Destaque

Choram porque amam

Padre Geovane Saraiva* Como é bom rezar e colocar em primeiro lugar o mistério da redenção! Nem sempre, porém, sabemos rezar e nem d...

20 de julho de 2016

Desempregado, homem leva família para morar em barraco na mata

Manobrista diz que não tinha mais como pagar aluguel: 'Ficou meio difícil'. Moradores de Pederneiras passaram a ajudar família de sete pessoas.


Após ficar desempregado, sem condições de pagar aluguel, um manobrista decidiu levar sua família para morar em uma mata em Pederneiras (SP). Adalcino Alves Nunes e sua mulher limparam a área de mata nativa a machadada, cercada por canaviais, para poder levantar um barraco.
Fogão da casa é à lenha (Foto: Reprodução / TV TEM)
Fogão da 'casa' é à lenha
(Foto: Reprodução / TV TEM)
Adalcino é de Novo Cruzeiro, em Minas Gerais, e veio com a família para o interior paulista em busca de uma vida melhor. O manobrista conseguiu serviço com carteira assinada, mas devido à crise foi demitido e então começaram os problemas. Ele está recebendo o seguro-desemprego, mas conta que desembolsar R$ 350 por mês ficou pesado para morar na cidade.
“Eu estava recebendo seguro, achei que ia conseguir serviço ou até mesmo um bico para poder pagar aluguel, mas como ficou meio difícil, não conseguimos nem o bico, nem o emprego, a gente acabou pagando os três meses e saímos fora. Senão o dono ia pedir a casa, a gente não ia ter dinheiro para pagar o aluguel”, conta Adalcino.
A mata fica na zona rural de Pederneiras a uma distância aproximada de 5 quilômetros da cidade. Nos últimos dias, essa mata se tornou o abrigo da família que está sem condições de pagar aluguel na área urbana. Adalcino levantou o barraco de um único cômodo com pedaços de um guarda-roupa que ganhou de doação. O chão é de terra, o espaço abriga só as camas. A casa não tem forro e quando chove entra água dentro. O fogão é à lenha.
Georgia Gonçalves de Oliveira, esposa de Adalcino, conta que eles não tinham mais condições financeiras de ficar na cidade. “Está difícil porque comprar coisas para as crianças a gente não pode. A gente levantava de manhã, às vezes não tinha nem um pão para meus meninos comerem. Eles pediam, a pequenininha falava: o que tem para eu comer? Tinha hora que tinha o café, o açúcar, tinha hora que não tinha, não dava para comprar.”
Chuva entra no barraco (Foto: Reprodução / TV TEM)
Chuva entra no barraco
(Foto: Reprodução / TV TEM)
A situação deles foi divulgada nas redes sociais e ganhou repercussão. Os moradores de Pederneiras passaram a ajudar levando alimentos, roupas e solidariedade.
O motorista Adam Silva, doou uma caixa d'água. E o mais importante, dia sim, dia não, tem trazido galões cheios para abastecer a família. “Eu trago da minha casa para ele, em uma carretinha de moto e puxo para ele aqui.”
A família já recebeu a visita de representantes da Secretaria de Assistência Social que se comprometeram a ajudar, mas o que Adalcino mais precisa no momento é de um emprego fixo e de uma casa própria, afinal a área onde ele está morando provisoriamente, de acordo com a prefeitura de Pederneiras, pertence ao estado. “Eu gostaria de ter uma chance de voltar a ter um emprego."
Família de sete pessoas está morando no meio da mata (Foto: Reprodução / TV TEM)Família de sete pessoas está morando no meio da mata (Foto: Reprodução / TV TEM)

Garry Marshall, diretor de 'Uma linda mulher', morre aos 81 anos

Conhecido por comédias românticas, ele teve complicações de pneumonia. Cineasta também fez 'Noiva em fuga', 'Diário de princesa' e série 'Happy days'.

Do G1, em São Paulo

Shirley MacLaine, Emma Roberts, Garry Marshall e Julia Roberts, em imagem de fevereiro de 2008 (Foto: Matt Sayles / Arquivo / AP Photo)A partir da esquerda: Shirley MacLaine, Emma Roberts, Garry Marshall e Julia Roberts, em imagem de fevereiro de 2008 (Foto: Matt Sayles / Arquivo / AP Photo)
O cineasta americano Garry Marshall, diretor "Uma linda mulher" (1990), morreu nesta terça-feira (19), em Burbank, Califórnia, Estados Unidos, aos 81 anos, de complicações de pneumonia, informou sua agente, Michelle Bega.

Conhecido ainda por comédias românticas como "Um salto para a felicidade" (1987), "Noiva em fuga" (1999), "Diário de princesa" (2001) e a sequência "Diário de princesa 2: Casamento real" (2004), Marshall também criou um clássico da TV americana, a série de TV "Happy days", exibida entre 1974 e 1984.

Mas o principal trabalho do diretor foi mesmo "Uma linda mulher", espécie de conto de fadas ambientado nos anos 1990 que transformou Julia Roberts na "namoradinha da América" e estabeleceu Richard Gere de vez como um dos grandes galãs de Hollywood. Para muitos, é a comédia romântica por excelência.
"Julia era jovem mas não tinha medo", lembrou Marshall certa vez. "Vê-la crescer foi um dos meus grandes prazeres."
O filme arrecadou US$ 463 milhões de bilheteria e abriu as portas do estrelato para a atriz, que conquistou o Globo de Ouro e sua segunda indicação ao Oscar após "Flores de aço" (1989).
O filme conta como um bem-sucedido e multimilionário advogado se apaixona por uma prostituta, uma história de amor que foi entendida como uma reinvenção do conto clássico da Cinderela.
Outros filmes
Nos últimos anos, Garry Marshall "Idas e vindas do amor" (2010), "Noite de ano novo" (2011) e o recente "O maior amor do mundo" (2016), que estreou em abril.

Outros de seus trabalhos mais importantes foram "Médicos loucos e apaixonados" (1982), sua estreia como diretor de cinema, "Amigas para sempre" (1988), "Flaming Kid" (1986), "Nada em comum" (1986) e "Frank & Johnny" (1991).  
Marshall se caracterizou por contar quase sempre em seus filmes com o ator Héctor Elizondo, que considerava seu amuleto da sorte.
Nos Estados Unidos, deixou também marca com "Happy days", muito popular entre o início dos anos 1970 e o início dos anos 1980, com personagens inesquecíveis como "The Fonz" (Harry Winkler), um fenômeno cultural da época.
Marshall desenvolveu e criou 14 séries e produziu mais de 1 mil episódios para TV. Conseguiu cinco indicações ao Emmy e entrou para o Hall da Fama da Academia das Artes e as Ciências da Televisão em 1997.
O diretor repetiu o sucesso de "Uma linda mulher" apostando mais uma vez em Julia Roberts e Richard Gere em "Noiva em fuga" quase uma década depois, outra comédia romântica que arrecadou mais de US$ 300 milhões em todo o mundo.
Na reta final de sua carreira, Marshall apostou na fórmula de reunir um elenco repleto de estrelas em filmes que giravam em torno de uma data popular como "Dia dos namorados", "Ano novo" e "Dia das mães", que lhe renderam críticas negativas, mas se revelaram obras atrativas para o público.
Irmão da também cineasta Penny Marshall, Garry Marshall estava casado com Barbara Sue Marshall desde 1963 e tinha três filhos e seis netos.
No Twitter, Henry Winkler, de “Happy days”, se despediu: “Obrigado por minha vida profissional”.
Julia Roberts ficou mundialmente famosa como a prostituta Vivian, de 'Uma Linda Mulher' (Foto: Divulgação)Julia Roberts ficou mundialmente famosa como a prostituta Vivian, de 'Uma linda mulher' (Foto: Divulgação
)

Famosos reclamam após o bloqueio do WhatsApp nas redes sociais

A suspensão foi determinada nesta terça-feira, 19, pela juíza de fiscalização da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro, Daniela Barbosa Assunção de Souza

Os famosos se manifestaram nas redes sociais após a suspensão do aplicativo
Com o bloqueio do WhatsApp pela terceira vez, determinação da juíza de fiscalização da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro, Daniela Barbosa Assunção de Souza, os famosos foram às redes sociais reclamar da suspensão do aplicativo. 

A apresentadora Luciana Gimenez foi a primeira a reclamar. "Começou o bloqueio do WhatsApp", declarou. Em seguida, a ex-BBB16 Munik, e campeã da última edição, também se manifestou. "Cara ficar sem WhatsApp não dá, meu Deus, o que eu vou fazer da minha vida agora? Eu fico o tempo todo no WhatsApp, minha vida é o WhatsApp", escreveu. 

O padre Fabio de Melo escreveu: "Estou aqui fazendo os últimos contatos antes do bloqueio. Até feliz natal eu já desejei". O promoter David Brazil disse que viver sem WhatsApp é difícil e que atrapalha os trabalhos. 

Redação O POVO Online

Supremo vai decidir se WhatsApp pode ser obrigado a liberar dados de usuários

Ações chegaram ao tribunal no ano passado, após as primeiras decisões que bloquearam o aplicativo.A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, que liberou nesta terça-feira (19) o funcionamento do aplicativo de troca de mensagens WhatsApp não acaba com a polêmica sobre a obrigatoriedade da liberação de dados de usuários para investigações criminais. A questão somente será discutida no julgamento definitivo de duas ações nas quais o PPS e o PR pedem que o bloqueio do serviço seja proibido.

As ações chegaram ao tribunal no ano passado, após as primeiras decisões que bloquearam o aplicativo. Ainda não há data para a análise da questão pelo plenário da Corte.

Na decisão proferida nesta terça, Lewandowski não entrou no mérito da discussão e disse que o assunto "constitui matéria de alta complexidade técnica" e deve ser decidida definitivamente. Para o ministro, a decisão da Justiça do Rio de Janeiro foi desproporcional, ao estender a todo o país o bloqueio do aplicativo.

"Assim, nessa análise perfunctória [superficial], própria das medidas cautelares, entendo que não se mostra razoável permitir que o ato impugnado prospere, quando mais não seja por gerar insegurança jurídica entre os usuários do serviço, ao deixar milhões de brasileiros sem comunicação entre si", decidiu o ministro.

O bloqueio do WhatsApp foi determinado nesta terça pela juíza Daniella Barbosa Assumpção de Souza, da 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense (RJ). Na decisão, a magistrada alegou que o aplicativo descumpriu decisão judicial de interceptar mensagens postadas para uma investigação criminal. Essa é a terceira vez que o WhatsApp é suspenso no país.

Após a decisão, o Facebook, que é proprietário do aplicativo WhatsApp, alegou que não poderia cumprir o bloqueio porque as mensagens são criptografadas e, portanto, inacessíveis. Desde abril deste ano, o WhatsApp começou a adotar o recurso de segurança chamado criptografia de ponta-a-ponta.

Agência Brasil

Um tour virtual pela Capela Sistina

Este é talvez o mais famoso edifício de toda Cidade do Vaticano, ao lado da Basílica de São Pedro. É também parte da residência papal oficial (essa que Francisco abriu mão de ocupar), o Palácio Apostólico. Hoje, graças à colaboração entre o Vaticano e a Universidade americana de Villanova, na Pensilvânia, a Capela Sistina pode ser visitada online clicando aqui.
Enquanto a obra mais famosa da capela é uma das obras-primas de Michelangelo Buonarroti (a bem conhecida composição de mais de doze mil quadrados, que vai do Livro do Gênesis ao Juízo Final), também as paredes da capela estão cobertas com peças de Rafael Sanzio, Bernini e Botticelli.

Em um passeio regular a pé, considerando a quantidade de visitantes que enchem a entrada e fazem fila para ter acesso à Capela, mal se tem tempo de desfrutar de cada um dos detalhes dessas obras-primas. Não estamos dizendo que a experiência online supera a de estar lá, mas oferece a valiosa possibilidade de parar, sem um guia apressando seu passo e sem dor no pescoço, e observar aspectos que, caso contrário, poderiam passar despercebidos.

Aleteia

África do Sul testará vacina contra HIV

Da Agência Sputnik Brasil
Os testes de uma nova vacina contra o HIV (sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana, causador da Aids) vão começar este ano na África do Sul, depois de ensaios preliminares em 2015 terem mostrado resultados promissores.
A vacina experimental veio depois de um medicamento similar, chamado RV144, ter sido testado na Tailândia em 2009. Este foi o primeiro sucesso depois de anos de tentativas para criar uma vacina. Um ano após os testes de 2009, a eficácia da RV144 foi avaliada com 60%. No entanto, após três anos e meio de vacinação, a eficácia caiu para cerca de 31%.
A vacina anterior foi modificada para aumentar a resposta imunitária do organismo. Os pesquisadores também a modificaram para lidar com uma estirpe do HIV endêmico ao continente africano.
Cerca de 250 pessoas participaram do teste preliminar de HVTN100 em 2015. Neste ano, a vacina será testada em 5.400 pessoas, em quatro cidades na África do Sul, e continuará por três anos.
“Esperamos que este possa ser o primeiro regime de vacinação oficial no mundo”, declarou hoje (20) Gail Bekker, vice-diretor do Centro de HIV, e presidente eleito da Sociedade Internacional de HIV. “Vamos ter uma vacina para combater [a epidemia de HIV]”.
Os pesquisadores advertem, no entanto, que uma vacina por si só não será suficiente para fornecer proteção contra a doença, sendo necessário manter as medidas existentes, incluindo prevenção, tratamento e intervenção social.

Partidos já podem escolher candidatos para eleições 2016

A partir de hoje, estão liberadas as convenções para escolher candidatos que disputarão eleições em outubro

Agência Brasil
A partir desta quarta-feira, 20, os partidos políticos poderão realizar as convenções partidárias para escolher os candidatos que vão concorrer às eleições, em outubro, para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. As convenções poderão ser feitas até o dia 5 de agosto.
Segundo o Tribunal Superior Eeleitoral (TSE), a data para a realização das convenções mudou com a Lei 13.165/2015, conhecida como Reforma Eleitoral de 2015. Antes da legislação, as convenções eram feitas entre os dias 10 a 30 de junho do ano em que ocorre a eleição.
Também a partir desta quarta-feira, juízes que forem cônjuges ou parentes de candidatos não poderão exercer algumas funções. Segundo o Código Eleitoral, desde a homologação da convenção partidária até a diplomação do candidato, “e nos feitos decorrentes do processo eleitoral, não poderão servir como juízes nos tribunais eleitorais, ou como juiz eleitoral, o cônjuge ou o parente consanguíneo ou afim, até o segundo grau, de candidato a cargo eletivo registrado na circunscrição”.
De acordo com o TSE, pai, mãe e filhos são considerados parentes consanguíneos em primeiro grau. Já irmãos, avós e netos são de segundo grau. São considerados parentes por afinidade em primeiro grau sogro, sogra, genros e noras e de segundo grau, padrasto, madrasta, enteados e cunhados.