Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 1, 2016

HOJE COMEÇAMOS MAIO, MÊS DEDICADO A MARIA

REDAÇÃO CENTRAL, 01 Mai. 16 / 06:00 am (ACI).- Maio é o mês que a Igreja Universal dedica à Mãe de Deus, a Bem-aventurada Virgem Maria. Este tempo é uma oportunidade para renovar o amor de todos os batizados pela Mulher que Deus, da eternidade, escolheu para dar à luz cuidar Dele.
A Santíssima Virgem Maria é para sempre a Rainha do Céu e da Terra, não há santidade sem Maria porque toda Ela leva a Cristo.
Maria, a mais humilde entre as mulheres, é precisamente o modelo de toda mulher, como assinalou o Papa Francisco em abril de 2014, em uma mensagem a mais de 20 mil jovens reunidos em Buenos Aires, Argentina.
“Para vós existe um único modelo: Maria, a mulher da fidelidade, aquela que não entendia o que acontecia, mas obedecia. Aquela que, quando soube do que a sua prima precisava, foi depressa ter com ela; a Virgem da Prontidão!”.
O Papa assinalou ainda que Maria é “aquela que fugiu como refugiada para um país estrangeiro a fim de salvar a vida do seu Filho. Aquela que ajudou o seu Fi…

PAPA FRAANCISCO: TRABALHO DÁ EXPRESSÃO À «DIGNIDADE» DAS PESSOAS

Agência Ecclesia 30 de Abril de 2016, às 13:41    Foto: DR / Arquivo Francisco destacou importância da temática laboral antes das comemorações deste domingo do 1 de maio
Cidade do Vaticano, 30 abr 2016 (Ecclesia) – O Papa destacou hoje a importância do trabalho para a vida das pessoas, no âmbito dos festejos do 1 de maio que vão ter lugar este domingo um pouco por todo o mundo.
“O trabalho é próprio da pessoa humana e exprime a sua dignidade enquanto ser criado à imagem de Deus”, frisa Francisco numa breve reflexão publicada na sua conta pessoal no twitter, em @pontifex.
Antes da comemoração do 1 de maio, que vai marcar também o domingo em Portugal, a Rádio Vaticano chama a atenção para o problema do desemprego que afeta mais de 16 milhões de pessoas em toda a Europa.
Em Portugal, a taxa de desemprego situa-se atualmente nos 12 por cento, segundo estimativas do Instituto Nacional de Estatística.
Em causa estão mais de 615 mil pessoas sem ocupação, sendo que o desemprego jovem e o de …

LITURGIA: ANÁLISE ÀS LEITURAS DA BÍBLIA DAS EUCARISTIAS DO 6.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C

LITURGIA ESCUTAR AS MENSAGENS DA LITURGIA DA PALAVRA DO 6.º DOMINGO DA PÁSCOA - ANO C

MENSAGEM DA CNBB AOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS

Para CNBB, “é preciso, acima de tudo,  assegurar a manutenção dos direitos trabalhistas adquiridos e incentivar a ampliação dos mesmos”.  Em mensagem por ocasião do Dia dos Trabalhadores, celebrado neste domingo,  1º de maio, a presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) fala da urgência da superação da realidade de crise, por meio do “permanente diálogo e de iniciativas político-econômicas que atendam efetivamente aos interesses dos trabalhadores e trabalhadoras, especialmente dos mais pobres”. Leia, abaixo, a íntegra do texto: 
MENSAGEM DA CNBB AOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS “Meu Pai trabalha sempre, e eu também trabalho” (Jo 5,17). A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, por ocasião do dia dos trabalhadores, manifesta sua solidariedade aos homens e mulheres, do campo e da cidade, particularmente aos jovens que, pelo trabalho, constroem as suas próprias vidas, suas famílias e a nação brasileira. Ao mesmo tempo, presta homenagem às pessoas que doaram…

REPAM OFERECE SÉRIE DE RÁDIO SOBRE ENCÍCLICA LAUDATO SI EM PORTUGUÊS

Objetivo do material é despertar para consciência sobre a cidadania ecológica A adaptação radiofônica da Encíclica Laudato Si' está disponível em português. A iniciativa em produzir o material é da Rede Eclesial Pan-amazônica (Repam), com a proposta de propagar as palavras do papa Francisco sobre os cuidados com o meio ambiente. Os áudios contêm mensagem do papa, com linguagem simples e didática. São 20 programas de dez minutos cada, entre eles: Capítulo 1: Irmã TerraCapítulo 2: Irmão Ar e Capítulo 3: Irmãos Pássaros. Os organizadores da série explicam que o objetivo do material é despertar para consciência sobre a cidadania ecológica, além de alertar sobre a necessidade de mudar o estilo de vida consumista, a cultura do descarte, não sustentável.  “São Francisco de Assis, que inspirou o papa Francisco na Carta Encíclica, retorna à Terra para dialogar com as suas criaturas, criaturas feridas, gemido ferido da Mãe terra, gritando”, introduz o enredo da série radiofônica.  Em breve…

LAUDATO SI - FRANCISCO E A IRMÃ TERRA

2016-05-01 Rádio Vaticana

IRMÃ TERRA
FRANCISCO  Paz e bem!... Bênçãos, boa onda, energias positivas para quem me escuta. Sou Francisco. Sim, Francisco de Assis. No meu tempo, “Assis” era um pequeno povoado, “Assis” de pequenino... Sem brincadeira, vocês devem estar se perguntando o que eu faço aqui. Bom, disseram-me que há problemas graves em nossa casa comum. Também me disseram que há um Papa que escreveu uma carta sobre tudo isso, um Papa que se chama Francisco, como eu... Ou eu me chamo como ele... Dá na mesma, entre chicos nos entendemos. Pois foi para isso que eu vim, para ver o que está acontecendo com a irmã Mãe Terra e com suas criaturas...
TERRA Psiu!... Psiu!
FRANCISCO Ouço um assobio... Quem me chama?... Quem?
TERRA Sou eu, Francisco. Sua mãe.
FRANCISCO Minha mãe, dona Pica?
TERRA Não, Francisco. A Mãe Terra. A que você chama irmã Mãe Terra.
FRANCISCO Sim, pois é...
TERRA E me alegra que me chame assim, porque você e todos os seres vivos nascem em mim, de mim se alimentam e…

COMPLETA 125 ANOS A MAGNA CARTA DA DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA

"A Rerum novarum favoreceu o renascimento do compromisso político" dhrubab  VATICAN INSIDER  30 DE ABRIL DE 2016 OLYMPUS DIGITAL CAMERA Thomas Leuthard Completa 125 anos a Magna Carta da doutrina social da Igreja. Promulgada em 15 de maio e publicada em partes no L’Osservatore Romano a partir do dia 19 de maio de 1891, a Rerum novarum de Leão XIII é fundamental e responde a um longo processo de gestação que tinha visto os primeiros sinais com as Associações Católicas e com as Obras Pias.
O Papa Pecci, que confiou o seu pontificado a São Tomás, renovou a Igreja, colocando-o diante das coisas novas, em uma época de forte descristianização: o renascimento do catolicismo religioso produziu, depois, o advento do catolicismo político.
Pio XI, com a Quadragesimo anno em 1931; João XXIII com a Mater et magistra em 1961; Paulo VI com a Octogesima adveniens em 1971; e João Paulo II em 1991 com a Centesimus annus celebraram, respectivamente, o o 40º, o 70º, 80º e o 100º aniversário da…

HOJE É A FESTA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO, PADROEIRO DOS TRABALHADORES

São José Operário REDAÇÃO CENTRAL, 01 Mai. 16 / 08:00 am (ACI).- Em 1º de maio, a Igreja celebra a festa de São José Operário, padroeiro dos trabalhadores, coincidindo com o Dia Mundial do Trabalho. Esta celebração litúrgica foi instituída em 1955 pelo Papa Pio XII, diante de um grupo de trabalhadores reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano.
Naquela ocasião, o Santo Padre pediu que “o humilde operário de Nazaré, além de encarnar diante de Deus e da Igreja a dignidade do trabalho manual, seja também o providente guardião de vocês e suas famílias”.
Pio XII desejou que o Santo Custódio da Sagrada Família, “seja para todos os trabalhadores do mundo, especial protetor diante de Deus e escudo para proteger e defender nas penalidades e nos riscos de trabalho”.
Por sua vez, João Paulo II, em sua encíclica “Laborem Exercens”, sublinhou que “mediante o trabalho, o homem não somente transforma a natureza, adaptando-a às suas próprias necessidades, mas também se realiza a si mesmo como homem …

O SIGNIFICADO DO PRIMEIRO DE MAIO

domtotal.com Procuremos celebrar a data de acordo com seu verdadeiro significado. Lutemos pela continuidade da luta por melhores condições econômicas e pela ampliação de direitos. Por Dom Reginaldo Andrietta* O Primeiro de Maio é tratado, equivocadamente, como Dia do Trabalho. Visitemos sua história para entendermos que, na realidade, é Dia de Luta da Classe Trabalhadora, e procuremos celebrá-lo de acordo com seu verdadeiro significado, visando o bem comum e, acima de tudo, o Reino de Deus.  Como surgiu esse dia? Imaginemos milhões de pessoas trabalhando das 6 da manhã às 10 da noite, ou seja, 16 horas por dia, seis dias por semana, recebendo salários miseráveis, morando em condições extremamente precárias, estando frequentemente doentes e não tendo nenhum direito trabalhista garantido por lei. Assim era a condição dos trabalhadores, entre os quais milhões de crianças e mulheres, há pouco mais de 100 anos, no mundo todo. Os trabalhadores de então se organizaram, criaram sindicatos e come…