Em livro de contos, Socorro Acioli homenageia língua portuguesa

A escritora cearense Socorro Acioli, já consagrada na literatura infantojuvenil e especialmente conhecida por seu romance A cabeça do santo, lança no dia 9 de dezembro, às 18h30min, na Livraria Cultura, o livro de contos Diga Astrasgud (Editora Dummar). A autora conversará sobre o livro com o jornalista Jáder Santana e a escritora Tâmara Bezerra fará a leitura de contos da nova obra.
Com ilustrações do artista visual Carlus Campos, que este ano completa 30 anos de carreira, a coletânea é composta por 11 contos curtos, tendo a linguagem como tema principal. Esse é o primeiro livro de contos da autora, que se mostra empolgada com o projeto: “Eu sempre tive vontade de escrever um livro de contos, mas não sabia para qual público. O que sempre me fez adiar o projeto foi a busca por um tema, um fio que ligasse um conto ao outro. Até que surgiu a ideia de escrever sobre as palavras e os seus usos engraçados, inusitados, surpreendentes. Nós todos vivemos cercados delas. Foi assim que surgiu o Diga Astrasgud, quando eu comecei a pensar nas palavras mais marcantes da minha vida.”
Os contos passeiam entre o ficcional e o autobiográfico, sempre deixando uma reflexão a respeito da língua portuguesa. No conto Ela salva todos, Socorro compartilha com o leitor um episódio real da sua relação com a filha, e conta como esse episódio mudou a maneira de encarar seu próprio nome. A experiência da maternidade também é mencionada no conto Não disse nada, quando uma filha admite ter permanecido em silêncio ao ser questionada sobre as qualidades da mãe.
O livro também possui outros contos que brincam com as possibilidades do português, como o trabalhado Casei com Caio Carlos, uma carta escrita apenas com palavras iniciadas pela letra C, e o Até o poeta, cujo título é um dos vários palíndromos que compõem a narrativa, no qual um menino isolado por só falar ao contrário encontra nesse artifício da língua uma forma de se inserir na comunidade. O conto que dá nome ao livro, Diga astrasgud, é outra divertida história, sobre um homem sério que passa a atender ao telefone falando apenas “astrasgud”, uma palavra inventada, no lugar do conhecido “alô”.
Com sua narrativa leve, Socorro constrói um universo de histórias que exaltam o uso da língua portuguesa, sem deixar de respeitar a individualidade de cada falante no seu modo de se expressar. Apesar de voltado para o público infanto-juvenil, o livro deve agradar leitores de todas as faixas etárias.

Serviço

Lançamento do livro Diga Astrasgud
Quando: dia 9 de dezembro às 18h30min
Onde: Auditório da Livraria Cultura (Av. Dom Luís, 1010 – Meireles – Piso 1 – Loja 8)
Quanto: R$ 29,90. E-book: 17,90
Entrada gratuita

Com informações da Assessoria de Comunicação
Boa Notícia

Comentários

Mais Visitadas

Pessoas com deficiência ainda não têm assegurados o acesso a bens culturais

Autor revisa história do gênero literário em novo livro

Resgate em caverna da Tailândia pode virar filme em Hollywood

Professores pedem tombamento do prédio da antiga Escola Normal Rural

Novo livro de Scholastique Mukasonga, traz o retrato cruel do genocídio ocorrido em Ruanda, na África, em 1994