Destaque

Choram porque amam

Padre Geovane Saraiva* Como é bom rezar e colocar em primeiro lugar o mistério da redenção! Nem sempre, porém, sabemos rezar e nem d...

8 de setembro de 2016

Estudante acerta desafio impossível de professor e a classe inteira recebe nota 10

Yahoo Noticias
O que estava parecendo uma tediosa aula de Química na Universidade de Ohio, EUA, acabou se tornando um momento icônico graças a um estudante bastante habilidoso – ou sortudo. Ao ser desafiado pelo professor a arremessar, do outro lado da sala de aula, uma bola na lixeira em troca de uma nota 10 na primeira prova do semestre para a classe inteira, Vinny Forte não pensou duas vezes.
O rapaz, que estava no mezanino do local, jogou a bola e acertou a cesta. Gravada em vídeo e compartilhada no Twitter a cena viralizou e o aluno foi visto como um herói. Segundo o site “Straits Time”, o professor Christopher Callam lança esse desafio todo ano há mais de dez anos e essa foi a primeira vez que alguém acertou.
“Um salve para Benny (sic) por fazer essa cesta e conseguir para toda a turma um 10 automático na nossa primeira prova de química orgânica”, escreveu a jovem que divulgou a cena nas redes sociais. O tuíte conta com mais de 196 mil curtidas e 98 mil compartilhamentos.
Veja o momento épico:


S/o to Benny for making this shot and getting the entire lecture an automatic 100 on our first ochem quiz


Jovens choram e chegam a esperar até sete horas por autógrafo da youtuber Jout Jout em Porto Alegre

Fenômeno da web lançou seu primeiro livro na livraria Saraiva do BarraShoppingSul

Teve gente chegando com sete horas de antecedência, muito choro e fila no corredor durante a sessão de autógrafos de Tá todo mundo mal, primeiro livro da youtuber Jout Jout, em Porto Alegre. O evento, realizado na livraria Saraiva do BarraShoppingSul, nesta quinta, foi tomado por centenas de jovens ansiosos por alguns segundos ao lado de Julia Tolezano, 25 anos, quase um milhão de seguidores e um dos maiores nomes brasileiros no YouTube.
Se a entrega de senhas para a sessão de autógrafos (que não permitia aos fãs fazerem selfies, gravação de áudio para WhatsApp ou vídeos para o Snapchat) começou só às 16h, desde as 9h da manhã já havia fãs de Jout Jout no shopping. Ela assume a responsabilidade, mas diz não se surpreender com o tamanho que alcançou – diz ter se acostumado:
Jout Jout com fãFoto: André Ávila / Agencia RBS
– Tem gente que fica feliz, gente que chora, gente que veio aqui só para pegar um livro para o sobrinho e nem sabe quem eu sou. Tem muita gente, e eu sei que é uma responsabilidade. Mas eu faço análise – brinca a youtuber, agora escritora.
A estudante Gabriela Lewis, de 15 anos, foi a primeira da fila. "Apaixonada" por Jout Jout, ela diz que conheceu a youtuber por conta de um comercial, chegou a seu canal no YouTube pelo vídeo "NÃO TIRA O BATOM VERMELHO", talvez o mais famoso de sua autoria, e virou fã:
– Nenhum outro youtuber é como ela. Conheci ela neste ano e me apaixonei, porque me identifico muito com as coisas que ela fala – disse a jovem.
Lançado em maio, Tá todo mundo mal saiu com tiragem de 30 mil exemplares e, até julho, já havia tido duas reimpressões, de 10 mil unidades cada. O livro é mais uma forma de Jout Jout lidar com crises – seja em relação a família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar ou ao que fazer com os sushis que sobraram no prato. Se o canal no YouTube foi uma maneira que a jovem Julia Tolezano encontrou para superar a vergonha, a publicação de um livro é também uma forma de agradecer a quem a ajudou:
– A intenção é dar um abracinho – avalia a escritora, que completa: – Quando você fala, mostra para os outros que eles não estão sozinhos. Você não é o único que tira nota ruim no colégio, isso não é algo de outro mundo.
Zero Hora

Congresso Brasileiro de Contabilidade volta a Fortaleza

Depois de 20 anos, o Congresso Brasileiro de Contabilidade retorna a Fortaleza e tem a maior expectativa de público da história do evento. Inscrições ainda podem ser feitas no dia da abertura, 11 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará

O 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade (CBC), que não acontecia na capital cearense há duas décadas, acontece a partir de domingo, 11 de setembro, no Centro de Eventos do Ceará, e vai até quarta-feira, 14. A expectativa é receber 7,5 mil profissionais da área da Contabilidade e de outros segmentos, além de estudantes. Os interessados em participar ainda podem fazer inscrições pessoalmente na abertura do evento.
Congresso começa no próximo domingo, dia 11 (FOTO: REPRODUÇÃO)

Com o tema “Contabilidade: transparência para o controle social”, o congresso terá 190 atividades técnicas, 90 expositores em sua Feira de Negócios e 25 delegações vindas de outros países. “Avalio que os congressos têm um impacto muito grande na categoria porque, além de todos os temas técnicos atuais, temos a oportunidade de estar com os nomes de maior peso na comunidade de contabilidade mundial, representantes das maiores economias do mundo. É um momento de reoxigenação, de formar rede de relacionamento. É uma oportunidade espetacular, momento de se fazer negócio e contato com expoentes mundiais”, destaca José Martonio Alves Coelho, presidente Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

Programação artística
O evento apresenta também uma vasta programação artística e cultural. Durante horários de intervalo ou em programações noturnas, é possível curtir talk shows, apresentações de humor, bandas locais, como Waldonys e Aviões do Forró, e artistas conhecidos nacionalmente, como Sandy e Tiago Abravanel. Veja a programação completa aqui

Fortaleza, cidade da contabilidade
Depois de 20 anos, a capital cearense sedia o CBC, e a escolha foi dos próprios congressistas que estiveram na última edição, em 2012, na cidade de Belém. Para o evento, de acordo com o presidente, já foram confirmados na hotelaria local mais de quatro mil leitos locados. “Como o congresso é na minha ‘casa’ estarei recebendo os congressistas não só como presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), mas também como cidadão de Fortaleza”, explica Alves, que é cearense.

Impacto para a Cidade
Durante os quatro dias do CBC, mais de sete mil congressistas estarão em Fortaleza. Com isso, vários setores da economia terão impacto positivo, como hotelaria, gastronomia, transporte, comércio e outros fornecedores de serviços. Maurício Cavichion, vice-presidente de Relações Institucionais da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc) e proprietário da Agência de Viagem Oficial do Evento, A Trideca Eventos e Turismo, do Rio Grande do Sul, destaca que o impacto no gasto dos turistas deve ficar em torno de R$ 15 milhões. 

Serviço
Inscrições no local: domingo, 11, no Centro de Eventos do Ceará.
Mais informações pelos telefones: (61) 3314 9501 - apenas quinta-feira, 8, e sexta-feira, 9, em horário comercial.

Advogado quer proibir Pokémon Go na Índia

Na Índia, vários "pokéstops" estão situados em templos, gerando críticas.


(Arquivo) Um homem joga Pokémon Go em Mumbai, no dia 28 de julho de 2016 Foto (AFP/Arquivos)
Um advogado indiano solicitou, nesta quarta-feira, a um tribunal do estado de Gujarat da Índia (oeste) a proibição do jogo Pokémon Go, porque poderia, segundo ele, ofender os vegetarianos ao oferecer ovos virtuais como recompensa.
O popular aplicativo de realidade aumentada atenta contra as convicções hinduístas e jainistas, alguns dos quais não consumem carne nem produtos de origem animal, defendeu o advogado Nichiket Dave em um tribunal de Ahmedabad, no estado de Gujarat.
Os ovos, que são obtidos em alguns portais chamados "pokéstops", contém pokémons em seu interior, que explodem quando o jogador caminha um certo número de quilômetros.
Os pokéstops aparecem no mapa do mundo real, no qual estão espalhados por todas as partes.
A localização dos portais, às vezes incongruente, provocou várias polêmicas. Uma recente atualização os eliminou dos memoriais de Hiroshima e do Holocausto em Berlim.
Na Índia, onde ainda não se pode baixar o aplicativo oficialmente, vários pokéstops estão situados em templos. Contudo, qualquer alimentação não vegetaria é proibida nos recintos sagrados.
"Oferecer ovos nos templos, inclusive no mundo virtual, é altamente discutível e equivale a uma blasfêmia", declarou Dave à AFP após uma breve audiência.
A Justiça indiana solicitará agora aos governo dos estado de Gujarat e da Índia, assim como aos criadores do jogo, que respondam a estas acusações.

AFP

Usher recebe estrela na Calçada da Fama

O cantor, de 37 anos, ganhou oito prêmios Grammy e vendeu mais de 65 milhões de álbuns.


O cantor levou os filhos para a cerimônia em Hollywood

O cantor levou os filhos para a cerimônia em Hollywood
O cantor de R&B Usher recebeu nessa quarta-feira (7) uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood, a 2.588, e pediu com humor que seus fãs a visitem regularmente, para que ela mantenha o brilho.
Estavam presentes Stevie Wonder, will.i.am, dos Black Eyed Peas, e o produtor americano Harvey Weinstein.
"É graças a todos vocês que hoje estou aqui. É graças a vocês que esta estrela brilhará aqui e - é sua responsabilidade - vir sempre que puderem e fazer minha estrela brilhar", brincou. "É o mínimo que posso pedir, já que vão caminhar sobre ela!".
O cantor, de 37 anos, ganhou oito prêmios Grammy e vendeu mais de 65 milhões de álbuns. Entre seus hits figura "Can U Get Wit It", "U Remind Me" e "U Don't Have To Call".

AFP

Grupo faz vaquinha para pagar inscrição da Fuvest de alunos pobres e pretos

Até a última terça-feira, grupo havia arrecadado entre R$ 7 mil e R$ 8 mil para ajudar cerca de 70 candidatos. Inscrições terminam nesta quinta.

Por G1
08/09/2016 às 06:01 · Atualizado há 4 horas
O coletivo Ocupação Preta, que reúne estudantes da Universidade de São Paulo (USP) e defende maior inclusão de jovens pretos e pobres na instituição, vem fazendo uma série de eventos para arrecadar dinheiro e poder ajudar cerca de 70 candidatos da Fuvest 2017 que não conseguiram receber a isenção da taxa de inscrição, e não têm dinheiro para pagar os R$ 160 necessários para fazer o vestibular. Até a terça-feira (6), o grupo tinha arrecadado entre R$ 7 mil e R$ 8 mil, ou cerca de 75% do valor necessário para ajudar 70 pessoas.
As inscrições podem ser feitas até esta quinta-feira (8) pelo sitewww.fuvest.com.br. O boleto, que deve ser gerado até esta quinta, precisa ser pago até o fim do expediente bancário desta sexta-feira (9).
“A ideia surgiu porque conhecíamos algumas pessoas que não conseguiram a isenção. E elas seriam impedidas de prestar o vestibular. Se formos somar todas as taxas dos principais vestibulares de São Paulo, chega a quase R$ 500”, diz Andreza Delgado, estudante da USP e participante do coletivo Ocupação Preta.
Andressa diz que o coletivo já recebeu mensagem de cerca de 70 pessoas que não conseguiram a isenção da taxa e deixariam de fazer as provas por não pode pagar a taxa.
No fim de agosto, o grupo promoveu uma festa beneficente com entrada gratuita e uma caixa de doações. "A gente tem feito diversas ações, desde vaquinha online até cervejadas", afirmou a estudante. Nesta terça-feira (6), foi realizada mais uma cervejada e, nesta quinta, o grupo promove outro evento beneficente.
No Facebook, a página "Por que a USP não tem cotas?", ligada ao coletivo, e que debate a questão da inclusão de estudantes negros na instituição, começou uma campanha para receber doações pela internet.
Movimento preto na USP lança vaquinha para ajudar estudantes pobres a pagar a taxa da Fuvest (Foto: Reprodução/Facebook)
Movimento preto na USP lança vaquinha para ajudar estudantes pobres a pagar a taxa da Fuvest (Foto: Reprodução/Facebook)

Meta para o Ideb de 2015 é cumprida apenas no início do ensino fundamental

Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil
Resultado de imagem para educação fundamentalA meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) estabelecida para 2015 foi cumprida apenas nos anos iniciais do ensino fundamental, etapa que vai do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. O ensino médio tem a situação mais crítica, com o índice estagnado desde 2011. Os dados foram divulgados hoje (8) pelo Ministério da Educação (MEC).
O Ideb é um indicador de qualidade dos ensinos fundamental e médio. O índice avalia a qualidade do ensino no país, com base em dados sobre aprovação e desempenho escolar obtidos por meio de avaliações do MEC. Desde a criação do indicador, foram estabelecidas metas que devem ser atingidas a cada dois anos por escolas, prefeituras e governos estaduais.
Nos anos iniciais do ensino fundamental, a meta é cumprida desde 2005, quando o índice começou a ser calculado. Para 2015, a meta estipulada é de 5,2. A etapa alcançou 5,5. Nos anos finais do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, a meta foi descumprida pela primeira vez em 2013. Em 2015, o índice esperado de 4,7 também não foi alcançado. A etapa registrou um Ideb de 4,5.
No ensino médio, a meta não apenas não é alcançada desde 2013, como está estagnada em 3,7 desde 2011. A meta estabelecida para 2015 é de 4,3. "O Brasil está mal e vai se distanciando das metas fixadas pelo segundo Ideb consecutivo, lamentavelmente", disse o ministro da Educação, Mendonça Filho.
Em relação ao cenário brasileiro de toda a educação básica, o ministro afirmou que não se trata de um quadro que se possa celebrar. "As metas fixadas para o ensino fundamental e médio não são metas que possam ser caracterizadas como ousadas ou excesso. Todos sabem que o Brasil está distante de educação de qualidade".
Nos estados
Nos anos iniciais do ensino fundamental, apenas três estados não cumpriram em 2015 as metas previstas para as unidades federativas: Amapá, Rio de Janeiro e Distrito Federal.
Nos anos finais, apenas cinco estados cumpriras as suas metas: Pernambuco, Amazonas, Mato Grosso, Ceará e Goiás.
Já no ensino médio, Amazonas e Pernambuco cumpriram a meta para a etapa consideradas as escolas públicas e privadas. Considerando apenas as escolas públicas, além dos dois estados, Goiás e Piauí atingiram suas metas.
Ensino médio
Mendonça Filho destaca a etapa como uma das mais críticas da educação básica. Ele destacou que a reforma do período é uma das prioridades do governo. Segundo o ministro, caso o projeto de lei 6480/2013, que está em tramitação no Congresso Nacional não seja vota ainda este ano, ele solicitará ao presidente Michel Temer, a edição de uma Medida Provisória que faça mudanças na etapa a fim de torná-la mais atraente para os jovens, incluindo a maior aproximação com o ensino técnico e a flexibilização do currículo.

Dia Internacional da Alfabetização é celebrado hoje

Brasil ainda tem 13 milhões de analfabetos; Dia Internacional da Alfabetização é promovido pela ONU

Da redação, com Rádio Vaticano
Resultado de imagem para alfabetização
Nesta quinta-feira, 8, é celebrado o Dia Internacional da Alfabetização, promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

No Brasil, de acordo com a ONU, o analfabeto é, na sua maioria, nordestino, negro, com baixa renda e com faixa de idade entre 40 e 45 anos.
Nos últimos 14 anos, a taxa de analfabetismo caiu 4,3%. Todavia, os dados mais recentes do IBGE revelam que 8,3% da população com mais de 15 anos é analfabeta. Este percentual representa aproximadamente 13,2 milhões de brasileiros.
Em zonas rurais, os dados do programa chamado “Educação para Todos”, da UNESCO, revelou que este índice chega a 25%.

Alfabetização

A alfabetização pode ser definida como “um processo no qual o indivíduo absorve a gramática e as variações da língua. Esse processo não se resume apenas na aquisição de habilidades mecânicas de saber ler e escrever, mas na capacidade de interpretar, compreender, criticar, dar significado e produzir conhecimento.
Todas essas capacidades só serão concretizadas se os alunos tiverem acesso aos materias didáticos. O aluno precisa se deparar com os usos sociais da leitura e da escrita.

Linguagem

A alfabetização envolve também o desenvolvimento de novas formas de compreensão e de uso da linguagem de maneira geral.
A alfabetização de um indivíduo promove sua socialização, mediante o estabelecimento de novos tipos de intercâmbios com outros indivíduos, o acesso aos bens culturais e às facilidades oferecidas pelas instituições sociais.
A alfabetização é um fator propulsor do exercício consciente da cidadania e do desenvolvimento da sociedade como um todo.

Congresso Internacional discute a problemática da violência e busca alternativas para o tema

Terá início hoje (8) e segue até sábado (10), o  1° Congresso Internacional sobre Violência, Polidez, Mediação de Conflitos e Acesso à Justiça (I CIVIP). O evento é realizado pelo Centro Universitário Estácio do Ceará em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal (UFC), Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Estadual do Ceará (UECE), e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

O congresso, que será realizado no Anexo da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, tem como objetivo discutir o problema da violência a partir de perspectivas multi e transdisciplinares entre Linguística, Literatura, Psicologia, Direito e áreas afins. Além disso, apontar atitudes e ações que visem não somente a conscientização, mas, também, o enfrentamento de situações relativas à insegurança, e buscar alternativas para um melhor gerenciamento do problema.
Terá início hoje (8) e segue até sábado (10), o  1° Congresso Internacional sobre Violência, Polidez, Mediação de Conflitos e Acesso à Justiça (I CIVIP). O evento é realizado pelo Centro Universitário Estácio do Ceará em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal (UFC), Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Estadual do Ceará (UECE), e da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).
O Evento
No CIVIP, os temas serão discutidos por meio de palestras, mesas-redondas, e sessões deposters. Na conferência de abertura, nesta quinta-feira (8), às 20h30, o secretário estadual da Justiça e Cidadania, Hélio Leitão, falará sobre “Violência, Criminalidade e Resposta Penal: Uma Visão Crítica”.

Na sexta-feira (9), às 8h30, será realizada a conferência magna, ministrada pelo pesquisador de Linguística Cognitiva da Universidade de Bordeaux Montaigne (França), Jean-Rémi Lapaire, que discutirá a “A Gramática verbal e não verbal da violência na prisão. Revisitando o Experimento de Stanford”.

Já no sábado (10), o encerramento acontecerá às 8h30, com a conferência “A Cortesia/Polidez Ritual e a Cortesia/Polidez Estratégica: armas contra a agressividade e violência verbais”, realizada pela professora da Universidade Aberta de Lisboa (Portugal), Isabel Seara.

Serviço:
1° Congresso Internacional sobre Violência, Polidez, Mediação de Conflitos e Acesso à Justiça
Data: De 8 à 10 de setembro de 2016
Local: Anexo da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará
Endereço: Rua Barbosa de Freitas, 2674 – Aldeota
 civip2016.com