Prêmio Gandhi concederá R$ 6 mil para melhor fotografia sobre cultura de paz

Promovido pela Agência da Boa Notícia (ABN) e chegando à 11ª edição, o prêmio Gandhi reconhece o talento da melhor fotografia sobre cultura de paz
Foto: Reprodução / Pixabay
O Prêmio Gandhi de Comunicação concederá R$ 6 mil para a melhor fotografia sobre cultura de paz no Ceará. O objetivo do Prêmio, com a categoria Fotojornalismo, é reconhecer trabalhos que despertem ações altruístas e desenvolvimento humano.
O fotojornalista tem a missão de contar a história através da imagem. É a capacidade de transmitir informações que despertem no leitor a capacidade de vivenciar e compreender a notícia com mais clareza. Para isso é necessário misturar técnica, agilidade e emoção.

Inscrição Online

Nesta edição, a Agência da Boa Notícia realiza algumas mudanças no edital. Além de abrir possibilidades para uma maior participação de nacional, a premiação se adapta às novas tecnologias com a digitalização do prêmio. Os candidatos poderão se inscrever no prêmio online, com exceção da categoria de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), que será feito presencialmente.
Serão aceitos trabalhos veiculados ou apresentados no período de 2 de julho de 2017 a 31 de julho de 2018. As inscrições terminam no dia 05 de outubro de 2018, às 23h59 (se realizadas pelo site). As inscrições presenciais serão encerradas no dia 05 de outubro, às 18 horas.

Sobre o Prêmio Gandhi

Criado com a intenção de reconhecer os trabalhos de profissionais e estudantes de Jornalismo e Publicidade que colaboram para a Cultura de Paz, o Prêmio Gandhi de Comunicação é um concurso reconhecido no Estado do Ceará. Em 2017 registrou recorde de inscrições com 129 trabalhos.
Esse ano, a premiação será de R$ 39 mil, distribuídos entre os vencedores das oito categorias. Os vencedores também recebem certificado de participação e o troféu Gandhi.

Categorias

Prêmio Gandhi de Comunicação 2018 abrange 08 (oito) categorias, sendo 04 (quatro) voltadas para jornalistas profissionais, – 03 (três) para estudantes de Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda) e 01 (um) para produtor de conteúdo online (para jornalistas e publicitários). Haverá uma menção honrosa para o professor orientador do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

As categorias são:

  • Profissional Jornalismo Impresso
  • Profissional Telejornalismo
  • Profissional Radiojornalismo
  • Profissional Fotojornalismo
  • Produtor de conteúdo online para jornalistas e publicitários – Serão considerados conteúdos online trabalhos autorais, de temática nacional, publicados em blogs, portais, sites, Youtube e videologs, produzidos e divulgados no País.
  • Estudante – Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade & Propaganda), já defendido e aprovado por banca da IES, relativo aos períodos letivos de 2017.2 a 2018.1;
  • Estudante – Reportagem de mídia impressa produzida por aluno (ou grupo de alunos) de Jornalismo e divulgada em jornais ou revistas-laboratório, de circulação no âmbito das IESs;
  • Estudante – Mídia eletrônica (produção de rádio, TV, fotografia, internet ou publicidade) produzida por aluno (ou grupo de alunos) de Jornalismo ou Publicidade e divulgada em veículos-laboratório, exibida no âmbito das IESs.
Os vencedores dessa edição serão revelados durante a realização do fórum anual da Agência da Boa Notícia. A data do evento será informada posteriormente.

Quem pode participar?

Podem inscrever-se jornalistas, publicitários e estudantes de graduação em Jornalismo, com atuação no Estado do Ceará ou em outros estados, desde que os trabalhos inscritos sejam sobre ações e fatos do Ceará.
A exceção é a categoria produtor de conteúdo online, que tem abrangência nacional e aceitará inscrições de jornalistas e publicitários, desde que os trabalhos estejam dentro do contexto da Cultura de Paz e tenham sido veiculados no âmbito digital.  As inscrições podem ser de trabalhos individuais ou de equipes.
Curta nossa página no Facebook e siga-nos no Instagram.
Boa Notícia

Comentários

Mais Visitadas

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI

Morre, aos 92 anos, a escritora Zibia Gasparetto

A Palavra Não

Dentro da rotina das redes sociais, mulheres dividem as dificuldades e os pontos positivos de expor a maternidade