Por que ler grandes clássicos é tão importante?

Você se lembra do último livro que leu? Segundo uma pesquisa da Jenkins Group, uma editora de livros norte-americana, 42% dos estudantes que se formam na graduação nunca mais lerão um livro novamente. Além disso, constatou-se que a maior parte das pessoas se dedica somente à leitura de best-sellers com, no máximo, 10 anos de existência. Ou seja, os clássicos estão, cada vez mais, ficando esquecidos nas prateleiras.
A maioria de nós tem contato com as grandes obras literárias durante o período escolar, já que praticamente todos os vestibulares do País cobram o conhecimento de livros das literaturas brasileira e portuguesa, de autores como Machado de Assis, Eça de Queirós, Fernando Pessoa e Carlos Drummond de Andrade. Depois da aprovação na universidade, muitos acabam deixando de lado esse tipo de literatura.
Contudo, a leitura de livros clássicos auxilia em diversos pontos da nossa formação pessoal, profissional e acadêmica. Além disso, deixá-los de lado é ignorar uma parte importante de conhecimento produzido pela humanidade. Para retomar as leituras agora mesmo, veja uma lista com 3 de benefícios de ler grandes obras literárias do passado:
1 - Aumenta seu vocabulário

Quando você dedica um tempinho à leitura dos clássicos também está trabalhando para ter um vocabulário mais rico e diversificado. Muitas palavras que aprecem nos textos antigos são pouco usadas ou praticamente desapareceram do nosso dia a dia. Conhecê-las pode ser um diferencial, já que terá uma lista de novos termos para se comunicar e escrever.

2 - Melhora seu texto

A leitura é a melhor forma de aprimorar a forma como você escreve. Enquanto devora as páginas dos livros, seu subconsciente absorve o estilo e construções gramaticais utilizadas pelo autor, fazendo com que aquele texto se torne uma referência para seus futuros trabalhos.

3 - Aprimora seus discursos e apresentações

A leitura tem o poder de melhorar a escrita e também a forma como nos comunicamos, pois ela cria pessoas intelectualmente mais bem preparadas. Ler ensaios, crônicas e livros de grandes pensadores e líderes contribuí ainda mais para esse processo, tornando nosso discurso mais maduro, persuasivo e inteligente.


Comentários

Mais Visitadas

A linguagem do amor

Garimpeiro do conhecimento

História do transporte de passageiros é contada em Centro Cultural da Fetrans

Cannes: Filmes de qualidade, mas sem ousadia

O saber na periferia do conhecimento