Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 12, 2017

O USO DE CERTAS EXPRESSÕES (1)

José Olímpio de Sousa Araújo* No jogo de palavras ou expressões de escritas parecidas, precisamos estar bem preparados, pra não perdermos... Por exemplo. Você sabe a diferença entre DECOLAR, DESCOLAR e DESLOCAR? Então, vejamos... Decolar — é o fato de o avião subir, desgrudar-se do solo. Daí se deriva decolagem. Descolar — tem sentido parecido. É ‘separar’, ‘desligar’, ‘despregar’; como no descolamento de retina. E não deslocamento. Deslocar — é ‘tirar do lugar’, ‘afastar’, ‘transferir de um local para outro’. O.K? Então me diga: CÂMARA e CÂMERA significam a mesma coisa? Bem... O aparelho de fotografar, de filmar, ou de gravar vídeo... pode ser  Câmara ou câmera. E Câmara — também é um ‘lugar’, ‘recinto’, ‘ambiente’; é o caso de Câmara Municipal. Muito bem... E eu lhe pergunto ainda: Qual destas frases está correta? A Prefeitura mandou TAPAR os buracos das ruas. / A Prefeitura mandou TAMPAR os buracos das ruas.  Acertou quem disse... as duuuas! P

Guerra no Iêmen já matou 1,4 mil crianças

Outros problemas que afetam os menores de 14 anos naquele país são a fome e as doenças ( Foto: AFP ) Sanaa.   Cerca de 1.400 crianças iemenitas morreram e cerca de 2 mil escolas estão fora de uso desde a escalada da guerra no Iêmen, em março de 2015, anunciou nesta quarta-feira, em Sanaa, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). "Desde a escalada do conflito, as Nações Unidas verificaram que cerca de 1.400 crianças foram mortas e mais de 2.140 feridas", declarou à imprensa a representante do Unicef no Iêmen, Meritxell Relano. "Quase 2 mil escolas no Iêmen não podem ser usadas porque foram destruídas, danificadas, usadas para abrigar famílias deslocadas ou para fins militares", acrescentou. Relano cita como exemplo a morte confirmada na terça-feira (10) de uma criança perto de uma escola ao norte de Sanaa durante um ataque aéreo que feriu outras quatro. Um oficial militar iemenita e uma fonte médica forneceram números diferentes para o ataque

Destinos incríveis para se divertir no México

A cada temporada de verão, novos destinos ganham a preferência dos turistas que buscam diversão em meio a cenários deslumbrantes e prontos para ser explorados. Com natureza exuberante e hospedagens sofisticadas, este ano, o México entrou na lista dos países mais visitados das Américas. A julgar pelo número de visitantes que estão desembarcando em terras mexicanas nesse começo de ano, Donald Trump pode até construir o seu "muro", mas isso não mudará o sucesso de Cozumel, Acapulco e outras dezenas de cidades ricas em história, gastronomia, praias paradisíacas e muita aventura. O clube de férias Royal Holiday é um dos que mais vem investindo no potencial do país, com hotéis de alto padrão e programações personalizadas. Confira a lista com sete sugestões que fogem do lugar comum. Diário do Nordeste

Atualização do WhatsApp permite enviar até 30 fotos e vídeos

O  WhatsApp  disponibilizou uma nova atualização que dá possibilidade aos usuários de enviarem até 30 mídias por vez. O recurso está liberado para o aplicativo na versão Beta e, por enquanto, apenas para Smartphones com sistema operacional  Android . Anteriormente, era permitido apenas o envio de 10 mídias por vez. A atualização veio para dar maior praticidade na hora enviar os conteúdos. O antigo limite de envios exigia muita paciência e atenção ao enviar grandes quantidades de arquivos, fazendo com que, muitas vezes, algumas mídias fossem enviadas mais de uma vez. Agora, se você gosta – ou precisa – de enviar várias coisas ao mesmo tempo, as chances de envio duplo de fotos ou vídeos reduzem muito. Outra novidade Além do novo limite de envios de mídias, o novo recurso do WhatsApp ainda vai oferecer a busca por giphys (GIF) já existentes. Assim, os usuários poderão achar as peças diretamente no aplicativo, ficando a opção, também, de procurarem em outras plataformas, como já a

Musical vai abrir novo 'noitão' do Espaço Augusta

O 'Sexta Mais que Básica' tem início previsto para a meia-noite e ocupa toda a madrugada. (Reprodução 'La La Land', musical de Damien Chazelle, além das sessões em pré-estreia, poderá ser visto também na abertura de um novo projeto do Espaço Itaú Augusta - a partir de sexta-feira (13), começará o Sexta Mais que Básica, maratona de filmes inéditos, shows, homenagens, encontros e workshops. Com início previsto para a meia-noite e ocupando toda a madrugada as três maiores salas do Espaço, o projeto acontecerá toda segunda sexta-feira do mês. Assim, La La Land abre as sessões da Sala 2, que terá, em seguida, o longa francês Na Vertical, de Alain Guiraudie.  Já a Sala 1 vai apresentar outras duas estreias: à meia-noite, o documentário Axé - Canto do Povo de um Lugar, de Chico Kertész, e, em seguida, Manchester à Beira-Mar, de Kenneth Lonergan, provável candidato a receber muitas indicações para o Oscar - especialmente para o ator Casey Affleck. E a Sala 3

Portugal: Bispos criticam proposta de inclusão do tema do aborto em aulas para crianças

Imagem referencial / Foto: Flickr EEF São José Guaramirim (CC-BY-ND-2.0) ( ACI ).- Os  de Portugal se posicionaram contra a intensão do governo de incluir o tema do  aborto  nas aulas de educação sexual do 2º ciclo, para alunos do 5º e 6º anos. Os Prelados defendem que esta medida não respeita o “direito dos pais à educação dos filhos”. bispos A medida que prevê a inserção do tema do aborto nas aulas de educação sexual dos alunos de 11 e 12 anos faz parte do Referencial de Educação para a Saúde, documento orientador da Direção-Geral de Educação (DGE), que esteve em consulta pública em dezembro. No documento, a questão é abordada como interrupção voluntária da gravidez. A posição contrária ao documento dos bispos portugueses foi expressa na terça-feira, em coletiva de imprensa, pelo secretário e porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), Padre Manuel Barbosa, durante a primeira reunião do ano do Conselho Permanente da CEP, em Fátima. “A conferência segue com preocu

Após 7 anos, Haiti ainda tenta se recuperar de terremoto

Milhares de pessoas ainda estão desabrigadas, vivendo em condições precárias e enfrentando surtos de doenças Ansa Mesmo após sete anos da tragédia, o Haiti ainda enfrenta inúmeros problemas causado pelo terremoto que devastou o país em 12 de janeiro de 2010. Milhares de pessoas ainda estão desabrigadas, vivendo em condições precárias e enfrentando surtos de doenças. Após o sismo de 7 graus na escala Richter registrado às 16h53 do dia 12, ao menos 230 mil pessoas morreram, outras 300 mil ficaram feridas e mais de 1,5 milhão de haitianos perderam suas casas. Desde a capital, Porto Príncipe, até em cidades menores, houve devastação em larga escala. As informações são da agência de notícias Ansa. Diversas instituições e governos anunciaram que enviariam diversos tipos de ajuda que, mesmo constantes, não foram suficientes para dar condições dignas de vida a todos aqueles que foram afetados pelo tremor. Uma das instituições que ajuda o povo haitiano há sete anos é a Caritas Ital

Pesquisa desenvolve analgésicos com veneno extraído de sapo-cururu e cascavel

O Ceará vem despontando no que diz respeito a inovações na área de Biotecnologia. Um desses exemplos é a pesquisa que conseguiu desenvolver novos analgésicos para o tratamento de dores neuropáticas a partir de substâncias da biodiversidade do Nordeste Foto: Chico Gomes / Secitece O Ceará vem despontando no que diz respeito a inovações na área de Biotecnologia. Um desses exemplos é a pesquisa que conseguiu desenvolver novos analgésicos para o tratamento de dores neuropáticas a partir de substâncias da biodiversidade do Nordeste. O projeto é executado pela empresa Genpharma, beneficiada com recursos do Programa de Apoio à Inovação Tecnológica nas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Estado do Ceará (Tecnova-CE). A empresa realizou a coleta de substâncias naturais dos venenos de animais típicos nordestinos. Um desses compostos obtido por síntese foi prospectado a partir da telocinobufagina, uma substância do veneno do anfíbio Rinhella jimi, popularmente conhecido c