Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 26, 2017

Mulheres que venceram o câncer criam game para auxiliar crianças

Do G1 Desenvolvedores de Santos, no litoral de São Paulo, criaram um game para auxiliar crianças e familiares na luta contra o câncer infantil. A ideia do jogo surgiu da dona de uma produtora da cidade e da fundadora do Instituto Beaba. As duas tiveram câncer e sentiam a necessidade de levar informações sobre a doença de uma forma mais lúdica e leve para as crianças. No jogo, os personagens passam pelas fases do tratamento, de uma maneira clara, otimista e bem didática. Ludmilla Rossi, a fundadora da produtora de games Mukutu, recebeu o diagnóstico do câncer de língua no final de 2011. “Você recebe a notícia e é um susto. Vê que a doença é mais complexa do que parece. Tem uma série de tabus. Fiz o meu tratamento e vi que como a informação é importante para o paciente”, comenta. Ludmilla Rossi, a fundadora da produtora de games Mukutu (Foto: Arquivo/Mariane Rossi/G1) Paciente oncológica em remissão, ela conheceu Simone Mozzilli, sócia fundadora do Beaba, uma entidade sem fins lucrativos q…

Resultado do Prouni será divulgado em 6 de fevereiro

Por G1 26/01/2017 07h49 Atualizado há 3 horas As inscrições para a primeira edição de 2017 do Programa Universidade para Todos (Prouni) serão abertas na próxima terça-feira (31) e seguem até as 23h59 do dia 3 de fevereiro. O resultado da primeira chamada será divulgada no dia 6 de fevereiro. O edital foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26). O Ministério da Educação ainda não divulgou quantas bolsas serão oferecidas nesta edição. O programa distribui bolsas de estudo totais e parciais na rede particular de ensino superior de acordo com o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e situação socioeconômica da família do candidato. O início da inscrição foi adiado em um dia "por questões técnicas" segundo o Ministério da Educação. Somente poderá participar da disputa o candidato que tenha feito o Enem 2016, que tenha cursado o ensino médio completo na rede pública ou na privada, como bolsista. Só terão direito à bolsa integral, os candidatos com…

Justiça institui Pacto Federativo para Erradicação do Trabalho Escravo

O Ministério da Justiça instituiu o Pacto Federativo para Erradicação do Trabalho Escravo. De acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26), o pacto tem o objetivo de promover a articulação entre os entes federados nas ações voltadas para a área.
Até dezembro, será elaborado o novo Plano Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo. Os estados aderirão por meio das secretarias de Direitos Humanos e criarão, até o fim do ano, comissões e planos estaduais de erradicação do trabalho escravo.
O pacto terá um comitê de acompanhamento formado pelas secretarias de Direitos Humanos e Nacional de Justiça do Ministério da Justiça, Polícia Rodoviária Federal e Comissão Nacional de Erradicação do Trabalho Escravo.
Agência Estado

A história do bairro do grafite em Miami evocado por Doria em São Paulo

O bairro de Wynwood, em Miami, era até pouco tempo atrás um território hostil. Violência, drogas, armas, prostituição e gangues se sentiam confortáveis em um enclave não muito distante do centro de uma cidade que ainda tem na memória o estigma do crime e da corrupção, que a marcou na década de oitenta. Cinco anos atrás, Wynwood ainda era um desses lugares onde é melhor não entrar por engano. Hoje, mal restam vestígios desse passado sinistro, e a região está vivendo uma efervescência cultural, social e econômica quase sem comparação nos Estados Unidos. O milagre foi obra da arte de rua, das centenas de artistas que transformaram, e continuam transformando diariamente, a fisionomia antes deprimente de suas ruas, que se tornaram uma gigantesca pintura que salpica de cores vivas cada casa, cada loja, cada esquina. Wynwood, que abriga hoje o chamado bairro da arte de Miami, se tornou uma das principais atrações turísticas de uma cidade abençoada pelo clima e cujo máximo expoente cultural …

EUA: Aprovada lei que impede financiamento de abortos com dinheiro de impostos

(ACI).- aborto”, a qual proíbe permanentemente que o dinheiro dos impostos dos norte-americanos seja destinado à prática de abortos. A Câmara de Representantes (deputados) dos Estados Unidos aprovou ontem, por 238 votos contra 183, o projeto de lei HR-7, conhecido como “Lei de não financiamento do contribuinte ao  Segundo uma pesquisa de Marist Poll publicada em 23 de janeiro, 6 de cada 10 norte-americanos são contra financiar abortos com dinheiro de impostos. O novo projeto de lei, se finalmente for aprovado pelo Senado e assinado pelo presidente Donald Trump, também evitaria que os abortos sejam cobertos sob a Lei de Proteção do Paciente e Cuidado de Saúde Acessível, conhecido como “Obamacare”, a reforma de saúde promulgada pelo ex-presidente Barack Obama em 2010. Em um comunicado publicado ontem, Paul Ryan, presidente da Câmara de Representantes, sublinhou que “somos um Congresso pró-vida” e assinalou que o projeto de lei aprovado “protege a consciência dos contribuintes americano…

Alunos deixam de estudar no chão e ao relento em Moçambique

O governador da província moçambicana de Zambézia, Abul Razak, aproveitou a cerimônia de abertura do novo ano letivo para fazer um balanço do trabalho feito na melhoria das condições do sistema de ensino na região, que se traduziu na construção de mais de uma centena de salas de aula e aquisição de mobiliário para as equipar. 
«Só em 2016, construímos 113 salas de aulas apetrechadas com o respetivo mobiliário que serviram para 11.300 alunos do ensino primário, mas também foram edificadas outras infraestruturas escolares para o ensino secundário nos distritos de Alto Molócuè, Ile, Milange e Guruè havendo outras em construção na província», afirmou o responsável. 
Segundo Razak, o ano passado foram distribuídas também cerca de 30 mil carteiras pelas escolas da província, o que permitiu que 60 mil alunos do ensino primário deixassem de estudar no chão. Para este ano letivo, o governador prevê a contratação de 2.700 professores com formação psicopedagógica em várias áreas de especializaçã…

União Europeia vai ter plano para fechar rota migratória no Mediterrâneo

Da Agência Ansa A União Europeia apresentará no início de fevereiro um plano para fechar a chamada Rota do Mediterrâneo, por meio da qual milhares de imigrantes viajam em embarcações superlotadas da Líbia à Itália. O objetivo é ajudar a Líbia a controlar sua costa e suas fronteiras. As informações são da Agência Ansa. O projeto será divulgado pela alta representante para Política Externa da UE, a italiana Federica Mogherini, durante uma cúpula informal em Valeta, na capital de Malta. Entre os principais pontos da iniciativa, estará o treinamento da Guarda Costeira da Líbia e o fornecimento de meios navais para que o país africano tenha um papel central no controle de suas águas territoriais. É comum que navios europeus, sob coordenação da Guarda Costeira da Itália, realizem operações de resgate na costa da Líbia e levem os imigrantes para portos das regiões de Sicília, Calábria e Puglia, no sul da península. Se a Líbia assumir essa função, os deslocados externos passarão a ser levados de…

Bispos católicos saúdam decisão do Tribunal dos Direitos Humanos contra as «barrigas de aluguer»

Instância de justiça colocou a tónica na existência de «laços biológicos» entre pais e filhos Bruxelas, 26 jan 2017 (Ecclesia) - A Comissão dos Episcopados Católicos da União Europeia (COMECE) saudou a decisão do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos que sublinha a necessidade de “laços biológicos” na chamada “maternidade de substituição”. Numa reação enviada hoje à Agência ECCLESIA, a COMECE “saúda esta decisão e reforça a sua oposição à instrumentalização” das ‘barrigas de aluguer’. O Tribunal Europeu decretou que um casal que tenha um bebé com recurso à maternidade de substituição poderá não ver reconhecido o filho como seu, caso não existam “laços biológicos” com eles. A decisão surge depois um conflito legal na Itália, em que as autoridades decidiram retirar a um casal a custódia de uma criança nascida com recurso a “barriga de aluguer”, por considerarem que o caso estava “a violar as leis nacionais”. Na ótica do tribunal de Estrasburgo, esta decisão foi “legítima” e teve em con…