Morre, aos 29 anos, o escritor Victor Heringer

Heringer era um dos principais nomes da literatura brasileira contemporânea. Ele estreou com Automatógrado, livro de poemas, em 2011. Seu livro Glória(7Letras), sobre um artista plástico que procura pela mulher impossível, ficou em segundo lugar na categoria romance no Prêmio Jabuti, em 2013. Em seu mais recente trabalho, O Amor dos Homens Avulsos (Companhia das Letras), o escritor retrata um homem que é assombrado pelo passado, em que figura a morte de um conhecido ainda quando criança. O romance foi finalista dos prêmios Rio de Literatura, São Paulo de Literatura e Oceanos.

Junto com Glória, o escritor lançou um clipe, que pode ser visto abaixo. Heringer também fazia experimentos com vídeos e filmes curtos, que postava em seu canal no YouTube. Em um deles, diz: “Os anos felizes acabaram/ os anos tristes acabaram/ somos a última geração/ que aproveitará os mimos/ do mundo moderno/ SÓ O FIM NOS UNE”.

Comentários

Mais Visitadas

MISTÉRIOS DE NESTOR

Livro de Juliano Garcia Pessanha traz reflexões filosóficas e relatos

Editoras de pequeno porte e autores independentes solidificam um nicho de mercado

Conceição Evaristo: 'A literatura está nas mãos de homens brancos'

Acordo entre UFRJ e BNDES dará novo papel cultural ao Canecão