Em 38 anos de funcionamento, Plantão Gramatical registra mais de 690 mil atendimentos

Há 38 anos, a Prefeitura de Fortaleza criava o Plantão Gramatical. O serviço, que funciona, desde então, de forma ininterrupta no Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), nasceu com o objetivo de auxiliar a comunidade sobre o uso correto da língua portuguesa. Nesse período, o Plantão Gramatical registrou mais de 690 mil atendimentos.
Atualmente, o serviço conta com uma média de mil atendimentos mensais tirando dúvidas sobre ortografia, morfologia, sintaxe, semântica e demais assuntos da língua portuguesa. Neste ano, contabilizou, até agosto, 7.661 consultas.
Marino Neto, mestre em linguística e especialista no ensino da língua portuguesa, completa, neste ano, 25 anos como professor do Plantão Gramatical. Para ele “a data expressa, claramente, a importância do serviço, que tem auxiliado milhares de consulentes no complexo uso da nossa língua, nestas quase quatro décadas”, afirma o docente.
Ao longo de sua existência, o Plantão Gramatical atendeu usuários de outros municípios e estados brasileiros, além de registrar atendimentos a pessoas de outros países. Veículos de comunicação, como os jornais O Estado de São Paulo e O Globo e a rádio BBC, de Londres, já publicaram matérias sobre o Plantão Gramatical de Fortaleza, firmando o serviço como referência.
A equipe do Plantão Gramatical é formada por cinco professores que atendem, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h. As dúvidas podem ser respondidas por telefone ou presencialmente. O número de telefone, meio mais usado, continua o mesmo desde a sua fundação: 3225-1979.

Serviço

Plantão Gramatical
Av. João Pessoa, 5609 – Damas
Telefone: 3225-1979
Horário de atendimento: 8h30 às 12h e 13h às 17h
Com informações da Assessoria de Comunicação

Boa Notícia

Comentários

Mais Visitadas

Erasmo Carlos tem retratados seus dias de Jovem Guarda em 'Minha Fama de Mau'

Monteiro Lobato é tema de contação de histórias em livrarias de São Paulo

Filme 'No Portal da Eternidade' faz da loucura do artista Vincent van Gogh um caso de lucidez

Vocação de pescadores de homens

Mostra inédita de Paul Klee começa quarta-feira em São Paulo