Fortaleza é uma das cidades brasileiras que recebem festival de cinema francês


O festival terá 19 filmes (FOTO: Divulgação)
Festival Varilux de Cinema Francês segue em crescimento no Brasil. A edição de 2017, entre os dias 7 e 21 de junho, chegará a mais de 60 cidades, distribuídas em 21 estados e Distrito Federal.
A programação deste ano é composta por 19 produções inéditas nos cinemas brasileiros, incluindo um documentário e um clássico. Os maiores astros do cinema francês estarão presentes na seleção: o público poderá conferir os mais recentes trabalhos de Catherine Deneuve, Gérard Depardieu, Juliette Binoche, Omar Sy, Marion Cotillard, Guillaume Canet e Cécile de France. Outro destaque é a última atuação da inesquecível Emmanuelle Riva, falecida em janeiro último, em “Perdidos em Paris”.
Este ano, o festival está presente em 8 dos 9 estados nordestinos. Em 2016, Fortaleza foi a 6ª cidade do Brasil em termos de público para o festival Varilux, com 6.300 espectadores. Para a edição de 2017, houve ampliação de cinemas, com opções de ver filmes nas telas do Cinema do Dragão, CineTeatro São Luiz, Cinépolis RioMar Fortaleza e Arcoplex Pátio Dom Luis.
Em Fortaleza, a pre-estreia do festival acontecerá o dia 6 de junho às 19h no cinema Arcoplex Pátio Dom Luis, organizada pela Aliança Francesa de Fortaleza. O filme de abertura, Perdidos em Paris (Paris pieds nus), de Fiona Gordon e Dominique Abel. A projeção será precedida por um coquetel reservado a convidados das 19h às 20h no foyer do cinema.
Uma sessão educativa é prevista com o filme “A Viagem de Fanny”, de Lola Doillon, no dia 7 de junho às 10h no Cineteatro São Luiz para alunos e estudantes de escolas e universidades públicas, e para crianças de associações. Uma sessão gratuita do documentário “Amanhã”, de Cyril Dion e Mélanie Laurent é organizada pela Aliança Francesa de Fortaleza no dia 20 de junho às 18h no auditório do Porto Iracema das Artes, com debate.
Filmes e artistas confirmados
O Festival conta com 19 filmes na programação. Entre eles, “Um Instante de Amor”, de Nicole Garcia, com atuação elogiada de Marion Cotillard, ganhadora do Oscar de 2008 por “Piaf – Um hino ao amor”; “Rock’n roll – Por trás da fama, comédia auto-satírica de Guillaume Canet, e “Frantz”, o mais recente filme de François Ozon, uma surpreendente adaptação do filme de Ernest Lubitsch de 1932, com o novo astro do cinema francês Pierre Niney (“Yves Saint Laurent”).
Seguindo a tradição de exibir um clássico do cinema francês, o Festival Varilux traz a reconhecida comédia-musical “Duas Garotas Românticas” (“Les Demoiselles de Rochefort”), de Jacques Demy e Agnès Varda, que completa 50 anos em 2017. O longa, com Catherine Deneuve, foi indicado ao Oscar de melhor trilha sonora em 1969.
Até o momento, a delegação conta com sete artistas franceses que irão apresentar seus filmes. São eles: Dominique Abel e Fiona Gordon, diretores e atores de “Perdidos em Paris” (“Paris Pieds Nus”, de 2017), que completam 40 anos de carreira; o rapper e ator Sadek, de “Tour de France” (2016); a diretora Noémie Saglio e a atriz Camille Cottin, de “Tal Mãe, tal Filha” (“Telle Mère, telle Fille”, de 2016); e o diretor Olivier Peyon e o ator Ramzy Bedia, de “O Filho Uruguaio” (“Une Vie Ailleurs”, de 2017). A delegação estará presente na abertura do Festival em São Paulo, dia 7 de junho, e no Rio de Janeiro, no dia 8, assim como em sessões de seus filmes nas duas cidades.
Confira todos os 19 filmes do festival::
1 – Uma Agente muita Louca (Raid Dingue, 2017) de Dany Boon
2 – Amanhã (Demain, 2015), de Cyril Dion e Mélanie Laurent
3 – Na Cama com Victoria (Victoria, 2016) de Justine Triet
4 – Coração e Alma (Reparer les vivants, 2016) de Katell Quillévéré]
5 – Uma Família de Dois (Demain tout Commence, 2017) de Hugo Gélin
6 – O Filho Uruguaio (Une Vie Ailleurs, 2017) de Olivier Peyon
7 – Frantz (2017) de François Ozon
8 – Um Instante de Amor (Mal de Pierres, 2016) de Nicole Garcia
9 – Perdidos em Paris (Paris pieds nus, 2017) de Fiona Gordon, Dominique Abel
10 – Um Perfil para Dois (Un Profil pour Deux, 2017) de Stéphane Robelin
11 – O Reencontro (Sage Femme, 2017) de Martin Provost
12 – Rock’n roll – Por trás da fama (Rock’n roll, 2107) de Guillaume Canet
13 – Rodin (2017) de Jacques Doillon
14 – Tal Mãe, tal Filha (Telle mére, telle fille, 2017) de Noèmie Saglio
15 – Tour de France (Tour de France, 2016) de Rachid DjaïdanI
16 – Na Vertical (Rester Vertical, 2016) de Alain Guiraudie
17 – A Viagem de Fanny (Le Voyage de Fanny, 2016) de Lola Doillon
18 – A Vida de uma Mulher (Une vie, 2016) de Stéphane Brizé
19 – CLÁSSICO DO FESTIVAL – Duas Garotas Românticas (Les Demoiselles de Rochefort, 1967), de Jacques Demy e Agnès Varda

Tribuna do Ceará

Comentários

Mais Visitadas

MISTÉRIOS DE NESTOR

Autor revisa história do gênero literário em novo livro

Resgate em caverna da Tailândia pode virar filme em Hollywood

MALALA

Pessoas com deficiência ainda não têm assegurados o acesso a bens culturais