Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 21, 2018

QUANDO A ESCRITA E A LEITURA TÊM SUAS INTERPRETAÇÕES

Carlos Delano Rebouças* Ninguém pode negar que a forma mais eficiente de adquirir conhecimento é a leitura. É com ela que podemos absorver informações, confirmar um aprendizado, tornarmo-nos mais cultos, para derrubar as barreiras do preconceito. O domínio da leitura, para o homem, é um elemento de inclusão social. 
Muito me entristece quando vejo alguém, principalmente adultos, com as mais diferentes desculpas, seja ela por estar sem os óculos, seja por não estar enxergando bem, ao solicitar a ajuda na leitura de um aviso ou destino de um ônibus, que na realidade, muitas vezes, representa a falta do domínio da leitura. Podemos até, quem sabe, creditar a diversos fatores, ora sociais, econômicos ou políticos, essa carência, decorrente do distanciamento de tantas pessoas nessas condições em nosso país, dos bancos das escolas. 
Apesar das dificuldades ainda existirem no Brasil e também, muito crescentes, infelizmente, percebe-se que o número de alunos nas escolas aumentou consideravelm…

Brasil: cenário de desilusão

Carlos Delano Rebouças* O Brasil vive novos tempos, por sinal, contraditórios. Um dia lutou-se para sepultar de vez os males da ditadura, que pela força se manteve por longos anos no comando do país. Hoje, a ditadura tenta renascer, apoiada por uma parte da nação que ou não conhece a história do Brasil, ou duvida que se trata de uma verdade.
Temo pelos rumos desse país! De um lado, um transloucado que usa de um discurso de opressão, diante do cenário de desilusão criado por eles mesmos; de outro, uma aristocracia que tenta se organizar em prol de seus interesses próprios, dizendo-se neoliberais, mas que em nada pregam a ideologia.
Enquanto isso, fazem e desfazem da justiça, usam-na em seu favor, adestram novos seguidores, os seus, e sonham em ocupar o poder máximo do país, este que um dia foi nosso, do povo.
*Professor de Língua Portuguesa e redação, conteudista, palestrante e facilitador de cursos e treinamentos, especialista em educação inclusiva e revisor de textos.

Fotógrafa lança livro e abre exposição em Fortaleza

por Roberta Souza - Repórter Imagens presentes no livro "A Casa do Ser": detalhes da morada de dona Nica, interior de Minas Gerais, que pelas lentes de Ana Póvoas viraram uma narrativa visual sobre o universo rural do País Ana Póvoas já teve várias casas. Carioca, mudou-se para Fortaleza aos 14 anos, onde viveu até os 26, graduando-se em Comunicação Social pela Universidade Federal do Ceará. Hoje reside em Pirenópolis, Goiás, mas nas andanças como fotógrafa, segue fazendo de diferentes lugares o seu próprio lar. No povoado de Furnas, a 15 km de sua residência, encontrou, em 2007, a casa de dona Nica, um lugar parecido com muito cantinho do Brasil rural. E, com uma câmera na mão, moldou a residência que ganha as páginas do livro e as paredes da exposição "A Casa do Ser", em cartaz na Imagem Brasil Galeria, a partir das 10h de hoje (21). "O trabalho todinho é dentro de uma casa só e isso não foi intencional. Eu cheguei lá por um outro motivo, fui para colher bana…

Iniciativas apostam em ações de afirmação do lugar de fala negro

por Diego Barbosa - Repórter A manutenção da saúde financeira da empresa e aumento da rede de distribuição são os desafios elencados por Vagner Amaro na condução das atividades da Editora Malê. Há também outro, que vai de encontro a uma lacuna histórica do País. "Ter que lidar com o preconceito que ainda existe em relação à autoria negra, pois isso impacta nas possibilidades de venda de livros e também de distribuição dos mesmos", explica o editor. De acordo com Amaro, isso é sentido em toda a cadeia produtiva do livro, envolvendo desde a leitura de originais que chegam às mãos dos editores até a quantidade de obras de autores negros disponíveis nas estantes das livrarias. Leia ainda: > O debate sobre a representatividade negra no Brasil > Autores negros ainda encontram dificuldades para serem lidos > Pesquisadores debatem a desigual presença do negro na cinematografia do Brasil "Temos alguns fenômenos, como Paulo Lins, Elisa Lucinda e Salgado Maranhão. Mas minha a…

Meditação

Paulo Eduardo Mendes* Sempre observamos os "modismos" que nos cercam. Atualmente está em moda o estudo da meditação. A essência do que se contém no exercício da meditação está exatamente calcado no fato da sua origem vir como antigo exercício espiritual ensinado e praticado por todas as religiões. Concordamos com o pensamento que informa: "meditação não é um meio" e "nem um fim". Surge como autêntica ponte para que se possa alcançar um valor maior tido como a experiência espiritual. O estudo da meditação apaixona por trazer aspectos da sabedoria dos grandes gênios de todos os tempos. Natural curiosidade aos que desejam a descontração capaz de aliviar tensões e ansiedades. Estamos vivenciando a geração do medo. Os noticiários estão repletos de ocorrências brutais. Os atos de violência são reprisados e martelados nas 24 horas do dia. Insônia, pressão arterial alta, tudo vem de roldão nos "intervalos" das programações a título de diversão. A notíci…