Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 29, 2019

PODCAST: Agradecer a Deus pelos grandes méritos

Por Pe. Geovane Saraiva

Prêmio Off Flip recebe inscrições até 8 de outubro

Edição: Vitor Diel Arte: Giovani Urio Estão abertas até 8 de outubro de 2019 as inscrições para o Prêmio Off Flip de Literatura, que oferecerá aos vencedores R$ 25 mil, estadia em Paraty e passeio de escuna. Os autores classificados em 1º lugar (conto e poesia) ganharão ainda residência literária e bolsa de criação no valor de R$ 2 mil (além de terem estadia, transporte e alimentação custeados). Os contos e poemas selecionados serão publicados em coletânea a ser lançada durante a FLIP de 2020. O vencedor no gênero infantojuvenil terá sua obra publicada em livro ilustrado, com lançamento também durante o evento. Os textos serão avaliados por escritores de expressão no cenário literário lusófono e o evento de premiação acontecerá no Centro Cultural Sesc Paraty, durante a Festa Literária Internacional de Paraty. Os vencedores serão conhecidos em 10 de março de 2020 e o regulamento pode ser lido  neste link . Fnte: LiteraturaRS

Academia Rio-Grandense de Letras abre edital para vaga de patrono

Edição: Vitor Diel Arte: Giovani Urio A Academia Rio-Grandense de Letras abre edital para candidatos à Cadeira 8 da instituição com inscrição até 25 de setembro. A Cadeira 8 tem por Patrono o engenheiro, geógrafo e professor José Teodoro de Souza Lobo e teve como último ocupante o jornalista Raul Moreau Neto. Para concorrer é necessário ter nascido no Rio Grande do Sul ou residir no Estado há no mínimo dez anos e notabilizar-se por sua obra intelectual, entre outros requisitos. É muito importante que o candidato conheça o Regimento Interno da Academia e o Estatuto, que estabelece os deveres do acadêmico. Para o presidente da ARL, Rafael Bán Jacobsen, a eleição de um novo membro é um dos pontos altos da vivência acadêmica. “Buscamos um candidato que, além de possuir uma obra expressiva, seja alguém com espírito associativo, que deseje realmente participar das atividades da Academia e trabalhar pelo seu engrandecimento.” O pedido de ingresso deve ser encaminhado por carta

Escritora reúne histórias de missionários comprometidos com o evangelho

“Onde só a alma chega” é o título do livro de Monica Mondo que reúne algumas entrevistas com missionários que enfrentam realidades difíceis  Da redação, com Vatican News Irmã Hanna Kulaszewska missionária em Moçambique  Paolo Ruffini, prefeito do Dicastério para a Comunicação, escreveu o prefácio do livro de Monica Mondo “Dove solo l’anima arriva” (Onde só a alma chega), publicado pela editora Missionária Italiana. O livro reúne uma série de entrevistas com missionários de todas as partes do mundo. No prefácio o prefeito escreve entre outras coisas: “Viaja-se de Madagascar de padre Pedro ao Japão de padre Tosolini, das favelas de Buenos Aires onde Papa Francisco era de casa ao coração ferido da profunda África, onde a violência insensata contra os menores não é a última palavra. Isso porque mulheres como irmã Rosemary são capazes de acender a esperança onde o inferno parecia ter encontrado moradia”. Ruffini recorda também o quanto as entrevistas apresentadas no livro leva o

Exposição celebra os 25 anos do Real

Os milênios, aqueles que nasceram depois dos anos 2000 e já completaram a maioridade, não viveram o período, mas seus pais, que nasceram na década de 1980 e estão beirando os 40 anos, têm algumas lembranças da hiperinflação da década de 1990, que atingia taxas superiores a 80%. Naquela época, o poder de compra dos salários se reduzia quase à metade após 30 dias, e o Banco Central corria para produzir mais cédulas. Os supermercados conviviam com a remarcação desenfreada de preços dos produtos. Mas quem não tem memória desse período vai poder entender um pouco desse passado econômico na exposição  Estabilidade Real: 25 anos de existência do padrão monetário brasileiro, o Real , inaugurada hoje (28), no Museu de Valores do Banco Central (BC), em Brasília. Exposição Estabilidade Real, no Banco Central, celebra os 25 anos do lançamento do Real - Marcelo Camargo/Agência Brasil “Os mais jovens têm o privilégio de jamais ter vivido os tempos difíceis de hiperinflação, o que talvez