Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 4, 2020

Evento marca abertura do Oficina Literária

Gratuito, o projeto será dividido em encontros semanais na Empório Cultural O intervalo que separa a concepção da ideia de escrever um livro e sua efetiva publicação pode ser influenciado por um número ilimitado de fatores. Entre os elementos que integram essa equação, podemos considerar a insegurança do autor, em relação ao próprio texto ou tema; a falta de conhecimento editorial; o medo de como a obra será recebida pelo público, entre outros. O fenômeno que marca a passagem de 'leitor' para 'escritor' pode ser um evento bastante assustador, principalmente quando não se tem auxílio necessário. Mesmo na internet, o número infinito de informações desencontradas parece mais confundir o futuro escritor do que servir como guia para que ele possa alcançar seu objetivo. Com o propósito de fornecer as ferramentas necessárias para que novos escritores consigam finalizar seus projetos literários, a Academia Brasileira de Escritores (Abresc) criou a Oficina Literária, em Rio Pr…

Flipelô divulga datas da quarta edição, que acontece em 2020

As datas para a quarta edição da Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô), que acontece em 2020, foram divulgadas nesta terça-feira, 3, pelo perfil do evento no Instagram. Segundo a produção do evento, este ano a Flipelô acontece de 12 a 16 de agosto. Ainda não foi divulgado quem será o escritor homenageado, mas a produção já fez uma brincadeira com quem adivinhasse quem seria o nome escolhido para a homenagem deste ano. Entre os palpites do público, estavam autores como Graciliano Ramos e Ariano Suassuna.
Via A Tarde

Adriano Paz inaugura a mostra “Sustenta Fé”, nesta quarta-feira (4)

A exposição do artista apresenta 20 obras inéditas de figuras religiosas de criação do maranhense
Cores em figuras religiosas compõem as obras do novo trabalho de Adriano Paz, "Sustenta Fé". A exposição composta por 20 obras inéditas do artista estreia nesta quarta-feira (4), no espaço cultural do Hotel Sonata de Iracema. Além de representar a arte sacra, o maranhense buscou unir a temática da sustentabilidade no novo trabalho por meio da reutilização de folhas de revista para a composição das colagens. A escolha pelo tema religioso se deu a partir das próprias vivências e crenças do artista. "Era um desejo que eu tinha há bastante tempo de fazer uma série voltada mais para a arte sacra, principalmente pra desenvolver alguns trabalhos com os quais eu me identifico bastante", explica. Representação de São Francisco de Assis por Adriano Paz As obras são os retratos de imagens de símbolos da religião católica, como Nossa Senhora, Santa Terezinha e São Francisco, "…

Obra escrita por cineastas reforça a importância da produção audiovisual feminina

O livro "Mulheres Atrás das Câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018" será lançado nesta quinta-feira (5) na livraria Lamarca, em roda de conversa com pesquisadoras e realizadoras cearenses
Quando pensamos em filmes e cinema, muitos nomes de diretores influentes nos vêm à memória. Steven Spielberg, Christopher Nolan, Tim Burton, Sam Mendes. Alguma semelhança? Exatamente, todos homens. O cenário cinematográfico ainda não é um espaço completamente dominado por mulheres. Longe disso. Mas, não quer dizer que elas não sejam responsáveis por grandes produções ou não tenham marcado época. O livro "Mulheres Atrás das Câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018" faz um panorama histórico de mulheres que realizaram filmes no cinema brasileiro durante o período de tempo marcado no título. A obra é uma coletânea de vinte e sete artigos sobre as protagonistas da vida real, escritos por pesquisadoras e críticas de cinema. Neusa Barbosa, Marina Costin Fuser, Janaína…

O céu que inspira grandes obras de arte

O céu é tema de obras de artes, correntes filosóficas e perguntas científicas. Hoje e amanhã, planetário do Dragão do Mar realiza observação do céu, gratuita, com telescópios newtonianosPor 
O fotógrafo cearense Fábio Arruda tem o céu como inspiração para muitos de seus trabalhos no interior do Brasil e em outros países Olavo Bilac já proferia que é necessário amor para conseguir ouvir as estrelas. O que o poeta simbolista já tinha descoberto no século XIX, décadas antes de Yuri Gagarin ir ao espaço em 1961, era que, mais do que um véu preto com pontos luminosos, o céu era foco de poesia, conhecimento, mistério e, claro, de amor. O céu iluminado de dia ou pela noite abria - e ainda abre - espaço para devaneios, sonhos e inspirações.  Motivado pelo celestial e todos seus elementos, que envolvem planetas, estrelas, satélites e nebulosas, o ser humano contempla o céu desde que o mundo é mundo. "O céu estrelado sempre fascinou a espécie humana. O homem da antiguidade, ap…

Conectados na rede e desconectados do mundo

Um viver cristão que se mostra somente na rede não passa de um culto à própria vaidade


Viver cristão que se manifesta somente nas redes e não age no mundo não é autêntico (Carolyn V/ Unsplash) Fabrício Veliq* Estamos numa era tecnológica. Embora haja ainda algumas pessoas que não se habituaram a isso, que nasceram antes da era da informática e dos computadores, é inegável que as telas ocupam também grande parte de suas vidas. Para os nascidos após a década de 2000 no mundo ocidentalizado, já se torna impensável um mundo sem telas, conexão com a internet ou redes sociais. Para os mais novos, então, um mundo sem redes sociais poderia parecer extremamente sem graça e sem nada para fazer. Curiosamente, é interessante perceber que, ao mesmo tempo em que se cresce a conectividade em redes sociais e espaços virtuais, acontece também um distanciamento das relações pessoais e presenciais. Não é difícil encontramos grupos que dialogam diariamente em ambiente virtual, mas que demoram anos para se …