Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 20, 2020

'Estação Lunar' reúne na web música, exposições e literatura na abertura do Macapá Verão

Programação inicia às 19h desta quinta-feira (20) com exibição nas redes sociais. Por G1 AP — Macapá Nivito Guedes, Oneide Bastos e João Amorim estão entre as atrações — Foto: Fabiana Figueiredo/G1/Reprodução/Rede Amazônica Tradicional na Praia da Fazendinha ao longo do mês de julho, a "Estação Lunar", evento musical que marca as noites de  Macapá  Verão, ganha nova versão adaptada aos tempos de pandemia. A programação com sons, literatura e artes visuais será 100% on-line e os internautas poderão acompanhar tudo de casa a partir das 19h desta quinta-feira (20). O Estação Lunar na web marca a abertura da programação do Macapá Verão 2020, totalmente adaptado para a as mídias digitais, visando reduzir os riscos de contaminação pela Covid-19. A transmissão acontece pelos canais digitais da prefeitura da capital, no  Facebook  e no  YouTube , e as atrações contam com grandes nomes da música regional, como Nivito Guedes, João Amorim e Oneide Bastos. Conf

Museu da Fotografia Fortaleza anuncia ganhadores do 'Concurso de Fotografia de Celular MFF'

Exposição virtual com os trabalhos vencedores e finalistas acontece entre os dias 24 e 28 de agosto Legenda:  Profissionais e amadores participam do concurso de fotografias feitas a partir de um celular Foto:  Divulgação O  Museu da Fotografia Fortaleza (MFF)  informou as obras vencedoras da primeira edição do  "Concurso de Fotografia de Celular MFF" . O anúncio celebra o Dia Internacional da Fotografia e também apresenta ao público os artistas finalistas. Uma exposição virtual vai divulgar reunir estas obras entre os dias 24 e 28 de agosto. O tema que inspirou as fotografias participantes foi  “De onde vem a luz?” . Semmada Arrais Leite Burte ,  Maria Roana de Sousa Monteiro  e  Francisco Ronieldon Sousa Campos  venceram o concurso. Além destes três nomes, a mostra do concurso também vai reunir os finalistas  Daniel Soares da Silva ,  Demetrio Jereissati ,  Elizabeth de Carvalho Simplício ,  Francisca Amélia de Souza Pontes ,  Italo Leite Marques ,  Jerônim

O poder e as redes sociais

Nossa esperança democrática pode estar nas mãos nos hackers militantes Hackers e redes sociais podem ter papel decisivo na formação da opinião pública (Unsplash/ Blake Connally) Reinaldo Lobo* Existem quatro tipos de hackers: ladrão, que invade os dados dos outros para roubar dinheiro, usar seu cartão ou levar sua identidade; o mercenário, especialista em espalhar fake news a serviço de Carluxo Bolsonaro, de Steve Bannon e de Donald Trump; o curioso, geralmente adolescente, que quer xeretar a vida alheia e bagunçar; o hacker militante, que quer revelar segredos de Estado para o povo, desmantelar o crime político e a corrupção, como Assange e Snowden. Estes, também são chamados de "hackers do bem". Pode ser que talvez já exista um quinto grupo em formação, o dos cidadãos que querem se proteger da invasão e do roubo de dados sobre suas vidas. Nesse caso, os ladrões seriam os governos e as empresas que nos fazem colocar na rede nossos números de CPF, telefone e e