Aviso divino

Padre Geovane Saraiva*
O Filho de Deus se encarnou e entrou no nosso mundo, querendo que as pessoas percebessem que Ele carregou consigo uma profunda marca: a natureza divina do Verbo de Deus que se encarnou e veio se estabelecer entre nós (cf. Jo 1, 14). Neste tempo precioso do Advento, que precede o Natal do Senhor, somos chamados a nos voltar para a realidade misteriosa do Redentor da humanidade, que veio ao mundo como uma criança frágil, vivendo na sociedade de seu tempo. É o filho de Maria de Nazaré e do carpinteiro José que quer uma única coisa: neutralizar a montanha do orgulho e do egoísmo, amparado pela forte simbologia do manto da paz, da justiça, da ternura e da solidariedade.
Caminhamos, aos olhos da fé, ao encontro da incontestável “troca de dons entre o céu e a terra”, dentro de um ambiente nem sempre favorável, mas compreendido no aviso divino para os bons entendedores, no recado de Dom Helder Câmara: “Quando houver contraste entre a tua alegria e um céu cinzento, ou entre a tua tristeza e um céu em festa, bendiz o desencontro, que é um aviso divino de que o mundo não começa e nem acaba em ti”.
Jesus Menino quer nossa atenção aos seus sinais, colocando-nos à sua disposição, como colaboradores lúcidos e responsáveis, no ardente desejo de edificar seu projeto de amor, arma que elimina a intolerância, o preconceito e o ódio. Contamos com o tradicional presépio, que já se encontra em nossa Igreja de Santo Afonso e demais templos pelo mundo afora, constituído de figuras bíblicas, a revelar-nos o indizível contexto daquela realidade sagrada de bondade e paz, no nascimento do Salvador da humanidade.
Que não nos afastemos da tão sonhada e indissolúvel esperança, da terra se transformar em céu e do céu se transformar em terra. É Deus mesmo, tão pequeno na gruta de Belém, que, na sua infinita bondade e ternura, quer alegrar o mundo de verdade, pelas palavras luminosas e cheias de graças do Anjo no Evangelho: “Eis que anuncio uma grande alegria, que será para todo o povo”. Assim seja!
*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência Sacerdotal, integra a Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza –geovanesaraiva@gmail.com

Comentários

Mais Visitadas

MISTÉRIOS DE NESTOR

Autor revisa história do gênero literário em novo livro

Resgate em caverna da Tailândia pode virar filme em Hollywood

MALALA

Pessoas com deficiência ainda não têm assegurados o acesso a bens culturais