Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 29, 2018

Livro póstumo de Marielle Franco será lançado em Salvador em dezembro

O livro “UPP: A redução da favela a três letras: uma análise da política de segurança pública do estado do Rio de Janeiro”, escrito pela vereadora carioca Marielle Franco (Psol) - assassinada a tiros em março deste ano -, será lançado em Salvador e outras 19 cidades, no dia 8 de dezembro. Na capital baiana, o evento de lançamento acontecerá das 17h às 22h, na Casa Preta, situada no bairro do Dois de Julho, com entrada gratuita. O livro, que sai pela Editora N-1, é resultado da dissertação de mestrado defendida por Marielle na Universidade Federal Fluminense e tem prefácio assinado por Frei Betto.
Bahia Notícias

Autora de O Conto da Aia anuncia continuação do livro em 2019

A história, popularizada recentemente pela série The Handmaid’s Tale, terá sequência literária: The Testaments é o nome escolhido
A aclamada autora de O Conto da Aia, Margaret Atwood, anunciou que o livro terá sua sequência, mais de três décadas depois da publicação do original. A nova obra vai se chamar The Testaments (Os Testamentos, em tradução livre) e estará disponível, em inglês, a partir de setembro de 2019. A história se popularizou recentemente graças à adaptação televisiva The Handmaid’s Tale, produzida pelo serviço de streamingHulu. Vencedora de dois Globos de Ouro e oito Emmys, a série é estrelada por Elizabeth Moss e teve sua terceira temporada confirmada pela produtora. A trama do livro é retratada apenas no primeiro ano do seriado: a partir da segunda temporada, o roteiro é fruto da imaginação dos roteiristas. Segundo Atwood, o novo livro não terá, necessariamente, conexão com a situação retratada na série: a história, aliás, se passará 15 anos depois dos fatos mostrad…

FORUMDOC.BH.2018 exibe 65 filmes nacionais e internacionais

Evento também conta com mostra dedicada ao Cinema Brasileiro e de Afro-religiões. Atlântico Negro - Na rota dos orixás. (Divulgação)
Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte, que teve início no dia 22 de novembro e vai até 2 de dezembro, apresenta produções e temáticas diversificadas para debater questões em torno da relação entre cinema brasileiro e afro-religiosidade, bem como colocar em debate a realização recente através de suas mostras contemporâneas Brasileira e Internacional. Destaque para as sessões especiais que contarão com filmes premiados nacional e internacionalmente: Temporada (dirigido por André Novais Oliveira, Brasil, 113', 2018) e Chuva é cantoria na aldeia dos mortos (dirigido por João Salaviza e Renée Nader Messora, Brasil/Portugal, 114', 2018).
Dando continuidade ao seu tradicional escopo (exibir, debater e colocar em evidência produções que abordam diversas perspectivas autorais e culturais), o forumdoc.bh volta a apresentar uma pr…

Reggae entra para lista de Patrimônio Imaterial da Humanidade

O reggae é estilo musical jamaicano que conquistou fama em todo o planeta graças a artistas como Bob Marley. O reggae é estilo musical jamaicano que conquistou fama em todo o planeta graças a artistas como Bob Marley.Foto (AFP) O reggae, estilo musical jamaicano que conquistou fama em todo o planeta graças a artistas como Bob Marley, passou a integrar a lista de Patrimônio Imaterial da Humanidade, anunciou a Unesco nesta quinta-feira.
A decisão de incluir o reggae na lista foi tomada pelo Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco, reunido esta semana em Port-Louis, a capital das Ilhas Maurício.
"É um dia histórico", celebrou a ministra da Cultura da Jamaica, Olivia Grange, que viajou a Maurício para a oportunidade. "Destaca a importância de nossa cultura e nossa música, cujo tema e mensagem é amor, união e paz", afirmou em uma entrevista à AFP.
A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultu…

Tire os filtros; a realidade é muito melhor

Sem percebermos, colocamos a máscara do “católico” feliz, mas estamos alucinados como qualquer outra pessoa nas redes sociaisVivemos em um mundo “filtrado”, em que a maior parte do vemos são publicações de corpos perfeitos, em alguma ilha tropical. Posts cheios de hashtags sobre beleza e sempre patrocinado por uma marca de um produto caríssimo. Vislumbramos a mensagem de “vida perfeita” que as imagens transmitem e chegamos, por instantes, a acreditar que tudo é realidade. Dizemos para nós mesmos que sabemos que existe uma humanidade alucinada por trás de cada publicação. Mas, mesmo assim, somos enganados e chegamos a acreditar, por um instante, que somos os únicos que vivemos em crise, que as pessoas que seguimos nas redes sociais são, de alguma maneira, imundes. Por isso, nós também tentamos fazer com que nossos corpos sejam ideais e nossa alimentação, chamativa. Vamos logo mostrando para o mundo que não estamos alucinados, enquanto as capas de revistas – cheias de filtros – nos tra…