Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 19, 2018

Paz para o mundo

Padre Geovane Saraiva* Nossa súplica de paz, acolhida por Deus como fundamento do nosso destino, no convite que Ele nos faz, é a de perceber no nosso interior a busca de respostas aos sinais a nos envolver, oriundos do mistério de Deus. No contexto atual, doloroso e angustiante pela morte brutal da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco, e nela o sonho de milhões de irmãos e irmãs, decorrente de conflitos e violências de nossas cidades. Aprendamos com São Francisco de Assis, atraídos pela força de sua vida exemplar, instrumento de inspiração, a superar o ódio e a violência. Como seria bom não cruzar os braços, na força da figura humana de Francisco de Assis, numa vida límpida e transparente, motivo de orgulho para os seguidores de Jesus de Nazaré! Ele, no seu genuíno e humano modo de viver, ensina-nos a viver na lógica amorosa de Deus, num caminho de simplicidade e humildade, todos partidários do amor de Deus. Quantas lições podemos aprender dele, ao depararmo-nos com

Presídios cearenses recebem mais de 400 livros do Conselho Nacional de Justiça

Projeto tem objetivo de promover e ampliar o direito à leitura (Foto: Divulgação Sejus) Mais de 400 livros serão destinados à Penitenciária Industrial Regional do Cariri e ao Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa, em Aquiraz. As obras serão usadas durante as aulas nas unidades e também para o projeto Livro Aberto - que possibilita aos internos a remição de pena por meio da leitura.    Ação é feita pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) com o Ministério da Educação à Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado (Sejus). Para Rodrigo Moraes, assessor educacional da Sejus, acervo amplia as perspectivas educacionais dos reclusos.    “Esses livros contribuirão para o desenvolvimento educacional e cultural dos internos, além de fomentar o ato da leitura nas unidades”, disse em nota. Atualmente, a Sejus conta com cerca de 4 mil livros em 12 unidades prisionais do estado.   Redação O POVO Online

TUDO SOB CONTROLE

Grecianny Carvalho Cordeiro* Janeiro/2018. Chacina no bairro Cajazeiras, em Fortaleza. Homens chegaram em carros onde acontecia o “Forró do Gago” e efetuaram diversos disparos, culminando com a morte de 14, deixando outras feridas. Pelas redes sociais, a facção Guardiões do Estado – GDE, aliada do PCC, assume a autoria. O Secretário de Segurança disse ter sido um “evento isolado”, não havendo motivo para pânico ou terror. Tudo sob controle. No mesmo mês, uma briga entre presos de grupos rivais, na cadeia pública de Itapajé, deixou 10 presos mortos. Tudo sob controle. Março/2018. No bairro do Benfica, em um ataque à Praça da Gentilândia (lotada de gente) e próximo à sede da Torcida Uniformizada do Fortaleza, homens apareceram em um veículo e efetuaram disparos contra várias pessoas. Sete vieram a falecer. Outras ficaram feridas. A ordem teria partido de um traficante pertencente a uma facção criminosa, preso na CPPL II. Em um vídeo, o Comando Vermelho teria assumid

Hoje a Igreja celebra São José, padroeiro do Ceará, modelo de pai e esposo

( ACI ).- São José teve o privilégio de ser esposo de Nossa Senhora, de criar o Filho de Deus e de ser a cabeça da Sagrada Família. É considerado patrono da  Igreja  Universal, de uma infinidade de comunidades religiosas e também da boa morte. A festa do santo mais próximo de Jesus e Maria se celebra neste dia 19 de março. “José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados” (Mt 1, 20-21), disse o anjo em sonhos ao “justo” São José. São José é conhecido como o “santo do silêncio” porque não é conhecido por palavras pronunciadas por ele, mas sim por suas obras, sua fé e seu amor por Jesus e em seu santo matrimônio. Conta a tradição que doze jovens pretendiam se casar com Maria e que cada um levava um bastão de madeira muito seca na mão. De repente, quando a Virgem tinha que escolher entre todos eles, o bastão de José mil

Facebook censura peitos do quadro 'A Liberdade guiando o povo'

Em junho, o diretor já havia tentado utilizar duas vezes o célebre quadro - que esteve durante anos nas notas de 100 francos . (Eugène Delacroix) O Facebook censurou nesta semana uma representação do quadro "A Liberdade guiando o povo", do francês Eugène Delacroix, em que uma mulher aparece com seios desnudos segurando uma bandeira francesa, afirmou um diretor de teatro que havia utilizado a imagem para promover sua obra. "Quinze minutos depois do lançamento da publicidade, a administração [da rede social] bloqueou nossa divulgação assegurando que não se podia publicar uma imagem de nu", afirma Jocelyn Fiorina, diretor de "Disparos na rua Saint-Roch", uma obra de teatro estreiada em Paris. Após essa resposta, Fiorina publicou uma nova publicidade com o mesmo quadro, acrescentando que o rótulo "censurado por Facebook" para tapar os seios da mulher. Essa segunda imagem não foi censurada. Em junho, o diretor já havia tentado utilizar dua

Especialistas e governantes debaterão no Brasil a crise global da água

A populosa região nordeste do Brasil atravessa a seca mais prolongada de sua história. (AFP/Arquivos) Os sinais de perigo pelo consumo desenfreado de água e o aquecimento global estão dando lugar a uma realidade dramática com cidades à beira do desabastecimento e rios poluídos, que será debatida nesta semana em Brasília, durante o 8º Fórum Mundial da Água. Com o caso de Cidade do Cabo - que em breve poderia ficar sem água corrente - como emblema, 15 chefes de Estado e de governo, 300 prefeitos e dezenas de cientistas e ambientalistas analisarão as sequelas das mudanças climáticas, a exploração excessiva de recursos e as pressões populacionais sobre o elemento mais crítico do planeta. Espera-se que o evento reúna 40.000 pessoas em Brasília entre 18 e 23 de março. "Temos um aumento do número de barragens, de automóveis, a produção industrial cresceu, a população cresceu e a resposta de conservação e proteção ainda é muito frágil comparado com os impactos que já começam a

Vídeo do Museu do Amanhã mostra como o homem modificou o planeta

Olga Bardawil - Repórter da Agência Brasil Clara tem 11 anos e está no sexto ano. Ao sair da sessão do vídeo  Antropoceno , ela parecia estar ainda processando as imagens de impacto. "Achei muito interessante... mostrou que a gente tem que cuidar do planeta, da água", disse ela. O filme, produzido pela equipe do Museu do Amanhã a partir de fotos, procura mostrar como o homem se apropriou do planeta e, ao fazer isso, modificou seu  habitat . Estande do Museu do Amanhã na Vila Cidadã  Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil O educador ambiental Yuri Lopes Cruz, do Museu do Amanhã, explica: "Antropoceno é um conceito quer ainda vem sendo discutido e que aborda a era dos humanos. Somos 7,5 bilhões de pessoas hoje e, em 2050, podemos ser 10 bilhões com essa mesma ideia ilógica de desenvolvimento: extração dos recursos da natureza, transformação, uso e descarte. Então, a ideia desse vídeo é promover uma reflexão sobre como el