Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 17, 2019

App Esens resume livros em 15 minutos para quem não tem tempo de ler

O acesso ao conteúdo de mais de 400 títulos mundialmente famosos e em português custa menos que um livro comumSe você não consegue ler tantos livros quanto Bill Gates, fundador da Microsoft e também conhecido por suas recomendações anuais de leitura, você não está sozinho. Por isso, os resumos, que já eram populares em blogs, ganham espaço em aplicativos. O mais novo deles é o Esens, disponível para Android e iOS, que promete entregar a essência de conhecimento de cada título em pílulas editadas por especialistas em literatura. Com uma assinatura que parte de 29,90 (mês avulso), preço médio de um único exemplar físico em uma livraria, até 800 reais (plano vitalício), o usuário tem acesso a uma acervo com mais de 400 resumos de livros em áudio ou texto, com duração de até 15 minutos. A plataforma já conta com os principais títulos que são tendência mundial, entre eles “O Poder do Hábito” (Charles Duhigg - Objetiva Autoconhecimento)“Estratégia do Oceano Azul” (W. Chan Kim – editora Harv…

Podcast: Solenidade de Corpus Christi - 20 de junho

Instituto de museus dos EUA terá o primeiro diretor geral negro

Smithsonian, de 173 anos, será comandado por Lonnie Bunch, que criou o Museu Nacional de História e Cultura Afro-Americana.
Por G1
Pela primeira vez, o Smithsonian, um complexo de museus dos Estados Unidos que tem 173 anos, será comandado por um diretor negro. Lonnie Bunch vai ser o chefe de 19 museus e galerias, o Zoológico nacional e centros de pesquisas. Antes de assumir o comando de toda a instituição, ele abriu o Museu Nacional de História e Cultura Afro-Americana, uma das unidades do Smithsonian que, segundo o jornal “The New York Times”, atrai multidões. Bunch é considerado um bom arrecadador de fundos, de acordo com a revista “Forbes”. Ele levantou US$ 587 milhões para viabilizar a abertura do do museu de cultura afro-americana – ele conseguiu verbas federais e também dinheiro de doadores como a apresentadora Oprah Winfrey, o ex-atleta de basquete Michael Jordan e o empresário Robert F. Smith.

Obra retrata princesa negra guerreira para ser referência na literatura

Livro de professora conta a história de Alafiá contra a escravidãoPor Fabio Perrotta Jr.
Sinara Rúbia é uma professora negra de 43 anos. Aos 25, na busca por apresentar referências literárias negras para sua filha, a pequena Sara, então com três anos, sofreu com a escassez do tema na literatura nacional. Foi basicamente ali que nasceu a ideia de criar Alafiá, a princesa guerreira negra que ganhou seu primeiro livro ontem. A escritora conta que a personagem ganhou corpo durante a sua monografia, quando fez uma pesquisa de campo com meninas negras de 5 a 12 anos. O objetivo era ver de que maneira o universo da literatura infantil influenciava na construção da identidade de uma criança negra com a presença hegemônica de personagens brancos com biotipo europeu. "O fato interessante foi que a maioria das entrevistadas não se interessava pela história em si, e sim pelo biotipo da personagem. Diziam que gostavam do cabelo, dos olhos, do corpo, mas sempre quando questionadas sobre se mud…

Inspirado por Madonna, artista plástico cearense cria arte urbana reflexiva

Natural do Crato, Wanderson Petrova teve o trabalho reconhecido pela própria cantora através das redes sociais. Ele pintou painéis no hospital pediátrico construído pela diva pop no Malawi
Conhecido pelas pinturas inspiradas em Madonna, o artista plástico Wanderson Petrova ganhou reconhecimento internacional após a própria rainha do pop divulgar uma das artes do cratense. A linguagem visual foi preponderante na relação do cearense com o mundo. "Era uma criança tímida. Quando queria algo eu desenhava", resgata. Pintar, assim, materializou a necessidade de falar. De projetar angústias e denunciar injustiças. Nas paredes do Crato desenvolveu inúmeras Madonnas. Trouxe cor onde antes existia indiferença e abandono. Movido pela música da artista preferida, repercute empoderamento nas ruas. Leva uma mensagem de resistência à comunidade onde vive. Com a positiva repercussão nas redes sociais da publicação feita em 2015, Wanderson foi chamado pela própria cantora a pintar painéis no…

XXI Feira Livre de Quadrinhos ocorre no O POVO com venda, compra e troca

Feira Livre de Quadrinhos (Foto: Erika Sampaio) Feira de quadrinhos, bate-papo com ilustradores e autores são algumas atrações da 21ª edição da Feira Livre de Quadrinhos, que já acontece há quatro anos em diferentes espaços de Fortaleza. O evento está marcado para o próximo domingo, 16, às 13 hora, no Espaço O POVO de Cultura & Arte, e pretende aproximar amantes de quadrinhos ao renovar a nostalgia de adentrar, pela primeira vez, no rico universo de cores, formas e narrativas que emana dos HQs. A segunda edição do evento em 2019 fortalece a parceria com O POVO. "Acreditamos demais no Espaço, por toda a carga cultural que ele carrega. Acreditamos na renovação, em apoiar autores locais. E o Espaço O POVO de Cultura & Arte, respira isso", conta Rildon Oliver, organizador do evento. A última edição da feira, em março de 2019, reuniu público de cerca de 600 pessoas e contou com a presença do quadrinista paraibano Paulo Moreira, autor do Livro Mar Menino (2018). Evento org…