Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 29, 2020

”Sonhe com o que você quiser"

Hoje, caro leitor, queria poder escrever algo diferente, quem sabe, animador; um artigo recheado de boas notícias, capaz de tocá-lo profundamente e de levá-lo à reflexão; quem sabe fazer um relato concreto de algo bom, bonito e justo; quem sabe contar uma história daquelas inspiradoras, que nos fazem vibrar de emoção, a encher nossos olhos de lágrimas. Mas os noticiários não ajudam em nada: pandemia, corrupção, superfaturamento de compras por agentes públicos, intrigas políticas, desinteligências jurídicas, fakenews, abusos sexuais por parte de alunos com alunos e de professores com alunos...
Pensei em Caio Fernando Abreu, ao dizer “Hoje quero escrever qualquer coisa tão iluminada e otimista que, logo depois de ler, você sinta como uma descarga de adrenalina por todo o corpo, uma urgência inadiável de ser feliz. Ser feliz agora, já, imediatamente”. Depois, pensei em Platão, em sua cidade ideal governada por filósofos, os guardiões perfeitos; naquilo que torna a alma má: a injustiça, …

Longos cabelos eternos

Quem sabe um dia eu saia atrás das lembranças dos seus cabelos longos Os cabelos do amor que eu perdi ou talvez jamais tenha achado (Unsplash/ Luke Pennystan)
Ricardo Soares*
Porque hoje é segunda e amanhã será segunda e depois seguirá sendo segunda nesses dias invertidos de pandemia. Porque poderia ser domingo ou quarta, pois tudo segue junto e mal misturado, com imprecisão sobrando para todo lado e as nossas semanas são acúmulos de dias parecidos, horas que se arrastam na mesma máxima de que viver é urgente, importante, fundamental.
E como é segunda entre tantas segundas, eu escondo mágoas atrás de tapumes e jogo para baixo do tapete da memória palavras hostis que andei dizendo e professo minha fé inabalável no amor como única forma eficaz de combater o ódio e o preconceito. E aí procurando abrigo nos seus longos cabelos – bem cuidados e escorridos –, atrás deles sei que tudo posso, olhando o mundo da perspectiva de uma teia protetora e amorosa. Os cabelos do amor que eu perdi ou tal…

A pandemia e a necessidade de se adotar outro estilo de vida

A civilização contemporânea, no enfrentamento desta pandemia, precisa conquistar uma cidadania renovada, marcada por hábitos orientados pela simplicidade e pela leveza Conquistar um estilo de vida diferente é inadiável desafio inscrito na pauta da civilização  contemporânea. Trata-se de clamor que não é novo, mas que ganhou ainda mais urgência ante o esgotamento humanístico e os adoecimentos enfrentados atualmente pela humanidade. De diferentes esferas que tratam o meio ambiente – conferências mundiais, fóruns internacionais, eventos e congressos – vêm indicações sobre a necessidade imediata de se conquistar renovado estilo de vida. Há relação entre os esgotamentos da natureza e as crises humanitárias, que geram pandemias e outros descompassos – ameaças à vida de todos, especialmente dos mais pobres. Conquistar um estilo de vida diferente exige reconhecer a complexa e hegemônica realidade cultural da atualidade. Essa realidade tem força que é, ao mesmo tempo, avassaladora e sedutora,…