Primeiro grupo de teatro do Ceará formado por cegos será lançado nesta quarta

O primeiro grupo de teatro do Ceará formado por pessoas cegas será lançado nesta quarta-feira (9), às 9h, no Instituto dos Cegos, em Fortaleza. O grupo teatral “Olho Mágico” é formado por 13 deficientes visuais. A iniciativa será lançada pelo presidente do Instituto Vida Cidadã, entidade sem fins lucrativos que atua há 15 anos na defesa da cidadania, Tadeu Oliveira.
De acordo com Tadeu, o projeto fortalece a autoestima dos integrantes do projeto. “Ao participar do grupo Olho Mágico, eles percebem que são capazes, que podem ser o que quiserem. Que a deficiência visual não é um agente limitador. Com sensibilidade, cada um encontra uma nova forma de encarar o mundo”, ressalta.
Na programação, os integrantes do grupo “Olho Mágico” farão uma apresentação teatral. Também vão participar do evento a presidente da Sociedade de Assistência aos Cegos, instituição parceira no projeto, Lizelia Almeida, e representantes de entidades de defesa dos direitos das pessoas com deficiência.
Desde fevereiro deste ano, o grupo se reúne três vezes por semana. Participam de aulas de linguagem corporal e de exercícios vocais e de improvisação. O objetivo é apresentar o espetáculo “Vila Paradiso” em outubro deste ano, um momento esperado com muita expectativa por Ana Maria Ximenes, uma das integrantes do grupo.
Ela perdeu boa parte da visão aos 52 anos, vítima de um glaucoma. Por conta da nova condição, sofreu com depressão. Mas hoje encontrou uma nova oportunidade. “É uma nova chance, ímpar, em nossas vidas. É a chance de realizar um sonho. Fazer o que amamos e que, por ter baixa visão, não achava ser mais possível”, comemorou.
Serviço: 
Lançamento do Projeto Olho Mágico
Data: 9/5/2018 (Quarta-feira)
Horário: 9h
Local: Instituto dos Cegos (Av. Bezerra de Menezes, 892, Bairro São Gerardo)

Tribuna do Ceará

Comentários

Mais Visitadas

Trinta Anos de Ordenação Sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva

Parabéns, Padre Geovane!

Exposição traz obras do cearense José Ximenes

Michelle Bachelet será a nova chefe de direitos humanos da ONU

Deus, alimento e remédio