Postagens

Mostrando postagens de Março 16, 2020

Mauricio de Sousa lança “Caçadas de Pedrinho”, adaptação da obra de Monteiro Lobato

Imagem
Por Estadão Conteúdo

Em novo livro, Mauricio de Sousa coloca personagens de frente para o perigo em um livro mais "suave"; a nova versão é de autoria de Regina Zilberman
Dos livros de Monteiro Lobato que tanto encantaram Mauricio de Sousa quando ele começou a ler, "Caçadas de Pedrinho" não é o preferido. O criador da Turma da Mônica gosta mais de "Os Doze Trabalhos de Hércules". Não à toa, a história que ele recentemente lança coloca seus personagens dentro do Sítio do Picapau Amarelo e se conecta com uma memória de infância - algo que o diverte. Um dia perdido no passado, a tropa de burros da família trazia, da região de Mogi das Cruzes e Santa Isabel para São Paulo, ovos em cangalhas protegidos por palha de milho. No meio do caminho, eles se agitaram, corcovearam. No que pulavam, as cangalhas arrebentavam, e os ovos se quebravam. "Tinha uma senhora onça esperando por eles. Foi prejuízo total". O garoto ouviu a história como se tivesse aconteci…

CORONAVÍRUS

Imagem
Que o mundo é globalizado, ninguém duvida; e se duvidou, o coronavírus está aí para provar que, um acontecimento na China, nos EUA, na Itália, ou qualquer outro lugar, pode atingir o mundo inteiro, com uma rapidez impressionante. Vivemos num mundo sob o eterno e constante risco do efeito dominó: na moda, nas artes, no meio ambiente, na política, na economia e, infelizmente, nas questões de saúde. E não seria exagero dizer que, aquilo que atinge a um, pode atingir a mil, a um milhão, a um bilhão de pessoas. As notícias relacionadas à pandemia provocada pelo coronavírus assusta. E não é para menos. De início na China, os números de infectados aumentam a cada dia, agora, no mundo inteiro, com a estimativa de que 2/3 da população mundial seja contaminada pelo coronavírus. Nenhuma vacina ainda. Nenhuma pesquisa concreta e avançada sobre o assunto, a despeito dos esforços dos cientistas nesse sentido. Nos acalenta a esperança de que, em breve, a cura virá, os doentes diminuirão, as cidades con…

Obra do poeta e letrista Jorge Salomão é reunida em '7 em 1'

Imagem
Antologia mostra várias facetas do artista baiano radicado no Rio de Janeiro, que morrreu no último dia 9 O escritor baiano era um incansável defensor da cultura brasileiro (Rita Capell) Jovino Machado* MosaicalO olho do tempoCampo da AmérikaSonoroA estrada do pensamentoConversa de mosquitos e Alguns poemas e mais alguns são os sete livros do poeta e agitador cultural Jorge Salomão, reunidos no volume 7 em 1, pela Editora Gryphus. Essa é uma ótima oportunidade para os leitores de poesia que já conhecem a poesia do baiano e também para aqueles que querem conhecer, mas não encontram os livros nas livrarias. Com sua recente morte, esta antologia se faz ainda mais pertinente e necessária. A maior parte desses textos foram lançados ao longo do tempo em pequenas tiragens e só em 2019 foram reeditados. A poesia musical que se apresenta nessa bela antologia é também obra de um maravilhoso letrista que teve como parceiros Roberto Frejat, Nico Rezende, Guto Goffi, Dé e muitos outros. Sua…