Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 29, 2020

Ameaçado de fechar as portas, Teatro da Praia é um dos últimos espaços culturais da Praia de Iracema

Imagem
A mensagem recebida, em plena sexta-feira de Carnaval (21), foi das mais indigestas. Naquela altura, Carri Costa fora procurado pelos proprietários do imóvel no qual funciona o Teatro da Praia. Soube da proposta de compra do prédio. O valor informado apontava cifras em torno de R$ 900 mil. "Fiquei meio suspenso, não perguntei quem iria comprar. Ouvi a notícia. A história do Teatro rolando na minha cabeça. Pedi calma, que iria pensar, colocar as ideias em dia. Ver o que poderia fazer", recorda, já na Quarta-feira de Cinzas, o ator e diretor. A folia e descanso do período momino desandaram. São 27 anos de existência somente naquele endereço. Quase três décadas de história deixarem de existir era uma constatação que lhe martelava a mente. Carri optou por divulgar o imbróglio nas redes sociais. Ganhou apoio e a sensação de não estar só. Inicialmente, nada de apontar vilões. "Os donos do imóvel não me pressionam ou são más pessoas. Surgiu uma oportunidade de compra, e eles …

Reunião mensal Ordinária da AMLEF - 29/02/2020

Imagem

Podcast: Aviso divino na Quaresma

Imagem
Por Pe Geovane Saraiva

Galanteio à moda antiga

Imagem
Por Paulo Eduardo Mendes - Jornalista
Expressão poética. Beijar o sorriso! Parece pouco provável para os dias presentes. Captamos o galanteio vindo de uma conversa informal. Homem e mulher em enleio. Olho no olho. Sorriso nos lábios da bela jovem enamorada. O rapaz meio entorpecido pelo porte sedutor da sua companheira não resistiu e quebrou o silêncio indagando:  “Posso beijar o teu sorriso?”. Surpresa no olhar da sua musa que alargou o sorriso num derrame de beleza clássica. Personagem de filme num desempenho ao vivo de ternura! “Posso beijar o teu sorriso?”. Estava explícita a vontade de beijar os lábios da sua amada e conquistar o troféu de um sorriso franco. A vida anda desvinculada desses arroubos de carinho. Aquela cena real emocionou todos os passageiros daquele transporte urbano. Silêncio cúmplice de quem acredita no amor como fonte de doçura e aproximação. A curiosidade era geral, no sentido de presenciar o “beijo no sorriso”. “Beijar o sorriso” seria uma declaração de amor …