Entidades lançam Frente Nacional Contra a Censura

Objetivo é se opor abertamente à censura às artes que tomou conta do pais, como na exposição Queermuseu ou a Pedro Morareida no Palácio das Artes.

Cntenas de pessoas estiveram presentes no Grande Teatro do Palácio das Artes – local marcado por manifestações contra e a favor da censura.
Centenas de pessoas estiveram presentes no Grande Teatro do Palácio das Artes – local marcado por manifestações contra e a favor da censura. Foto (Mídia Ninja)
Por Charles Mascarenhas
Entidades culturais lançaram a Frente Nacional Contra a Censura (FNCC), na noite dessa terça-feira (21), no Palácio da Artes, no centro de Belo Horizonte (MG). O objetivo é se opor abertamente à censura às artes que tomou conta do pais nos últimos meses.
Centenas de pessoas, entre artistas, movimentos pela liberdade e democracia e cidadãos comuns, estiveram presentes no Grande Teatro do Palácio das Artes – local marcado por manifestações contra e a favor da censura tendo como objeto a exposição 'Faça você mesmo sua Capela Sistina', de Pedro Pedro Moraleida –, para entender e participar da Frente, movimento encabeçado por artistas, mas que ganhou a simpatias de milhões por todo o Brasil.
Presente ao evento, o Secretário Municipal de Cultura, Juca Ferreira, comentou sobre o movimento: “A criação dessa frente possibilita o encadeamento não só dos artistas, pois não estamos tratando aqui de uma questão corporativa, não é a defesa da liberdade de expressão dos artistas apenas, é a defesa de um direito conquistado por toda a sociedade brasileira de se manifestar, de crer no que quiser crer”, destacou.
O Secretário Estadual de Cultura, Ângelo Oswaldo também esteve no Palácio das Artes, se posicionou a favor da criação da Frente e lamentou o fechamento do “Queermuseu” em Porto Alegre.
Ainda em seu discurso, Ângelo Oswaldo relembrou que em 2002 foi feita a primeira exposição das obras de Pedro Moraleida (“Faça Você Mesmo Sua Capela Sistina”) e que esta teve repercussão internacional, revelando Moraleida para o mundo.
Sobre os boicotes às artes no Brasil, Ângelo Oswaldo foi enfático. “Cada um tem o direito de ver o que quiser, mas não pode restringir o direito do que o outro pode ver. Há um jogo de interesses e desvirtuamentos de visões por trás disso tudo”.  
A Frente Nacional Contra a Censura (FNCC) organiza atos para as principais cidades do país, como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Salvador.
Confira o Vídeo Oficial de Lançamento da Frente Nacional Contra a Censura, exibido no Palácio das Artes:


Redação DomTotal

Comentários

Mais Visitadas

Nomofobia: O medo de desconectar

Fundação Edson Queiroz realiza mostra de arte

Documentário sobre 'impeachment' de Dilma no Festival de Cinema de Berlim

"Um erro, uma barbárie, uma desumanidade", diz Vargas Llosa sobre a pena de morte

Solenidade de posse do Dr. Régis Frota, na Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza