Postagens

Mostrando postagens de Junho 1, 2015

Centenário de Dom Eliseu Simões Mendes

Imagem
Padre Geovane Saraiva* Domingo, dia 17, às 18 horas, missa em ação de graças – pelo centenário de nascimento de Dom Eliseu Simões Mendes, bispo auxiliar de Fortaleza (1950-1953). Paróquia de Santo Afonso – Parquelândia, Fortaleza – Ceará.

Hoje gostaria de agradecer a Deus por tudo. A Deus agradeço a própria existência e por Ele a todos, naqueles os quais muito devo. Hoje peço licença para dirigir-me de um modo todo particular a Dom Eliseu Simões Mendes, que foi bispo auxiliar de Fortaleza (1950-1953), bispo de Mossoró (1953-1960) e primeiro bispo da diocese de Campo Mourão PR (1960-1080). Tinha como sonho e ideal  perseguir a salvação do rebanho, e daí seu lema: Salus Gregis. Dom Eliseu nasceu aos 18 de maio de 1915 e faleceu em 02 de março de 2001, concluindo o entardecer de sua vida, com os últimos anos de dolorosa enfermidade, em sua terra natal, Feira de Santana - BA. São João da Cruz nos conforta nesse contexto, ao nos dizer que, “No entardecer da vida sereis julgados pelo o amor”.

Dom Oscar Romero ressuscitado no seu povo

Imagem
Padre Geovane Saraiva* A Igreja da América Latina e do Caribe produziu e ofertou incontáveis talentos à Igreja Universal no século XX, na sua vasta floresta, representada pelas comunidades dos que professam a fé em Jesus Ressuscitado, mesmo diante dos desafios, dores e angústias, mas na certeza de que Deus  fecundou-a  com  seu sangue e sua graça este continente, nos sonhos e nas esperança de seu povo. Um maravilhoso presente descido do céu, foi Dom Oscar Romero, bispo de São Salvador. Dom Oscar aprendeu com a paixão do Filho de Deus, a cobrir de véus o acidental e o efêmero, deixando em primeiro plano, apenas o mistério da Redenção, tal como disse Dom Helder Câmara. Deus no seu indizível mistério de amor escolhe pessoas generosas e corajosas, e as envia para realizar seu plano salvífico na história da humanidade, já antevendo o ápice, “fazendo novas todas as coisas” (cf. Ap 21, 5), na pessoa de Dom Oscar. Ele que soube andar com seu povo em todos os lugares , construindo o reino de D…

Centenário de Dom Eliseu Simões Mendes, a homenagem da Paróquia Santo Afonso - Fortaleza CE

Imagem
Nota
Heliomárzio Moreira*

O nome de Dom Eliseu Simões Mendes está ligado ao Estado do Ceará.  De 1950 a 1953 ele foi bispo auxiliar de Fortaleza, de 1953 a 1960, bispo de Mossoró e de 1960 a 1980, o primeiro bispo da diocese de Campo Mourão, no Paraná. O Paraná está em festa e este domingo, às 19h, encerra o ano do centenário do nascimento de Dom Eliseu na Catedral São José de Campo Mourão. Também estará sendo inaugurada uma estátua do primeiro bispo de Campo Mourão, em frente à catedral. Participarão da missa Maria José Mendes Daltro Borges (Zelita), sobrinha de Dom Eliseu, e sua filha Técia Borges, que moram em Feira de Santana, BA. A celebração será presidida pelo bispo diocesano Dom Francisco Javier Delvalle Paredes. Dom Eliseu nasceu aos 18 de maio de 1915 e faleceu em 02 de março de 2001 em Feira de Santana, na Bahia, sua terra natal.
Já bastante conhecido por trazer à memória do povo cearense os grandes cristãos brasileiros e sua importância para a nossa Igreja, Padre Geovane S…

Celebração da Paixão do Senhor na Paróquia de Santo Afonso - Parquelândia

Imagem
Pe. Geovane Saraiva Fortaleza - CE, 03/04/2015

A pedra angular é o bom pastor

Imagem
Padre Geovane Saraiva* Nas construções antigas, a pedra angular era tida como a pedra fundamental, a primeira a ser assentada na esquina do edifício, formando um ângulo reto entre duas paredes. Servia para definir a colocação das outras pedras e alinhar toda a construção. O edifício, o qual nos referimos por analogia, é Jesus Cristo, e que compreendido aos olhos da fé e também pela razão, é a pedra angular, aquela que os pedreiros rejeitaram (cf. Sl 117, 22), que por inúmeras vezes a Bíblia Sagrada se refere.
Ainda associando a ideia de edifício, ou de uma construção, nos vem a mente a Igreja como templo santo de Deus. No Antigo Testamento temos em Salomão a prefiguração de Cristo, ao edificar o templo como lugar por excelência de encontro com Deus. Naquele lugar sagrado guardava-se a Arca da Aliança, sinal límpido da presença do Senhor no meio do seu povo. O maravilhoso neste contexto inefável é perceber que o templo prefigura a Igreja, a Sião ou a Jerusalém Celeste, local no qual o Es…

Os carmelitas e as celebrações pelos 500 anos de nascimento de Santa Teresa

Imagem
Rádio Vaticana
Cidade do Vaticano (RV) -   Em 28 de março, o Papa Francisco abriu as celebrações pelos 500 anos de nascimento de Santa Teresa de Jesus, que se prolongarão ao longo de todo o ano de 2015. Santa Teresa foi beatificada em 1614, canonizada em 1622 e proclamada Doutora da Igreja por Paulo VI em 1970. O Frei Marcos Juchen Junior, natural de Bom Princípio, RS, ingressou na Ordem carmelita em 1965, quando tinha 12 anos. Ainda no encargo de Definidor-geral para toda América Latina e o Caribe e para alguns serviços em países na Europa, num total de 40 países, o carmelita gaúcho falou à Rádio Vaticano sobre Santa Teresa, as celebrações pelo quinhentos anos de seu nascimento, as sugestões para se ter Santa Teresa como Padroeira dos psicólogos, entre outros. Ouça: (from Vatican Radio)

NOSSO AMOR AO AMANHECER!

Imagem
Lu Couto* Minhas mãos trêmulas Procuram as suas, Para entrelaçadas ficarem Entre troca de olhares!
Meu olhar procura o seu... O seu procura o meu! Assim, abraçados ficamos, Sob a brisa fresca do amanhecer!
Raios de sol chegam E cumprimenta-nos... Enquanto deslizo minhas Suaves mãos em sua face!
À espera de um dia perfeito, Ao seu lado quero ficar... Descobrir recantos e lugares Numa loucura de te amar!
Ao seu lado quero estar... E conduzida por ti, Vislumbrar o dourado sol Feito sua pele, a me encantar!
O tempo não para... Voa... E eu continuo perdida no tempo, Da cor de sua pele, Dourada feito o sol!
Porque foges de mim Que aqui vivo a te esperar? A sua volta é sol a me aquecer, A cada manhã!
Sinto um fogo que queima-me, Por fora e por dentro, Incendiando meu corpo A cada ausência sua!
Longe de ti, eu sofro... Não quero que esta chama Que vem de dentro de mim, Se torne apenas em luz incandescente.
Que o nosso amor Seja como o sol ao amanhecer... Que retorne sempre renovado De uma nova fonte Em uma nova nascente!

O essencial do credo

Imagem
domtotal.comO mistério de Deus não é algo longínquo. Está presente no fundo de cada um de nós.Mesmo que vivamos cheios de dúvidas, não temos de perder a fé num Deus Criador e Pai. Ao longo dos séculos, os teólogos cristãos elaboraram profundos estudos sobre a Trindade. No entanto, bastantes cristãos dos nossos dias não conseguem captar o que tem que ver com as suas vidas essas admiráveis doutrinas.
Ao que parece, hoje necessitamos ouvir falar de Deus com palavras humildes e simples, que toquem o nosso pobre coração, confuso e desalentado, e reconfortem a nossa fé vacilante. Necessitamos, talvez, recuperar o essencial do nosso credo para aprender a vivê-lo com alegria nova.
"Creio em Deus Pai, criador do céu e da terra". Não estamos sós ante os nossos problemas e conflitos. Não vivemos esquecidos, Deus é nosso "Pai" querido. Assim O chamava Jesus e assim O chamamos nós. Ele é a origem e a meta da nossa vida. Criou-nos a todos só por amor, e espera a todos com coração …

Por que o papa sempre dirá 'não' aos gays?

Imagem
domtotal.comPor Andrea Tornielli O voto irlandês em que triunfou a maioria do “sim” a favor do casamento homossexual interroga a Igreja. O cardeal Pietro Parolin, “primeiro ministro” do Papa Francisco, definiu o resultado do referendo irlandês sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo como uma “derrota para a humanidade”. O arcebispo de Dublin, Diarmuid Martin, em entrevista ao La Stampa, comentou no calor das eleições o resultado da votação falando de uma “revolução cultural” e explicando que “a Igreja deve se perguntar quando começou esta revolução cultural e porque alguns em seu interior se recusaram a ver esta mudança”. O presidente da Conferência Episcopal da Itália, o cardeal Angelo Bagnasco, por sua vez, em uma entrevista ao jornal italiano La Repubblica, falou sobre a necessidade de um diálogo “sereno, sem ideologias” sobre estes temas e acrescentou que o resultado da votação irlandesa “faz interrogações sobre a nossa capacidade de transmitir às novas gerações os valores n…

A fé faz milagres, não negócios

Imagem
domtotal.comPor Mauro Pianta Uma fé autêntica, capaz de perdoar e aberta ao próximo. Pelo contrário, Jesus condena “o egoísmo espiritual” e a redução da religião a mero “negócio”. Devem ter cuidado todos aqueles que utilizam “as coisas de Deus para o próprio proveito”. Foi o que disse o Papa Francisco na manhã da sexta-feira 29 de maio na homilia da missa matutina na capela da Casa Santa Marta, segundo indicou a Rádio Vaticano. O Evangelho do dia propõe “três modos de viver” nas imagens da figueira que não dá frutos, nos mercadores do Templo e no homem de fé, disse Francisco. “A figueira – afirmou o Papa – representa a esterilidade, ou seja, uma vida estéril, incapaz de dar qualquer coisa. Uma vida que não frutifica, incapaz de fazer o bem”. “Vive para si: tranquila, egoísta, não quer problemas – prosseguiu. E Jesus maldiz a figueira porque é estéril, porque não fez nada para ajudar, que vive sempre para si mesma, para que não lhe falte nada. No fim, essas pessoas se tornam neuróticas…

Turismo social permite conhecer o mundo fazendo trabalho voluntário

Imagem
Projetos atuam em orfanatos, santuários de animais e aldeias rurais.  Tailândia, África do Sul, Peru, Índia e Moçambique são alguns destinos. Flávia MantovaniDo G1, em São Paulo
O oncologista Marcelo Aisen já conheceu nas férias vários destinos da Europa, dos Estados Unidos e da Ásia. Mas algumas de suas melhores lembranças de viagem com a família vêm de um lugar inusitado: uma aldeia rural sem luz elétrica nem água encanada em Moçambique. saiba maisCasal larga tudo para viajar à África e à Ásia conhecendo projetos sociais Em março deste ano, Marcelo embarcou para o país africano com a mulher e a filha adolescente em uma viagem de uma semana organizada por uma ONG internacional. Lá, eles ajudaram a pintar um centro comunitário, trocaram ideias com pessoas pertencentes a uma realidade muito diferente da sua e conheceram Fátima, uma criança de oito anos que a família apadrinha com suas doações há alguns anos. Selo Marcelo Aisen em Moçambique: Foi um dos melhores dias da minha vida (Foto: M…

Mais Visitadas

São Francisco Xavier

MEU PROFESSOR: MEU SUPER-HERÓI

LAMENTAÇÕES DE UM LÁPIS

Morre, aos 92 anos, a escritora Zibia Gasparetto

Uece pronta para seu maior evento cientifico e cultural: XXIII Semana Universitária