Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 6, 2018

A biblioteca brasileira de futebol

Twitter Considerando a importância do futebol para a cultura brasileira, até que há poucos livros que tratam do tema no país. Por isso, o EL PAÍS preparou uma lista com o que há de melhor de novos e velhos clássicos que tratam do esporte nacional, seja em crônicas, quadrinhos, história, jornalismo, ensaios ou jornalismo. Aproveite em quanto é Copa do Mundo para ler alguns dos livros abaixo. À Sombra das Chuteiras Imortais Nelson Rodrigues (Companhia das Letras) Quando o assunto é futebol, talvez esse seja o livro mais importante já lançado no Brasil. Coletânea de crônicas publicadas por Nelson Rodrigues entre 1955 e 1970, À Sombra das Chuteiras Imortais pega a transformação do Brasil no futebol, quando o país passa do trauma do Maracanazo de 1950, quando perdeu a final da Copa para o Uruguai em pleno Rio de Janeiro, para ser a seleção mais badalada do mundo, tricampeã com títulos em 1958, 1962 e 1970. É neste volume, que está, aliás, a famosa crônica que fala do “comp…

O casamento da literatura com a vida

Por Objetivo Sorocaba Há quem diga que a literatura é desconectada da vida real. Para essas pessoas, os livros são, na melhor das hipóteses, passatempos úteis para não enlouquecermos com o turbilhão do cotidiano. Tanto é assim que, muitas vezes, leitores vorazes são encarados como sujeitos que vivem no mundo da lua. Mas, se pararmos para observar, a literatura está firme e forte, entre nós. Basta pensar em algumas palavrinhas que costumamos usar para descrever algumas situações. Dois exemplos: “Kafkiano”. Vem de Franz Kafka, autor de “A metamorfose”, “O castelo”, “O processo” e várias outras narrativas curtas ou longas. Dizem que Kafka soube, como ninguém, descrever o absurdo do século XX. Muitos de seus textos mostram personagens sufocadas por mecanismos absurdos de autoridade. O problema é que esses mecanismos absurdos de autoridade funcionam com padrões de normalidade para quem não é triturado por eles. Nessas horas, nunca é demais se lembrar do nazismo e do stalinismo, regimes qu…

Vaidade

Gonzaga Mota* Smith, homem de meia-idade, boa aparência, possuidor de recursos econômicos herdados do genitor, graduado - com dificuldade - em Ciências Sociais, era extremamente vaidoso. Apesar de casado, procurava ter relacionamentos com moças bonitas e, enganando-as, fazer viagens românticas. Não se dedicava ao trabalho, vivendo ou "vegetando" de rendas auferidas sem esforço. A rigor, mau caráter, pois sua vida era dominada por sentimentos oriundos da vaidade, tais como a inveja, a calúnia, o ódio, a ambição, o orgulho etc. Por não possuir um interior sadio e consistente, não se importava com o mundo exterior. Coitado do Smith! Não percebia que a vaidade de hoje é a ilusão da grandeza que se transformará em sofrimento amanhã. Pois bem, como sempre vivendo de aventuras irresponsáveis, procurou o seu "melhor amigo" para pedir uma opinião. Desejava se candidatar a um cargo no Legislativo federal e gostaria de saber de Pedro Luiz se era uma boa ideia. Ao ouvir a perg…

O que você precisa saber sobre a CNH digital no Ceará

A emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital passou a ser obrigatóriaa partir de 2 de julho, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Detran do Ceará já disponibiliza gratuitamente o documento.  O documento poderá ser apresentado aos agentes de trânsito no lugar da CNH tradicional, de papel, que segue sendo emitida e válida. A intenção é dar maior mobilidade e praticidade aos usuários. A modernidade pode livrar o condutor de uma multa de R$ 88,38 e três pontos na carteira, além de retenção do veículo até apresentação da CNH, caso seja parado numa blitz e esteja sem o documento de papel. No Ceará, o serviço começou a ser oferecido em junho. De então, pelo menos 1000 habilitações já foram emitidas durante a fase de teste do sistema. A CNH é um documento de identificação pessoal, válido em todo o território nacional. Com a implantação da versão digital, passa a ser o primeiro documento de identificação digital no País.  E como funciona a CNH digital? O motorista terá de…

Blog Leituras da Bel comemora aniversário com festa literária

Os amantes da literatura já podem se programar: no sábado, 14, é dia de festa do blog Leituras da Bel! O suplemento parceiro do O POVO Online completa dois anos e preparou um evento especialmente para comemorar a data. Das 10 às 18 horas, na Livraria Lamarca, no bairro Benfica, acontecerá a Festa Literária do Blog Leituras da Bel (FliBel) com entrada gratuita. Entre os destaques do evento, está o lançamento do “Manual de Estilo e Criação Literária com a artesã Lygia Bojunga”, de Vera Passos. Outro lançamento importante será o da nova edição de “Boca de Cachorro Louco”, de Kah Dantas. A Festa também vai receber uma edição especial do “Mesa Branca”, projeto onde ilustradores fazem obras durante o evento que podem ser adquiridas pelo valor que o público quiser ou puder pagar. A produção é de Ramon Cavalcante e as ilustradoras serão Fernanda Meireles e Jéssica Gabrielle Lima. O evento também conta com debates, rodas de conversa e lançamentos de livros e fanzines. A Livraria também recebe…

Museu da Fotografia Fortaleza realiza oficina sobre conservação e preservação de acervos fotográficos

A necessidade de preservar a história é intrínseca ao ser humano. Pinturas rupestres são marcas do início dessa preocupação em deixar um registro de si, construir memórias, legados. Com o surgimento da prensa de Gutenberg a disseminação de informações aumentou, mas a durabilidade dos relatos não era efetiva - isso por conta do meio utilizado, o papel. Muitos teóricos da comunicação, como Harold Adams Innis, da Escola Canadense, destacaram em seus estudos o controle social de grandes nações advindo da manutenção e da preservação de suas informações. Pesquisadores da área vão mais longe e concluem que a existência de um grupo social se deve ao registro da memória. Por isso a importância de se resguardar arquivos. O Egito Antigo, assim como a Itália ou Grécia, são exemplos de nações que deixaram à mostra a força de suas tradições em monumentos até hoje existentes. A impressão no papel pode até chegar a lugares distantes, mas não resiste ao tempo. No caso das imagens, como documentos, as…