LIVRARIA DUMMAR ENCERRA A PRIMEIRA TEMPORADA DO CLUBE DE PSICANÁLISE

A Livraria Dummar e o Espaço O POVO de Cultura & Arte realizam nesta quarta-feira, 13, às 19 horas, a terceira edição do Clube de Psicanálise, que tem como tema Entre pílulas e posts: velocidade e hiperconsumo. O encontro encerra a primeira temporada do Clube.
Com a proposta de realizar debates informais e abertos ao público sempre sob uma perspectiva da psicanálise e num diálogo com outras formas de saber, esse primeiro ciclo é encerrado com uma conversa sobre a intensidade do consumo como lógica da vida, a formação de subjetividades na produção do consumo.
“A cada encontro, um novo assunto deita no divã” é o mote desse espaço de análise e discussão. “Um novo assunto” que é também urgente, vindo de impasses e problemas que marcam as experiências social e cultural contingentes no Brasil. Na primeira edição, repercutimos a polêmica mais recente sobre censura à arte com o encontro “Democracia e o lugar da arte”, e na segunda edição falamos a propósito das práticas atuais do ódio, principalmente nas suas expressões virtuais.   
Também como uma oportunidade de “escuta”, o encontro traz assuntos que mobilizam e incomodam o imaginário e a sensibilidade nacionais. Cada edição tem a participação fixa da psicanalista Alice Carneiro, uma das responsáveis pela curadoria do clube. Para o encontro de quarta-feira, 13, estará presente a jornalista Neila Fontenele.
Em março de 2018, o Clube de Psicanálise retorna com atividades.

SERVIÇO
Clube de Psicanálise – “Entre pílulas e posts: velocidade e hiperconsumo”
Quando: 13 de dezembro, às 19 horas
Local: Livraria Dummar, no Espaço O POVO de Cultura & Arte (Av. Aguanambi, 282 – sede do jornal O POVO)
Mais informações: 3255 6226
Entrada gratuita           

O Povo

Comentários

Mais Visitadas

Dois pesos e duas medidas

Professora vai mediar estudo de literatura feminina em Dourados

Socorro Acioli coordena especialização em Escrita Literária

Livro fala sobre empatia, alteridade, sentimentos reais e seres humanos

“Monstro É Aquele Que Não Sabe Amar"!