Razão de viver

Gonzaga Mota*
A vida é um dom de Deus. A forma de agradecermos é mediante a solidariedade para com o próximo. Fazendo este feliz, com certeza, encontramos a nossa verdadeira felicidade. De um lado, procurando ajudá-lo nos momentos de dificuldades e, de outro, abraçando-o, sem inveja, com sinceridade e alegria nas ocasiões exitosas.
Tal comportamento permite o florescimento do amor. Assim disse Goethe, "O mais belo estado da vida é a dependência livre e voluntária: e como seria ela possível sem amor?" Conforme esta linha de raciocínio, tomamos a liberdade de apresentar ao leitor, para reflexão, de nossa autoria, um soneto(Sentido da Vida) e um poema(Sugestão) com quatro estrofes, tendo três versos cada uma. "Sentido da Vida": 1. A solidão cresce, Poucos estão a pensar, não existe entendimento, o amor desaparece. 2. A verdade está escondida, irmã gêmea da virtude, diminui o interesse na vida, daqueles sem atitude. 3. Faltam bons sentimentos, a inveja se fortalece, o orgulho impede o pensamento. 4. Quanta dor, quanta tristeza, não se busca o sentido da vida, mas, a vida sem sentido. "Sugestão": 1. Abra a janela do seu coração, veja o próximo com afeto, não lhe negue o perdão. 2. Busque o sentimento da solidariedade, não procure a vaidade e a ambição, Para encontrar a felicidade.
3. Mergulhe no seu interior, não precisa chorar, mas sorrir, Como forma de reduzir a dor. 4. Não fique de peito vazio, Entregue-se ao Senhor. A vida é bela quando existe amor. Convém lembrar, por fim, frase de Santo Agostinho: "A medida do amor é amar sem medida" e de um provérbio latino: "Amor vincit omnia" (O amor tudo vence).

*Professor aposentado da UFC

Comentários

Mais Visitadas

Trinta Anos de Ordenação Sacerdotal do Pe. Geovane Saraiva

Parabéns, Padre Geovane!

Exposição traz obras do cearense José Ximenes

Para especialistas, pais devem acompanhar uso da internet por crianças

Michelle Bachelet será a nova chefe de direitos humanos da ONU