Postagens

Mostrando postagens de Março 23, 2019

Bons frutos

Imagem
Padre Geovane Saraiva*
Deus sela uma aliança e a cumpre, na promessa de uma descendência e terra, feita a Abraão, dentro de uma realidade misteriosa vista aos olhos da fé, que vai muito além do viver humano, clara na resposta do Pai Abraão. Cada pessoa humana, a exemplo de Abraão, que procure pensar se é um bom ou um irmão não bom, se é causa de alegria ou de tristeza ao seu próximo, tudo evidentemente, a partir dum grande desejo, de com Jesus e obediente ao projeto de amor, repetirmos sempre: “Eis que venho, ó Deus, para fazer a tua vontade”.
Ó Deus bom e misericordioso, permiti-nos que confiemos em vós, na nossa condição de criatura humana fragilizada, naquela mesma fé de Abraão. Mas, conscientes de que, quando as tentações chegam e se multiplicam, deixando-nos em situação de desânimo, que saibamos ver o Senhor sem reservas, alinhada à vontade divina, o coloquemos como dom maior da nossa vida,  tendo-o como nosso refúgio e proteção, pela força de sua entrega e doação.

Quanta riqueza …

Reunião Ordinária mensal da AMLEF - 23 de Março de 2019

Imagem
Aconteceu no dia 23 de Março de 2019, mais uma reunião ordinária mensal da AMLEF - Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza, na sede do Palácio da Luz, sob a presidência do Acadêmico Dr. Régis Frota e a presença dos patronos e acadêmicos.







Agapito Saraiva: 💯 anos, neste dia 24 de março

Imagem
Pai do Padre Geovane Saraiva
Centenário: neste 24 de março (1919-2019), 💯 anos de Agapito Saraiva da Costa. Que do céu ele nos acompanhe, ao lado de sua querida esposa e nossa mãe, Maria Eliete Saraiva! Nós aqui na terra, seus filhos, associados à ternura do nosso bom Deus, com todos os seus anjos e santos, saudosos, rendemos graças! Confiamos no acabamento do mundo, promessa divina, tendo por ápice a feliz ressurreição, quando a Escritura Sagrada nos assegura: “Deus será tudo em todas as coisas” (1Cor 15, 28). Os filhos: Océlio, Adauto, Geovane, Edísio e Lucione. Amém!
FGSaraiva

Brasil na guerra

Imagem
Por Paulo Eduardo Mendes - Jornalista
Criança ainda, nos idos de 1945, despertamos ao som do rádio divulgando a “Queda de Berlim” e o consequente fim da Segunda Guerra Mundial. Desfeita uma das maiores nódoas da humanidade. De resto, foram descritas as selvagerias grotescas do período da luta fratricida que tanto nos envergonhou como seres civilizados.  Na imprensa diária, a inquietação dos jornalistas surgia em textos analíticos das curiosidades que ensejaram levar o Brasil para as fronteiras desse desequilíbrio mundial. Blanchard Girão escreveu “A Invasão dos Cabelos Dourados” contando do “uso aos abusos no tempo das Coca-Colas”. Livro texto de uma época que teve o seu lado pitoresco nos bastidores até mesmo das grandes tragédias do mundo. A edição mais recente data de 2008 e foi publicada pela editora ABC.  Blanchard Girão produziu a “reportagem histórica”, após os tempos terríveis da guerra. Repercutiu em mistura bem dosada dos valores nossos de cada dia, sobrevivendo a hecatombe d…

Mais Visitadas

Campus Party 2018 vendeu 30% a mais de ingressos que edição anterior

O Natal em Natal (RN), a capital potiguar fundada em 25 de dezembro de 1599

Espírito Santo: Dom Pascal

Escritora portuguesa constrói alegoria sobre passado e presente do Brasil