A quarta edição da Caminhada Rosa acontece neste domingo, 22, a partir das 16 horas, na Avenida Beira Mar

No ritmo de um grupo de ritmistas, a caminhada percorrerá a Avenida Beira Mar até a Praça dos Estressados. A concentração das "Vitoriosas" e apoiadores acontece a partir das 16 horas ( Foto: Leandro Hércules/divulgação )
Um marco no mês de conscientização à prevenção do câncer de mama, a quarta edição da Caminhada Rosa defende a causa: Mamografia: precisamos de acesso #PacientesNoControle. O evento acontece neste domingo, 22, a partir das 16 horas, na Avenida Beira Mar. O trajeto da caminhada prossegue até a Praça dos Estressados e será acompanhado ao som da Baqueta Grupo de Ritmistas.
A Associação Nossa Casa, como instituição filiada à Rede Cearense de Combate ao Câncer de Mama, chama atenção para a importância da prevenção ao lado das mulheres que venceram a luta contra a doença.
Para agradecer
Segundo Daniele Castelo Branco, vice-presidente da Nossa Casa "é a ocasião em que a gente tenta mobilizar toda a população. Aqui em Fortaleza, as mulheres estão tendo muita dificuldade em conseguir realizar a mamografia, pois a maioria dos aparelhos da rede pública de saúde está quebrada". O tema foi escolhido, complementa, para que possamos chamar atenção também das autoridades".
Também conhecida como "Caminhada das Vitoriosas", a marcha é um momento de agradecimento para quem terminou o tratamento do câncer de mama. "É muito importante para todo mundo, mas principalmente para as mulheres que passaram pelo câncer e estão curadas. É o momento de agradecer", explica Daniele Castelo Branco.
Cuidado humanizado
A Rede Cearense de Combate ao Câncer de Mama foi fundada em junho de 2014 pelas quatro associações de Fortaleza filiadas à Femana: Associação Toque de Vida, Associação dos Amigos do CRIO, Grupo Amar e Associação Rosa Viva. Atualmente, a Rede Mama conta com mais de 20 instituições e grupos que atuam no apoio às mulheres com câncer no estado do Ceará.
A Associação Nossa Casa, organização sem fins lucrativos, completou em abril deste ano, 13 anos de fundação e auxílio a pessoas que lutam contra o câncer. Mantém uma casa de apoio que oferece tratamento de radioterapia e quimioterapia, hospedagem e cuidado humanizado.
Diário do Nordeste

Comentários

Mais Visitadas

Trinta Anos de Ordenação Sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva

Parabéns, Padre Geovane!

Deus, alimento e remédio

Filme luso-brasileiro com índios Krahô vence Festival de Cinema de Lima

Ser estudante