Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 15, 2019

Catedral de Notre-Dame, em Paris, sofre incêndio na tarde desta segunda-feira

A catedral de Notre-Dame, localizada na Île de la Cité, em Paris, pegou fogo na tarde segunda-feira, 15. De acordo com o jornal francês Le Monde, o incêndio, que teve início às 19 horas no horário local, foi relatado por usuários em redes sociais e confirmado pelo Corpo de Bombeiros da região. De acordo com a corporação, uma "grande operação" está em curso para controlar as chamas. Nas imagens compartilhadas por internautas, é possível visualizar uma onda de fumaça e chamas saindo do topo da catedral, que é o monumento histórico mais visitado da Europa e tem 856 anos. A prefeitura da capital francesa orientou aos moradores da região que evitem transitar pelo local. Breaking News Feed @pzf BREAKING NEWS: Huge fire reported at Notre Dame Cathedral in Paris, France. 5,014 2:16 PM - Apr 15, 2019 8,172 people are talking about this Twitter Ads info and privacy

Grandes nomes da literatura brasileira em curso inédito em Curitiba

Marina Colasanti é uma das professoras (Foto: Divulgação) Marina Colasanti, Roger Mello, Ricardo Azevedo, José Roberto Torero, Heloisa Prieto e Luis Henrique Pellanda ministrarão os seis módulos do curso “Literatura – Manifestação artística da palavra”, que tem como objetivo aprofundar discussões sobre a literatura e as diferentes manifestações da linguagem literária, com ênfase no discurso textual e na narrativa visual. O leitor e sua experiência na recepção do texto literário também serão objetos de estudo, através da perspectiva desses grandes autores. As aulas serão sempre em uma quinta-feira do mês, das 19h às 22h, na sede da Fundação Sidónio Muralha (R. Des. Westphalen, 1014, bairro Rebouças, Curitiba). O primeiro módulo: “Reconto e reencontro: abordagens dos clássicos”, com o escritor, jornalista, cineasta e roteirista, José Roberto Torero, será em 9 de maio. Em 6 de junho, será a vez de Ricardo Azevedo, escritor, ilustrador e pesquisador na área de cultura popular, no mó

Editora Todavia vai publicar a literatura de Salinger no Brasil. Há inéditos

“O Apanhador no Campo de centeio” sai em junho com tradução de Caetano Galindo, o tradutor de James Joyce O post Editora Todavia vai publicar a literatura de Salinger no Brasil. Há inéditos apareceu primeiro em Jornal Opção. “O Apanhador no Campo de centeio” sai em junho com tradução de Caetano Galindo, o tradutor de James Joyce Jornal Opção Jornal Opção A Editora Todavia comprou os direitos de publicação de toda a obra do escritor Jerome David Salinger — que era publicado no Brasil pela Editora do Autor (que fazia edições apenas razoáveis) e, em menor, escala pela L&PM (“Pra Cima Com a Viga, Carpinteiros & Seymour — Uma Introdução”). O primeiro lançamento será o icônico “O Apanhador no Campo de Centeio”, que sai em junho, com tradução de Caetano W. Galindo. Maurício Meireles, da “Folha de S. Paulo”, relata que o romance sairá com “a capa original publicada na primeira edição americana, em 1951”. Jornal Opção Jornal Opção J. D. Salinger | Foto: Repro

CNBB lança livro com orientações sobre o cuidado pastoral das vítimas de abuso sexual

Reafirmando sua adesão incondicional à postura de tolerância zero em relação aos casos de abuso sexual contra menores, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou o texto “O cuidado Pastoral das Vítimas de Abuso Sexual”, aprovado pela Congregação para a Doutrina da Fé. “Ele pretende servir de apoio e orientação aos bispos e às comunidades para melhor compreenderem a realidade dos abusos de menores e se empenharam para superá-los”, diz um trecho da apresentação que é assinada pelo presidente da CNBB, cardeal Sergio da Rocha e pelo secretário-geral, dom Leonardo Steiner. Mantendo-se fiel à missão realizada pela Igreja Católica no Brasil em defesa dos pobres e vulneráveis, a CNBB não fica indiferente ou inerte diante de lamentáveis casos de abuso sexual cometidos por sacerdotes, diáconos ou outras pessoas da Igreja, sejam elas funcionários, voluntários ou agentes de pastoral. Conforme consta no Código de Direito Canônico, o episcopado brasileiro coloca-se ao lado das ví

No aniversário de 25 anos, 'Lista de Schindler' ganha reestreia

Filme baseado em fatos reais conta a história de empresário alemão católico que conseguiu enganar os nazistas e salvar mais de mil judeus poloneses na 2ª Guerra. Filmado em rigoroso preto e branco, o filme possui um detalhe em cor - uma menina de casaco vermelho. (Reprodução) Steven Spielberg já havia sido indicado para o Oscar em 1982 e 85, por E.T. - O Extraterrestre e A Cor Púrpura. Considerado o Midas de Hollywood, com uma impressionante lista de sucessos de público, era esnobado pela Academia. E, então, em 1993, fez seu filme que muita gente considera o mais pessoal - A Lista de Schindler. No ano seguinte, venceu os prêmios de filme e direção (veja abaixo). Em 1999, venceu de novo por O Resgate do Soldado Ryan - três prêmios, outro Oscar de direção, mas não o de melhor filme. Passados 25 anos, A Lista de Schindler está voltando às salas de cinema do Brasil (e do mundo). Reestreia em 1º de maio, com cópias remasterizadas. O circuito será pequeno, mas, por se tratar de uma

Montevidéu recebe exposição de Picasso pela primeira vez

A capital uruguaia recebe, pela primeira vez, 42 obras do gênio da arte moderna, o espanhol Pablo Picasso. A exposição  Picasso en Uruguay  permanece em Montevidéu até 30 de junho, no Museu Nacional de Artes Visuais (MNAV), situado no Parque Rodó. A mostra foi organizada em seis seções, expondo diferentes etapas da vida criativa do artista. Além das pinturas, há também gravuras, esculturas e cerâmicas. O   Músico  foi pintado em 1972, um ano antes da  morte de Picasso      ( Marieta Cazarré/Agência Brasil) Destaca-se, no início da carreira, a pintura em óleo sobre tela  Busto , realizada na primavera de 1907, em Paris. Trinta anos depois, Picasso pintou  Mulher sentada com os braços cruzados  e a impactante e sombria  Adormecida perto das persianas . A exposição traz também uma pintura que ele fez de sua filha Maya, fruto de sua relação com Marie Thérèse Walter. O quadro  Maya com a boneca  é de 1938. A última obra da exposição é  Músico , uma enorme tela de em 1972, pin