Arqueólogos encontram lugar descrito no livro Atos dos Apóstolos

A piscina bizantina pode ter sido construída no lugar onde Filipe batizou o eunuco etíope

Arqueólogos de Israel acabam de encontrar uma piscina de 1500 anos em um antigo lugar cristão conhecido como Ein Hanniya Park, que fica perto de Jerusalém. A piscina, datada da era bizantina (entre os séculos IV e VI) pode ter sido o lugar onde o eunuco etíope mencionado no livro Atos dos Apóstolos foi batizado pelo apóstolo Filipe.
De acordo com os artigos publicados no The Christian Post e World Israel News, a diretora de escavação da Autoridade de Antiguidades de Israel, Irina Zilberdod, explicou que “a piscina foi construída no centro do espaçoso complexo, ao pé de uma igreja que havia aqui. Ao redor da piscina foram construídas colunatas cobertas, que davam acesso às alas residenciais”.
A piscina pode ter sido construída sobre o que alguns estudiosos dos antigos cristãos asseguram ter sido o lugar onde Filipe batizou o eunuco etíope, conforme Atos 8,26-40. O doutor Yuval Baruch, arqueólogo de Jerusalém explicou que “o batismo do eunuco por São Filipe foi um dos eventos mais importantes para difusão do cristianismo. Portanto, a identificação do local onde ele ocorreu foi prioridade para os estudiosos durante muitas gerações”.
A Autoridade de Antiguidades de Israel (AAI) encheu as piscinas e gravou um vídeo para mostrar o elaborado processo de drenagem, que termina em uma fonte magnífica. É o exemplo mais antigo de marco arquitetônico deste tipo na região.
A arqueóloga Irina Zilberbod explicou também que, no momento, é difícil saber se a piscina foi usada “para irrigação, banhos, jardinagem ou como partes das cerimônias batismais no local”.
 
Aleteia

Comentários

Mais Visitadas

Documentário sobre papa Francisco chega a cinemas dos EUA em maio

Dois pesos e duas medidas

Professora vai mediar estudo de literatura feminina em Dourados

Socorro Acioli coordena especialização em Escrita Literária