Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 23, 2017

Cientistas criam teste caseiro para fertilidade masculina

G1Pesquisadores dos Estados Unidos desenvolveram um teste para fertilidade masculina que pode ser feito em casa e com a ajuda de um smartphone.O acessório conectado ao celular tem um custo de US$ 4,45 (cerca de R$ 14) e mostra o resultado em segundos, de acordo com artigo publicado pela revista "Science Translational Medicine".Até agora, um teste básico para rastrear a fertilidade dos homens precisava ser feito em um hospital ou clínica, com a ajuda de técnicos para operar equipamentos de alto custo. Os resultados podem demorar alguns dias ou semanas.O teste caseiro desenvolvido pelos especialistas do Brigham and Women's Hospital (BWH) e do Massachusetts General Hospital, em Boston, quantifica a concentração de espermatozóides e sua mobilidade."Queríamos uma solução para tornar os testes de infertilidade masculina tão simples e acessíveis quanto os testes de gravidez em casa", disse Hadi Shafiee, pesquisador do BWH."Os homens têm que fornecer amostras de s…

Moacyr Scliar, 80 anos: livro de crônicas sobre judaísmo evidencia escritor como observador crítico

Para um jovem judeu até a primeira década dos anos 2000, Moacyr Scliar era uma espécie de baliza, uma referência a ser consultada em momentos de crise e incerteza. Não apenas sua obra apontava para essa função, como também ele mesmo pessoalmente. Sempre era hora de entrevistar o escritor que se transformou na consciência crítica da comunidade judaica e um mediador entre esta e a sociedade brasileira em geral. Afinal, eram indissociáveis o amor à tradição mosaica, que para ele tinha caráter sobretudo cultural e comunitário, e o senso de missão do intelectual público.PublicidadeNa falta de Scliar, que nos deixou em 2011, o livro A Nossa Frágil Condição Humana oferece a oportunidade de conhecer ou revisitar suas opiniões acerca de temas que circundam o universo judaico como se o estivéssemos ouvindo em uma palestra ou uma roda informal de conversa – façanha da crônica como gênero literário. Com lançamento em Porto Alegre nesta quinta-feira (23/3), data em que são lembrados os 80 anos de …

Expo Deontologia reúne trabalho de oito artistas na Galeria da Uni7

Larissa PachecoUm reflexo das condutas morais da sociedade através da arte. Essa é a proposta por trás da exposição Deontologia, que estreia hoje na Galeria Vicente Leite, na Uni7. O termo não tem a ver com o resultado estético, mas provoca uma reflexão sobre o fazer artístico, explica o curador Dante Diniz. “O que percebemos em nossa sociedade é um desvio de conduta daqueles que deveriam dar um norte moral. O que eu vejo é que os artistas, ao fazerem suas obras de arte, põem em prática esse pensamento da deontologia e o vivem de forma plena, buscando dar o melhor de si sem 
procurar subterfúgios”, avalia. Os trabalhos têm em comum a sutileza, remetendo à alma feminina, comenta Dante. “As obras dialogam. Mesmo diferentes em técnica, são lineares, parecem que foram feitas no mesmo ateliê”.O mineiro Marcos Campos leva 5 trabalhos de colagem geométrica milimetricamente compostas com rendas, fitas, botões e até ladrilhos. Para Marcos, a arte contemporânea tem a necessidade de passar uma m…

Bélgica lembra primeiro aniversário dos atentados mais violentos de sua história

Com um minuto de silêncio e um "minuto de barulho", a Bélgica recordou nesta quarta-feira as 32 vítimas dos atentados terroristas de 22 de março de 2016.É um dia que Christelle nunca esquecerá. "Há um ano vivi o horror neste mesmo lugar", declarou a belga, que ficou ferida na ocasião."Desejo a cada um de nós toda a coragem necessária para enfrentar esta data simbólica, toda a força para prosseguir com este combate, que não dura um dia, nem um ano", disse Christelle na estação de Maalbeek, onde há um ano morreram 16 pessoas.Às 9h11 (05h11 de Brasília) daquele dia fatídico, Khalid El Bakraoui ativou seus explosivos no metrô de Bruxelas, pouco depois de seu irmão Ibrahim e Najim Laachraoui terem feito o mesmo no aeroporto de Bruxelas, matando outras 16 pessoas.O duplo atentado, reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), deixou 32 mortos, centenas de vítimas, mas também dezenas de famílias destruídas, como a de Kristin Verellen, cujo marido Joha…

«O Principezinho» representado na Cova da Iria

Os atores do grupo de animação e teatro «Espelho mágico» vão apresentar a peça «O Principezinho» na cidade de Fátima, no âmbito da 17ª edição do Encontro Nacional Interescolas do 1.º Ciclo, uma iniciativa ligada à disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC).O encontro está agendado para o próximo dia 26 de maio e deverá levar à Cova da Iria cerca de 4.000 crianças e seus professores de todo o país, que se farão representar «com um estandarte e um coração branco», informa o Departamento da Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), do Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC), responsável pela iniciativa.O evento vai desenrolar-se em dois espaços: o Centro Pastoral de Paulo VI e a Basílica da Santíssima Trindade. Além disso, o almoço será sob a forma de piquenique e deverá acontecer ao «ar livre». Será um dia de «muita alegria, festa e cor» com teatro, música e oração, realça a organização, em comunicado.Numa carta enviada aos secretariados diocesanos Religião e Mor…

Uso de escolas por grupos armados na República Centro-Africana impede ensino

Da Agência LusaA organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW) acusou, em relatório divulgado hoje (23), grupos armados de terem ocupado, saqueado e danificado escolas na República Centro-Africana, impedindo o ensino das crianças.“Grupos armados e até mesmo soldados da missão de paz das Nações Unidas no país, conhecida como Minusca, usaram edifícios escolares como bases ou quartéis ou colocaram as suas forças perto de terrenos escolares”, diz a HRW em comunicado sobre o relatório “Sem aulas: Quando grupos armados utilizam escolas na República Centro-Africana”.“O governo e a missão de paz devem aumentar a proteção dos estudantes e das escolas em áreas do país afetadas por conflito armado”, defende a HRW no comunicado.A República Centro-Africana passa por uma crise política e de segurança sem precedentes, após a queda do presidente François Bozizé e a tomada do poder, em março de 2013, pela coligação rebelde Séléka.A violência, devido aos confrontos entre milícias …