Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 16, 2017

Repensar o Estado

Gonzaga Mota* A instituição  Estado precisa ser avaliada, debatida e foco de propostas que conduzam uma nação para uma situação de equilíbrio estável. Esta observação é válida para Estados capitalistas, socialistas, comunistas e pseudo-democráticos. Hodiernamente, não há uma organização sócio-política e humanitária que proporcione, de forma ampla, os direitos à vida e à liberdade, como também o direito de se ter o mínimo indispensável para alcançar a cidadania. Ou seja, o Estado encontra-se dentro de um processo de deterioração com desajustes políticos, econômicos, sociais e culturais. Cada vez mais, em razão de desentendimentos, corrupção, crime organizado, falta de solidariedade, soluções paliativas, dentre outros fatores, perde-se o respeito pelo Estado, isto é, pela coisa pública( res publica), como analisou o filósofo Kant. Por sua vez, pode-se ressaltar que o Estado existe não para ser opressor, mas para assegurar os princípios básicos da verdadeira convivência humana e soci

Feira de livros usados chega ao universo virtual

No último fim de semana antes do início das aulas, a movimentação foi grande em vários locais, como na Praça dos Leões ( Foto: Reinaldo Jorge ) A busca  pela compra, venda e troca dos livros escolares vem ganhando um movimento diferente das habituais feiras espalhadas pela cidade. A correria do dia a dia e a necessidade de uma vida cada vez mais prática vem levando muitos cearenses a fazer esse tradicional mercado escolar pelas redes sociais, especialmente pelo aplicativo para smartphone Whatsapp. É o caso da empresária Suyanne Cavalcante, 36, que resolveu criar um grupo no aplicativo para venda e troca de livros em geral, mas acabou adaptando a ideia quando percebeu que a demanda pelo material didático era muito grande no começo do ano. O que começou pequeno, com um especifico grupo de mães, segundo diz, hoje se expandiu para toda a escola do filho e até para pais e mães de outras instituições. Rotatividade "A ideia foi se espalhando pelos links e até quem não pensava

Quadrinista Ziraldo faz sessão de autógrafos em Fortaleza

Ziraldo, quadrinista O quadrinista  Ziraldo   estará Meninas . O evento acontece na Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi, a partir das 18h30min.  A nova publicação, lançada pela Editora Melhoramentos, aborda o cotidiano das garotas entre sete e onze anos. em Fortaleza nesta segunda-feira, 16, para sessão de autógrafos do livro “Nessa fase, meninos e meninas são os dois seres mais fantásticos do mundo porque são fascinantes”, conta  Ziraldo , no material de divulgação enviado para a imprensa. Em 2007, o quadrinista lançou outro livro que mergulha no universo das meninas, o  Menina das Estrelas . A obra nasceu da provocação de uma criança que, durante sessão de autógrafos, indagou o porquê de  Ziraldo   falar apenas de meninos em seus livros. O livro  Meninas  é focando em quatro anos da infância, ou,  como acredita o autor, em “quatro verões”.  Ziraldo  mergulhou fundo na obra de Lewis Carroll, escritor de  Alice no País das Maravilhas , visitando a coleção de mais de cem edi

Conheça a história da menina sanfoneira que tocou "Asa Branca"

Página de Deisielly do Acordeon no Facebook tem mais de 2 mil "curtidas" (Foto: Reprodução Facebook) Filha de um agricultor e de uma doméstica, a pequena Deisielly Honorato da Silva, 9, toca sanfona há cerca de três anos. O talento chamou atenção na comunidade dela em Ocara, e desde então a menina faz shows no Ceará. "O pai dela tinha o desejo de montar uma banda e hoje busca garantir os estudos dela na música", explica o professor da rede estadual João Paulo Maciel. Ele conheceu a menina por meio da esposa, que era diretora da escola de Deisielly, e resolveu mobilizar a comunidade para garantir as apresentações. No início, ''Deisielly do Acordeon'' tocava com a sanfona do pai, mas ganhou um novo instrumento após os eventos. "Fizemos eventos na cidade e o pai dela conseguiu parcelar uma nova", diz João Paulo. Em 2016, a menina recebeu o Troféu Centenário 2016', durante homenagens ao rei do Baião, Luiz Gonzaga. "Ela é m

Contribuinte pode atualizar CPF pela internet a partir de hoje

Também hoje serão lançados os novos modelos de comprovante de inscrição e de situação cadastral no CPF. (Divulgação) Por Wellton Máximo A partir de hoje (16), o contribuinte poderá atualizar o CPF pela internet. A Receita Federal oferecerá, no site do órgão, um formulário eletrônico que permite a alteração instantânea de dados como nome, endereço, telefone e título de eleitor. Segundo a Receita, o serviço estará disponível 24 horas por dia e poderá ser usado tanto por brasileiros como por estrangeiros residentes no Brasil, independentemente da idade. O órgão estima que 191 milhões de contribuintes serão beneficiados pela ferramenta. O novo serviço será gratuito. Atualmente, o contribuinte que deseja atualizar o CPF precisa ir a uma unidade dos Correios, da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil e deve pagar R$ 7 de tarifa de serviço. Novo comprovante Também hoje, a Receita lançará os novos modelos de comprovante de inscrição e de situação cadastral no CPF, que co

ONG critica concentração 'indecente' de riqueza no mundo

A ONG convoca os governos a reagir promovendo uma economia mais humana. (AFP) Oito pessoas no planeta possuem tanta riqueza quanto a metade mais pobre da população mundial, situação "indecente" que "exacerba as desigualdades", denuncia a ONG britânica Oxfam em um relatório publicado antes do Fórum Econômico Mundial, que começa na terça-feira em Davos. "É indecente que tanta riqueza esteja concentrada nas mãos de uma minoria tão pequena, quando se sabe que uma em cada dez pessoas no mundo vive com menos de 2 dólares por dia", afirmou uma porta-voz da Oxfam, Manon Aubry. O relatório, intitulado "Uma economia a serviço dos 99%", revela "como as grandes empresas e os indivíduos mais ricos exacerbam as desigualdades, ao explorar um sistema econômico desfalecente, sonegando impostos, reduzindo salários e aumentando os rendimentos para os acionistas". A Oxfam, que tradicionalmente denuncia as crescentes desigualdades por ocasião do

Nunca é tarde demais para mudar

Como muitas pessoas, tenho uma pilha de papéis na minha mesa que silenciosamente zomba de mim toda vez que eu olho em sua direção. Atualmente, consiste em recibos antigos para declaração de impostos, notas de agradecimento em branco que precisam ser preenchidas, uma lista de tarefas e todos os tipos de notas relacionadas ao trabalho e livros com leitura pela metade. Eu desenvolvi uma maneira única e eficiente para lidar com a bagunça: Primeiro, eu esqueço tudo sobre isso até que fique sem importância. Em seguida, eu jogo tudo fora, varrendo em um movimento rápido para a lixeira. Um método horrível, eu sei, mas por alguma razão eu sou capaz de fazer as pazes com a pilha de papel. Antes tarde do que nunca, parece. Agora que está começando um novo ano, alguns de nós podemos pensar em todos os sonhos, ambições e esperanças que tivemos no ano passado e que ainda não cumprimos. Ou talvez alguns de nós estejamos tão distraídos e ocupados que o ano novo passou sem aviso prévio. Parece um

ONU pede a empresários que defendam direitos humanos

O alto comissário da ONU, Zeid Al Hussein, pediu este fim de semana aos empresários que usem a sua influência para defender os direitos humanos nos países com quem têm relações económicas. O apelo foi feito num encontro de líderes empresariais, em antecipação ao Fórum Económico Mundial, que começa esta semana, em Davos, na Suíça.  «As empresas devem adotar uma posição clara e inequívoca dizendo que não vão tolerar qualquer ligação com abusos nas suas operações», afirmou Hussein, sublinhando que muitas empresas já estão a desenvolver ações para defender e promover os direitos humanos, como é o caso de instituições bancárias que estão a retirar fundos de projetos onde foram registados abusos ou violações.  Para o alto comissário, «as leis e os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos estão cada vez mais ameaçados», pelo que o Forum Económico pode ter um «papel importante a desempenhar para impedir o avanço dessa onda». Fátima Missionária

Inscrições abertas para programa que financia projetos culturais no País

Oi e Oi Futuro abrem inscrições para Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados 2017/2018.  Edital público busca projetos em todo o Brasil. Foto: Little Shao   A Oi anunciou a abertura da 14 ª edição do Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados. As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de fevereiro, às 17 horas (horário de Brasília), através do site do Oi Futuro (www.oifuturo.org.br). O programa destina recursos para financiamento total ou parcial de projetos aprovados em leis estaduais de incentivo à cultura seguindo duas linhas de seleção: uma para iniciativas de todo o país e outra voltada para a programação dos centros culturais do Oi Futuro no Rio de Janeiro. O Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados investe e apoia projetos de diversas naturezas que já atraíram mais de seis milhões de pessoas de todo o país, desde 2003. Através do programa, a Oi quer fomentar a produção artística inovadora, especialmente no campo da convergência entre