Destaque

Choram porque amam

Padre Geovane Saraiva* Como é bom rezar e colocar em primeiro lugar o mistério da redenção! Nem sempre, porém, sabemos rezar e nem d...

18 de agosto de 2016

DOM HELDER: POETA E SONHADOR

Padre Geovane Saraiva*
Jesus quer lucidez e responsabilidade por parte dos cristãos, além de fé e esperança. Como seria bom se a paz fosse um desejo de todos, fruto da vivência do Evangelho, e que, consequentemente, levasse as pessoas à conversão do coração! Mas, ao olharmos para o nosso o mundo hedonista, com ausência de compromisso em todos os sentidos e uma grande carência de heroísmo na fé, que supõe uma luta interior, saibamos olhar Dom Helder como fonte inspiradora, convictos de uma vida bem melhor aqui na terra, no sonho daquela mais elevada dignidade dos filhos de Deus.

No time dos poetas e sonhadores, encontra-se Dom Helder Câmara como titular, pastor da ternura, da esperança, e peregrino da paz. Mas ele foi muito mais; foi um santo, já declarado Servo de Deus pelo Papa Francisco em 2015, vendo-o com uma criatura humana, sábia, forte e corajosa, com heroicas virtudes comprovadas. Seu grande sonho foi o do impossível, aos olhos de Deus, tornar-se possível: “Quem aceita o impossível como uma realidade e acolhe o mistério como quem bebe água? Sem dúvida, as crianças, os embriagados, os loucos, os poetas e os santos”.

Convencidos sempre mais devemos estar de que o pastor dos empobrecidos alimentou-se da esperança, e que seu exemplo alimente as pessoas com a mesma esperança, a partir de Jesus de Nazaré, dizendo não ao fatalismo e ao desânimo, diante de uma irreal e falsa paz, e mesmo resignar, ao se deparar com difíceis situações. Ao contrário, estejam empenhados e animados, num espírito construtivo e vivificador, através de gestos concretos, movidos por uma mística apaixonada e de forte inspiração, na busca solidária de que um mundo melhor é possível, num claro “não” ao imobilismo, tão avesso e longe do projeto do nosso Deus e Pai.

A paz tão sonhada pela pessoa humana tem seu fundamento na Palavra de Deus, em oposição ao pacifismo ingênuo e sentimental que envolve o nosso mundo de hoje. Jesus disse que, por causa dele, haveria lutas, conflitos de divisões. É só olhar o início de sua vida, quando ele foi apresentado no templo, quarenta dias após o seu nascimento. Lá, o velho Simeão profetizou: “Eis que este menino foi colocado para a queda e para o reerguimento de muitos em Israel, e como sinal de contradição” (Lc 2, 34).

Só mesmo convencidos do fogo do amor de Deus é possível perceber sinais do Reino de Deus, seguir a Jesus de Nazaré, num desejo ardoroso de colocar lenha na fogueira desse amor, para que o fogo, aceso por Cristo, possa arder sempre e cada vez mais neste mundo, tendo como consequência uma radical transformação (cf. Lc 12, 49-53). Como é maravilhoso o sonho de Deus como revolução profunda e inigualável! Muito além das revoluções econômicas, tecnológicas e sociais; revolução que transforme de verdade as consciências da criatura humana, fazendo-as construtoras da paz.

O fogo do amor de Deus parece sonho e utopia, mas é Deus mesmo dizendo-nos de não apagar as luzes e nada de sono profundo. Dom Helder soube acreditar, sem jamais perder a esperança, e por isso mesmo foi acusado de utópico e sonhador, porque se aproximava do “cavaleiro andante”. Respondendo, ele disse: “Comparar-me a Dom Quixote, está longe de ser uma nota depreciativa”. E acrescentou: “Ai do mundo se não fosse a utopia, ai do mundo se não fossem os sonhadores”.

*Pároco de Santo Afonso e vice-presidente da Previdência  Sacerdotal, integra a  Academia Metropolitana de Letras de Fortaleza -geovanesaraiva@gmail.com

Projeto de estudantes de Pacoti será apresentado na China

DIVULGAÇÃO
Trinta alunos do ensino médio participaram do Jovem Explorador

A China está a quatro meses de distância para a estudante Maria da Conceição da Costa Soares, 17, e para o professor de História Levi Jucá. Os dois fazem parte da equipe que criou o projeto Jovem Explorador, da Escola Estadual Menezes Pimentel, em Pacoti (a 95 quilômetros de Fortaleza). 

Inspirada numa expedição do século XIX, a proposta que ajudou a transformar a Cidade em um museu a céu aberto foi selecionada no desafio Criativos da Escola. A ação deve representar o País pela primeira vez em conferência mundial de estudantes. A Be the Change Conference, que acontece em Pequim, é um encontro anual marcado para dezembro que reúne propostas que transformam a atividade escolar ao redor do mundo.

Fazem parte do projeto de Pacoti 30 estudantes do ensino médio. Em 2014, eles foram estimulados pelo professor Levi a realizar novamente o traçado de uma comissão científica de 1859 e a recolher materiais e histórias pelo caminho.

Na expedição original, o imperador dom Pedro II decidiu que desbravaria o norte do País e o território eleito foi o Ceará. “Com base nisso criamos as nossas rotas”, diz o professor. A primeira expedição foi chefiada pelo botânico do Rio de Janeiro Francisco Freire Alemão. O material coletado ajudou a criar o Museu Nacional, no Rio de Janeiro.

Os alunos também colheram essa inspiração. A vontade de reunir o material coletado em um espaço único foi tanta que os estudantes foram presenteados com um terreno no Campus de Pacoti da Universidade Estadual do Ceará (Uece), onde será feito um museu, que deve abrir em dezembro. “Dentro da exposição, vai ter um pouco da história da Cidade a partir de questões da natureza, fazendo um paralelo entre o passado e o presente”, conta o professor Levi. (Angélica Feitosa)
Saiba mais

Além do prêmio Desafio Criativos da Escola 2015, o projeto venceu o VI Prêmio Ibermuseus de Educação e Museus, as etapas regional e estadual da IX Feira de Ciências e Cultura do Ceará, promovida pela Secretaria da Educação (2015), e foi credenciado para participar da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia, em Novo Hamburgo (RS), que será em outubro próximo.
O Pov
o

Encontros de Agosto promovem articulação entre estados do Nordeste

Em sua sexta edição, os Encontros de Agosto promovem articulação entre estados do Nordeste e trazem a alteridade para o centro das discussões. Lançamento acontece sexta, 19, Dia Mundial da Fotografia

EDUARDO QUEIROGA/DIVULGAÇÃO
Fotografia do ensaio Parteiras: um mundo pelas mãos, do fotógrafo pernambucano Eduardo Queiroga

Depois de 19 de agosto de 1839, o mundo nunca mais foi o mesmo. Há 177 anos, fomos apresentados a uma forma de parar o instante e reinventar o tempo. Surgia a fotografia. Do daguerreótipo à supremacia das selfies, a imagem é fundamental para escrever as narrativas das sociedades. Para celebrá-la, acontece nesta sexta-feira, 19, o lançamento dos Encontros de Agosto, festival que promove exposições, workshops, leituras de portfólio e palestras. Com o tema “Narrativas e Alteridade”, o evento propõe uma aproximação entre os estados do Nordeste. O lançamento ocorre durante festa que celebra o Dia Mundial da Fotografia, no Museu da Imagem e do Som (MIS), a partir de 17 horas.

Em sua sexta edição, após realizar parcerias com festivais de fotografia da Europa, os Encontros de Agosto refletem sobre questões universais a partir da realidade local e reforçam as relações com os vizinhos, para perceber aproximações e diferenças.

É possível falar de uma “fotografia nordestina”? Para o fotógrafo e pesquisador Silas de Paula, curador do festival, toda fotografia é um autorretrato e não deve ser rotulada apenas pela nacionalidade, e sim pela potência criativa. A aproximação é importante para dar visibilidade aos trabalhos que são feitos na Região, não para reforçar estereótipos. “Viver no nordeste, no Ceará, me afetou. Nem nasci aqui, mas sou conhecido com um fotógrafo do Ceará e gosto, mas não faço uma “fotografia nordestina”, faço uma fotografia como outra qualquer”, reflete.

Protagonismo
Para Patrícia Veloso, coordenadora dos Encontros de Agosto, o evento tem o compromisso de fortalecer a fotografia cearense autoral, incentivar e qualificar a produção local para estar em outros cenários de forma mais estruturada. “Não se trata só de mostrar fotos bonitas, mas um pensamento, um discurso. Queremos organizar trajetórias: temos de produzir mais, mas também garantir que essa fotografia seja vista”, explica.

Com representantes nos noves estados da região, o evento pretende reunir múltiplos olhares. Para a fotógrafa Melissa Warwick, uma das articuladoras em Sergipe, o festival é uma oportunidade de colocar o Nordeste como centro das atenções. “Somos vizinhos e não nos conhecemos. Agora podemos dialogar, conhecer os trabalhos dos outros e criar um laço que vai fortalecer as relações no futuro, inclusive no cenário nacional”, diz animada.

Convocatória
Até o dia 25 de agosto estão abertas duas convocatórias para seleção de fotografias com o tema “Narrativas e Alteridades”. O evento mantém a tradição de ter uma mostra exclusiva para fotógrafos cearenses ou residentes no Estado há mais de dois anos. Régis Amora, membro do Descoletivo, participou de edições anteriores e destaca que, muitas vezes, o tema da convocatória representa um start para a produção e fortalece a cena local. Neste ano, o evento também tem uma convocatória para o Nordeste. A abertura das exposições ocorre no dia 29 de setembro, no Centro Dragão do Mar de Cultura e Arte. 

Formação
Também está aberta a seleção de projetos para participar de um workshop sobre edição de fotolivros, com o italiano Walter Costa, de 25 a 27 de agosto. Reforçando as atividades formativas, há inscrições para leituras de portfólio com Carlos Carvalho, coordenador do Festival Internacional de Fotografia de Porto Alegre. 
 
SERVIÇO
Lançamento dos Encontros de Agosto - Dia Mundial da Fotografia
Quando: Amanhã, 19, às 19 horas Onde: MIS - Museu da Imagem e do Som ( Av. Barão de Studart, 410 - Aldeota)
Mais informações: www.encontrosdeagosto.com

Leia entrevista com o fotógrafo e curador dos Encontros de Agosto, Silas de Paula, em: http://bit.ly/2bj4Kv5
O POVO onlin
e

Paul McCartney prepara novo álbum

O cantor disse estar "realmente emocionado" por seu novo contrato com a gravadora.


Paul McCartney se apresenta em Paris, no dia 30 de maio de 2016
Paul McCartney se apresenta em Paris, no dia 30 de maio de 2016
O ex-Beatle Paul McCartney retornou ao estúdio para gravar um novo álbum, disse nesta quarta-feira a gravadora Capitol Records ao anunciar um acordo com a lenda dos Beatles.
O cantor de 74 anos disse estar "realmente emocionado" por seu novo contrato com a gravadora, que inclui um catálogo completo de sua produção depois dos Beatles.
A gravadora disse que o ícone musical, que continua fazendo shows pelo mundo, estava "trabalhando atualmente em um novo álbum", sem dar maiores detalhes.
"A associação de Paul McCartney com a Capitol definiu em grande medida nosso legado histórico, e todos nós estamos muito orgulhosos e honrados de que ele tenha decidido voltar a essa casa", disse Steve Barnett, diretor-executivo do grupo.
McCartney disse em uma entrevista à revista Rolling Stones, na semana passada, que logo poderia precisar diminuir o ritmo em seu trabalho.

AFP

Anistia relata terror nas prisões sírias

Atos de tortura são generalizados contra todos os suspeitos de serem contra o governo.


Pelo menos 17.723 presos morreram atrás das grades desde o início da guerra no país.
Pelo menos 17.723 presos morreram atrás das grades desde o início da guerra no país.
Espancamento, choque elétrico, queimaduras em água fervente, estupros: o governo sírio recorreu à tortura "em larga escala" em suas prisões, onde mais de 17.700 detentos morreram em cinco anos de guerra - informa a Anistia Internacional nesta quinta, denunciando "uma crueldade em sua forma mais vil".
"Eles nos tratavam como animais. Eu vi o sangue correr, como um rio", conta o advogado Samer, referindo-se aos guardas do período em que esteve preso. Seu testemunho é um dos 65 relatos de ex-detentos que amargaram nas prisões dos serviços de Informação do governo e na prisão militar de Saydnaya, perto de Damasco. Esses relatos foram reunidos pela Anistia.
Nesses locais, os atos de tortura são "generalizados e sistemáticos contra todos os civis suspeitos de serem contra o governo", acrescenta a ONG em seu relatório, denunciando "crimes contra a Humanidade".
À Anistia, eles descreveram sinistros rituais, como a "festa de boas-vindas". Nela, os novos detentos são "espancados" com barras de ferro, de plástico, ou com cabos elétricos. Omar S. disse que um agente penitenciário obrigou um homem a se despir e ordenou que violentasse um terceiro. Seria morto se não obedecesse.
O militante antigoverno Said contou que foi violentado, na frente de seu pai, com um bastão elétrico, sendo pendurado de um único braço e com os olhos vendados. Outro ex-preso "conta que um dia a ventilação parou de funcionar, e sete pessoas morreram sufocadas" nos centros de detenção lotados, acrescenta a Anistia.
"O caráter sistemático e deliberado da tortura e de outros tratamentos ruins na prisão de Saydnaya testemunha uma crueldade em sua forma mais vil e uma falta flagrante de humanidade", denuncia o diretor da Anistia para o Oriente Médio e o Norte da África, Philip Luther.
Em Saydnaya, onde é muito frio no inverno, os presos eram mantidos por semanas em celas subterrâneas, sem qualquer agasalho. Para não morrer de fome, muitos disseram ter comido caroços de azeitona e casca de laranja.
Denunciando "processos perversos", a Anistia Internacional reclama ainda da "comida insuficiente, dos cuidados médicos limitados e da ausência de instalações sanitárias adaptadas" nas prisões, "um tratamento desumano e cruel".
Pelo menos 17.723 presos morreram atrás das grades desde o início da guerra no país, em março de 2011, o que representa, em média, mais de 300 óbitos por mês, segundo a Anistia. A organização alerta que os números reais são bem mais elevados.
Vários detentos foram soltos após diferentes anistias decretadas pelo governo nos últimos anos, ou graças à troca de presos, ou depois de serem processados, e se encontram em locais não especificados.

AFP

STF decide que tatuados não podem ser barrados em concursos públicos

André Richter - Repórter da Agência Brasil
tatuagem
Por 7 votos a 1, o STF decidiu que candidatos tatuados não podem ser barrados em concursosArquivo/Agência Brasil
O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem (17) que candidatos a concursos públicos não podem ser barrados nos processos de seleção por terem tatuagem. A decisão deverá ser seguida por todas as instâncias da Justiça.
A Corte aceitou o recurso de um candidato ao concurso de soldado da Polícia Militar (PM) de São Paulo que, em 2008, foi aprovado nas provas escrita e de condicionamento, mas foi considerado inapto nos exames médicos por ter uma tatuagem com a imagem de um mago na perna.
Por 7 votos a 1, o STF seguiu voto proferido pelo ministro Luiz Fux, relator do recurso. Segundo o ministro, o critério de seleção de candidatos não pode ser arbitrário e deve ser previsto anteriormente em lei. Para Fux, as distinções devem ser obedecer a critérios objetivos, sem discriminar os candidatos.
"O fato de uma pessoa possuir tatuagens, visíveis ou não, não pode ser tratado pelo Estado como parâmetro discriminatório contra o deferimento à participação em concurso”, disse o ministro.
O ministro Marco Aurélio foi o único a votar contra, por entender que o edital do concurso previa que os candidatos tatuados seriam submetidos à avaliação preliminar da tatuagem.
Antes de ir ao Supremo, o candidato recorreu à primeira instância e ganhou o recurso, mas a sentença foi reformada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Na decisão, o tribunal entendeu que a restrição de candidatos com tatuagem estava expressamente prevista.

Imagem de criança ferida após ataque em Aleppo choca o mundo

Da Ansa Brasil
Ativistas do grupo Aleppo Media Center (AMC) divulgaram a imagem do menino Omar Daqneesh, de 5 anos, logo após ser resgatado de um bombardeio na cidade de Aleppo, na Síria
Aleppo - ativistas do grupo Aleppo Media Center (AMC) divulgaram a imagem do menino Omran Daqneesh, de 5 anos, logo após ser resgatado de um bombardeio na cidade de Aleppo, na SíriaDivulgação/Aleppo Media Center/Lusa/direitos reservados






















Após as fotos do corpo do menino Aylan, morto em uma praia da Turquia quando sua família tentava fazer a travessia do Mar Mediterrâneo, causarem comoção no ano passado, o mundo volta a se chocar com a crueldade do conflito na Síria com a divulgação de imagens de um menino ferido e desorientado recebendo auxílio médico após bombardeios das forças aliadas de Bashar al-Assad em Aleppo.
Ativistas opositores sírios divulgaram nesta quinta-feira (18) imagens de um menino de cinco anos identificado como Omran Daqneesh que viralizaram na Internet.

No vídeo, um socorrista tira a criança dos escombros e a leva para uma ambulância, onde é colocada suavemente em uma cadeira.
Omran está coberto de poeira e ensanguentado. Ele parece cansado e atordoado, sem entender a situação. Ele coloca a mão na cabeça e percebe o sangue.
Segundo os médicos que cuidaram de Omran, ele passa bem e já recebeu alta. O ataque deixou ao menos oito mortos, entre eles cinco crianças, apontam os ativistas do Aleppo Media Center.
ONU
O enviado especial das Nações Unidas (ONU) para a Síria, o italiano Staffan de Mistura, anunciou a suspensão do programa de ajuda humanitária na região. Por conta dos incessantes ataques em Aleppo, nenhum comboio de ajuda foi capaz de chegar à cidade nos últimos dias.
De Mistura, no entanto, pretende reunir o grupo na próxima semana, em Genebra, para debater a situação, especialmente uma trégua humanitária. "Pedimos uma pausa de pelo menos 48 horas, insistimos nisso para fazer algo que seja minimamente significativo para Aleppo.
Estamos prontos para atuar", concluiu.

Pesquisa: temas ligados à qualidade de vida podem levar eleitor a mudar voto

Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil
Na esplanada dos ministérios, pessoas utilizam suas bicicletas no dia de comemoração ao Dia Mundial Sem Carro (José Cruz/Agência Brasil/Agência Brasil)
Mobilidade urbana é um dos temas que podem fazer o eleitor mudar de voto nas eleições municipais deste ano José Cruz/Agência Brasil




















Os temas áreas verdes, energias renováveis, gestão de resíduos sólidos e mobilidade urbana podem fazer o eleitor mudar de voto nas eleições municipais de 2016, mostra o projeto apartidário Cidade dos Sonhos em pesquisa encomendada ao Datafolha.
Esses quatro assuntos foram considerados importantes ou muito importantes por mais de 90% dos entrevistados, chegando a 96%, de acordo com o tema. O percentual dos que certamente mudariam de voto, caso o projeto de governo nessas questões não coincida com os seus ideais, é também significativo, variando entre 43% e 45%, dependendo do assunto.
A mensagem dos eleitores é clara, de acordo com Gabriela Vuolo, representante do projeto Cidade dos Sonhos, e os candidatos precisam ir além de assuntos tradicionalmente tratados em programas e propagandas políticas.
“Os dados a que chegamos são muito importantes. Estamos acostumados a ver candidatos falando sempre dos mesmos assuntos e essa pesquisa traz uma informação muito relevante que é: não basta falar sobre os temas a que estamos acostumados, não basta falar só sobre educação, saúde e moradia, vai precisar falar sobre mais coisas”, disse. “Quem falar sobre outros temas tende a ganhar uma parcela interessante do eleitorado”, acrescentou Gabriela.
Ela explicou que esses aspectos são diretamente ligados à qualidade de vida das pessoas nas cidades e já são vistos como fatores de decisão do voto. “Fatias acima de 40%, como encontramos, podem fazer a diferença tanto na escolha dos candidatos que vão para o segundo turno, quanto no momento da decisão”, disse.
“Lançamos, em junho, o projeto chamado Cidade do Sonhos, que permite às pessoas construir, por meio de uma plataforma online e também de algumas ações de rua, as cidades com as quais elas sonham a partir de alguns temas principais. Estamos trabalhando com quatro grandes temas, que são resíduos sólidos, áreas verdes, mobilidade urbana e energia”, contou Gabriela sobre o projeto.
Dos temas apresentados na plataforma online – áreas verdes, gestão de resíduos sólidos, energia renovável e mobilidade urbana – os dois primeiros foram os mais indicados pelos eleitores. Resíduos sólidos são considerados importantes ou muito importantes por 96% dos entrevistados. Áreas verdes são importantes ou muito importantes para 94%. Mobilidade e deslocamento são importantes ou muito importantes para 92% da amostra e as energias limpas para 90%.
A disposição para mudar o voto frente a propostas diferentes é de 45%, no caso de resíduos sólidos e de áreas verdes, de 44% em questões de mobilidade e deslocamento e de 43% para a área de energias limpas. Gabriela destaca que a pesquisa mostra que o eleitorado brasileiro é sensível e favorável a propostas inovadoras e que têm o potencial de revolucionar as cidades, o que poderia gerar empregos e economia de recursos públicos, melhora da qualidade do ar, mitigação das mudanças climáticas e o aumento da qualidade de vida.
Soluções
Sobre as energias renováveis, as propostas de instalar energia solar nas escolas públicas e reverter os recursos economizados na conta de luz para a educação, melhorar a eficiência da iluminação pública e reduzir o Importo Predial Territorial Urbano (IPTU) para construções que tenham placas solares aumentariam em 76% as chances de um eleitor escolher um candidato, concluiu o projeto Cidade dos Sonhos.
Segundo Gabriela Vuolo, assuntos relacionados à energia correspondem normalmente à pauta de eleições para presidente, no entanto, o barateamento das tecnologias de fontes de energia renovável cria oportunidades para inovação também nas prefeituras. “Independentemente da esfera responsável, o eleitor brasileiro deixa claro que quer ver soluções locais para essa questão”.
No caso de resíduos sólidos, oferecer a coleta seletiva para toda a cidade, inclusive com programas de inclusão de catadores, é a proposta com maior grau de influência sobre os eleitores, aumentando as chances do candidato em 76%.
As propostas de proibir o corte de árvores e criar áreas verdes de fácil acesso para a comunidade em todos os bairros da cidade aumentariam as chances de votar no candidato para 70% da amostra. Na mobilidade, integrar o sistema de transportes públicos, aumentar as redes noturnas de ônibus, ampliar o uso de bicicletas, priorizar a mobilidade para pedestres e os modos de transporte coletivo são as propostas com maior grau de influência, chegando a 69% dos entrevistados.
Com 67%, segundo o projeto, estão as propostas de reduzir os limites de velocidade para aumentar a segurança e o fluxo do trânsito e planejar a cidade de maneira a facilitar a locomoção de pessoas, com medidas que incluem a criação de zonas de uso misto, faixas exclusivas para ônibus e infraestrutura para bicicletas.
A pesquisa Datafolha ouviu 2091 pessoas com mais de 16 anos, entre os dias 28 de junho e 2 de julho deste ano. Dessas, 36% têm ensino fundamental, 46% médio e 18% superior. Um quarto da amostra é de pessoas das classes A/B, 48% da classe C e 27% da D/E. A amostra abrangeu 132 municípios das cinco regiões do país, sendo 41% em regiões metropolitanas e 59% em cidades do interior. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Música aumenta desempenho durante exercícios físicos

Fazer atividade física escutando uma música bacana tem sido um dos segredos para o bom desempenho no exercício. E os benefícios para a mente e o corpo vêm mesmo conquistando quem não sabe ficar parado.
Reportagem de Fernanda Ribeiro e Ederaldo Paulini