urgência. 

«As crianças estão a morrer no Sudão do Sul e na Somália e muitas estão à beira da morte no Quénia e Etiópia. Não podemos esperar mais. É necessária ajuda rápida para obter alimentos e água e poder salvar vidas e reverter esta ameaça», sublinha o diretor da Resposta Humanitária da World Vision, Christopher Hoffman. 

A organização calcula que mais de 3,5 milhões de crianças sofrem de má nutrição grave nestes países, uma taxa muito acima do aceitável, e 700 mil sofrem de desnutrição aguda, estando por isso em perigo de vida.


Fátima Missionária

Comentários

Mais Visitadas

Trinta Anos de Ordenação Sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva

Parabéns, Padre Geovane!

Deus, alimento e remédio

Michelle Bachelet será a nova chefe de direitos humanos da ONU

Marisa Monte embala 'Romeu & Julieta'