Facebook censura peitos do quadro 'A Liberdade guiando o povo'

Em junho, o diretor já havia tentado utilizar duas vezes o célebre quadro - que esteve durante anos nas notas de 100 francos .
Em junho, o diretor já havia tentado utilizar duas vezes o célebre quadro - que esteve durante anos nas notas de 100 francos . (Eugène Delacroix)
O Facebook censurou nesta semana uma representação do quadro "A Liberdade guiando o povo", do francês Eugène Delacroix, em que uma mulher aparece com seios desnudos segurando uma bandeira francesa, afirmou um diretor de teatro que havia utilizado a imagem para promover sua obra.
"Quinze minutos depois do lançamento da publicidade, a administração [da rede social] bloqueou nossa divulgação assegurando que não se podia publicar uma imagem de nu", afirma Jocelyn Fiorina, diretor de "Disparos na rua Saint-Roch", uma obra de teatro estreiada em Paris.
Após essa resposta, Fiorina publicou uma nova publicidade com o mesmo quadro, acrescentando que o rótulo "censurado por Facebook" para tapar os seios da mulher. Essa segunda imagem não foi censurada.
Em junho, o diretor já havia tentado utilizar duas vezes o célebre quadro - que esteve durante anos nas notas de 100 francos - para promover a obra de teatro, sem sucesso ante o gigante americano de internet.
"Naquele momento contactei os moderadores, que se mostraram inflexíveis e asseguraram que, mesmo um quadro do século XIX, não era aceitável", lembra.
Frequentemente o Facebook suscita críticas pelos conteúdos que autoriza ou não.

AFP

Comentários

Mais Visitadas

Pessoas com deficiência ainda não têm assegurados o acesso a bens culturais

Autor revisa história do gênero literário em novo livro

Professores pedem tombamento do prédio da antiga Escola Normal Rural

Resgate em caverna da Tailândia pode virar filme em Hollywood

Novo livro de Scholastique Mukasonga, traz o retrato cruel do genocídio ocorrido em Ruanda, na África, em 1994