Hércules

Grecianny Carvalho Cordeiro*

Hércules ou Héracles, o valente guerreiro grego, sempre foi conhecido pela sua coragem e destemor.
            Hércules era filho de Zeus (deus dos homens e dos imortais) e da mortal Alcmena.
            Mas a esposa de Zeus, Hera, não aceitou essa traição do marido e resolveu atormentar e punir Hércules.
            Hércules casou-se com Mégara, filha do rei de Tebas, que lhe era grato por ajudá-lo a vencer a guerra contra o Mínios. Dessa união, nasceram três filhos e o casal foi feliz por muito tempo.
            Quando Hera soube da felicidade de Hércules, lançou-lhe um acesso de loucura, fazendo com que ele matasse a esposa e os três filhos, além de tentar matar o pai adotivo, Anfitrião.
            Recobrada a sanidade, Hércules sentiu que precisava purificar-se de sua culpa. Para tanto, consultou o oráculo de Delfos, que mandou apresentar-se a Euristeu, rei de Tirinto, para que realizasse as tarefas impossíveis que lhe seriam dadas, os Doze Trabalhos de Hércules.
            Os Doze Trabalhos consistiam em: Matar o Leão de Nemeia, Matar a Hidra de Lerna, Capturar a corça cerinita, Capturar o javali de Erimanto, Limpar os estábulos de Aúgias, Expulsar os pássaros Estínfalos, Capturar o touro de Creta, Capturar as éguas de Diomedes, Pegar o cinturão de Hipólita, Roubar o gado de Gerião, Colher as maçãs de ouro das Hespérides e Trazer Cérbero do Submundo.
            Hércules executaria todas as tarefas a si atribuídas e seria purificado do assassinato de sua família.
            Depois disso, Hércules viria a se casar com Dejanira.
            O casal estava em viagem, quando o centauro Nesso tentou raptar Dejanira, sendo abatido pelas flechas envenenadas de Hércules. Agonizando, o centauro deu sua camisa encharcada de sangue para Dejanira, dizendo que, se Hércules a usasse, ficaria apaixonado por ela. Acreditando que Hércules estava apaixonado por outra pessoa, Dejanira deu a camisa para o marido, que começou a se contorcer de dor assim que o veneno tocou sua pele, sendo sua carne arrancada dos ossos.
            Mesmo padecendo com dores terríveis, Hércules arrancou as árvores para construir sua própria pira e pediu para ser queimado vivo ali.
            Com sua morte, Hércules foi alçado à condição de semideus e obteve o merecido local no Olimpo.
            Da história do herói Hércules podemos extrair a lição valorosa de que, por mais que cometamos erros, sempre é possível deles se redimir, sendo necessário, para tanto, muita coragem, persistência e esperança.
            Toda ferida pode ser curada. Todo mal pode ser reparado.
            Quase sempre.

*Promotora de Justiça

Comentários

Mais Visitadas

Garimpeiro do conhecimento

Mistério da Santíssima Trindade

O saber na periferia do conhecimento

Cannes: Filmes de qualidade, mas sem ousadia

Bill Gates quer que você leia estes 5 livros nas férias de julho