O desafio do desodorante e outros perigos

A pesquisa no Youtube para “desafio do desodorante” mostra mais de 22 mil resultados. Vídeos como esses, que incitam a realização de “brincadeiras” perigosas, têm ganhado cada vez mais acessos de crianças e adolescentes. A morte de uma menina de 7 anos no último sábado colocou mais uma vez a influência desse conteúdo em evidência.
Adrielly Gonçalves deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento de São Bernardo do Campo, em São Paulo, com parada cardiorrespiratória e não resistiu. Parentes da criança relataram que ela inalou desodorante aerossol ao tentar imitar vídeos que circulam na internet. Um laudo do Instituto Médico Legal vai detalhar as causas da morte.
Um levantamento informal do Instituto Dimicuida, feito por meio de relatos de familiares das vítimas e casos noticiados pela mídia, aponta que pelo menos 22 pessoas morreram no Brasil, nos últimos quatro anos, ao tentar reproduzir esses jogos postados nas redes sociais. A psicóloga do Dimicuida, Fabiana Vasconcelos, acredita que o que leva crianças e adolescentes a tentar “brincadeiras” como essa é a busca pela fama na internet, além da procura por aventuras e experiências novas, própria dessa fase da vida. “Para o adolescente hoje em dia é importante a coisa dos likes. A fama rápida é muito sedutora”, afirma. O Dimicuida é uma instituição cearense que visa conscientizar sobre o perigo dos jogos de asfixia outros semelhantes.
Além do desafio do desodorante, outras brincadeiras como o jogo do desmaio, da super bonder, da camisinha e da canela em pó também circulam na internet. E cada vez com mais alcance. Fabiana explica que em 2010 eram 500 vídeos intitulados “jogo do desmaio” no Youtube. Ontem, eram 27500.
A inalação do desodorante spray pode levar a depressão respiratória, arritmia cardíaca, redução da oxigenação cerebral, asfixia e morte. Nesses produtos, são encontrados os gases isobutano, butano e propano, utilizados como propulsores de aerossóis. Em excesso, essas substâncias se acumulam no organismo e tomam o lugar do oxigênio.
A empresária Karla Cedraz, 41, mãe de duas crianças de oito e dez anos, costuma falar com seus filhos sobre o assunto. Ela afirma que procura sempre monitorar o que os pequenos assistem, regulando o acesso à internet apenas aos finais de semana. “Eu acho muito difícil controlar 100%, então prefiro conversar. Eles são bem cientes da realidade e das consequências, lá em casa o papo é abertíssimo”, afirma.
Para evitar os perigos, Fabiana Vasconcelos diz que é fundamental que o conteúdo visitado pelos filhos na internet seja supervisionado pelos pais. “Os vídeos são muitos e não são escondidos. O problema é que os pais não sabem que isso existe”, lamenta. O indicado é sempre conversar com a criança ou adolescente sobre os riscos online, a fim de incentivar o desenvolvimento crítico. “Falar sobre o mundo digital é tão fundamental quanto ensinar a não falar com estranhos na rua. É importante compreender para prevenir”, ressalta.
BRINCADEIRAS’ PERIGOSAS DIVULGADAS NA INTERNET
DESAFIO DO DESODORANTE
Em alguns casos, consiste em inalar o gás do desodorante, que pode causar asfixia. Outros vídeos mostram pessoas aplicando o produto a uma distância muito pequena da pele, até “congelá-la”, o que pode causar queimaduras.
JOGO DO DESMAIO
Nesta “brincadeira”, asfixia-se a si mesmo ou a um colega para causar desmaio. O desmaio é um mecanismo do corpo quando o cérebro não consegue suficiente oxigênio. Essa situação pode levar a sequelas irreversíveis e mesmo ao óbito.
DESAFIO DO SUPER BONDER
O desafio consiste em colar partes do corpo como narinas e boca com super cola. Essa substância pode lesionar a pele e mucosa do nariz caso a criança não remova com cuidado e tente puxar, além de provocar infecções.
DESAFIO DA CANELA
Este desafio consiste em engolir uma grande quantidade de canela em pó pura. Essa ação pode ser perigosa pois existe grande probabilidade de aspirar o pó acidentalmente. Isso pode provocar inflamações pulmonares, pneumonias ou crises de asma.
DESAFIO DA CAMISINHA
Neste desafio, a criança deve introduzir um preservativo no nariz para ver se consegue tirar pela boca. Ao falhar na tentativa, as vias aéreas ficam obstruídas, o que pode levar a uma asfixia. Como no jogo do desmaio, pode causar sequelas irreversíveis ou morte.

HELOISA VASCONCELOS

O Povo

Comentários

Mais Visitadas

Garimpeiro do conhecimento

A linguagem do amor

Cannes: Filmes de qualidade, mas sem ousadia

O saber na periferia do conhecimento

Mistério da Santíssima Trindade