Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro 16, 2016

CONVITE: Lançamento revista Lounge/ O POVO

Lêda maria  CONVIDA OS AMIGOS Entre as minhas paixões duas se destacam: 1.O prazer de estar entre amigos. 2.A realização de projetos bonitos na área da Comunicação. Assim, AMANHÃ dia 17 de novembro, quinta-feira, a partir das 19horas terei a alegria de curtir os dois . Lançamos a revista LOUNGE, editada pelo jornal O POVO (juntamente com o colunista Lázaro Medeiros), e encontraremos você, para juntos brindarmos o afeto e o entusiasmo pela vida e pelo trabalho. Este convite é muito especial para este mês de novembro onde tudo fica mais azul, daí a festa linda que vai acontecer lá.  Vou esperar você.
LÊDA MARIA SOUTO Lançamento revista Lounge/ O POVO- Noite do dia 17, das 19  às 22horas                    Local: Shopping RioMar - Lounge Manhattan
2º piso - em frente a L´Occitane

Nº de hipertensos no mundo duplicou em 40 anos e passa de 1 bilhão

A quantidade de pessoas que sofrem de hipertensão no mundo duplicou nos últimos 40 anos, chegando a cerca de 1 bilhão, informa um estudo publicado nesta quarta-feira (16), o qual revela que a maioria vive em países em desenvolvimento, sendo metade delas na Ásia. Enquanto a hipertensão afetava principalmente os países ricos em 1975, a situação mudou de forma radical desde então, com um espetacular desenvolvimento do fenômeno em países de rendas baixa e média. Segundo o estudo publicado pela revista americana "The Lancet", a quantidade de hipertensos - ou seja, pessoas com pressão arterial superior a 140/90 mmHg - passou de 594 milhões, em 1975, para mais de 1 bilhão, em 2015, em consequência de um forte aumento do fenômeno na Ásia e na África. "A hipertensão é o principal fator de risco dos acidentes cerebrovasculares (ACVs) e das doenças cardiovasculares, matando 7,5 milhões de pessoas todo ano no mundo, principalmente nos países em desenvolvimento", afirma o princ…

Obra de Frida Kahlo nunca exposta vai a leilão por até US$ 2 milhões

A casa de leilões Sotheby's anunciou nesta terça-feira (14) que, na próxima semana, colocará à venda em Nova York o quadro "Menina com colar", uma obra da pintora mexicana Frida Kahlo que estava desaparecida há mais de seis décadas. Trata-se de um óleo sobre tela pintado pela artista mexicana em 1929, que a Sotheby's avalia entre US$ 1,5 milhão e US$ 2 milhões, e que será uma das joias do leilão de arte latino-americana previsto para o próximo 22 de novembro em sua sede nova-iorquina. "Sabia que a 'Menina com colar' existia desde 1988 porque vi uma foto do quadro em preto e branco em catálogos. Mas jamais imaginei que o original fosse uma pintura tão bela", afirmou em comunicado o chefe de arte latino-americana da Sotheby's, Axel Stein. Meses atrás, uma antiga assistente pessoal de Frida procurou a casa de leilões e revelou que em 1955, um ano depois da morte da artista, seu viúvo Diego Rivera lhe presenteou com o quadro para que tivesse uma &q…

Bob Dylan não vai a Estocolmo para receber Nobel, diz Academia Sueca

O astro do rock Bob Dylan não irá à Estocolmo para receber seu Nobel de Literatura, anunciou a Academia Sueca, responsável pela premiação, em comunicado citado pela agência Associated Press nesta quarta-feira (16).
Todos os anos, em 10 de dezembro, os vencedores recebem a condecoração das mãos do rei da Suécia durante uma cerimônia na sede do governo do país e fazem um discurso. A Academia afirmou que o músico americano disse que "gostaria de receber o prêmio pessoalmente, mas outros compromissos tornam isso impossível, infelizmente". Contato difícil  Dylan foi anunciado como ganhador do Nobel em 13 outubro, "por criar novas expressões poéticas dentro da grande tradição da música americana".
Ele demorou a se pronunciar sobre o prêmio e a Academia chegou a divulgar que havia desistido de entrar em contato com o artista, após várias tentativas. "Se eu aceito o prêmio? É claro", afirmou Dylan, após duas semanas de silêncio, segundo um comunicado divulgado pela…

Bruno Gagliasso registra queixa por ofensas racistas contra a sua filha

O ator Bruno Gagliasso chegou por volta das 10h15 desta quarta-feira (16), na Cidade da Polícia, na Zona Norte do Rio, para registrar queixa por comentários racistas contra a filha Titi, de 2 anos. Os comentários preconceituosos foram escritos em uma foto publicada pela atriz Giovanna Ewbank, mulher do ator e mãe da menina, em seu perfil em uma rede social. A menina foi adotada pelo casal este ano. "Eu acho que, não só pra minha filha, mas pra qualquer outro caso. Isso é muito sério. Isso é crime. Eu acho que quem fez tem que pagar, não adianta. Os responsáveis vão ser punidos", afirmou o ator. O ator e a repórter do "Vídeo Show" foram ao Malaui, no Sul da África, no ano passado para apoiar uma ONG que envia donativos para crianças carentes da qual Giovanna veio a se tornar embaixatriz. Na ocasião, eles deram entrada no processo de adoção e neste ano receberam a permissão para adotar a criança. Bruno Gagliasso deixa a delegacia depois de registrar queixa. (Foto: Fe…

Desenhos de caderno perdido de Van Gogh não são do pintor

Os desenhos que aparecem em um caderno atribuído ao pintor holandês Vincent van Gogh, apresentado por sua editora em Paris e que será divulgado na próxima quinta-feira, são reproduções, afirmou nessa terça-feira o Museu Van Gogh de Amsterdã. Especialistas do museu, tomando como base "anos de pesquisas sobre os desenhos de Van Gogh na coleção do museu e em outros locais, chegaram à conclusão de que estes desenhos são reproduções dos de Van Gogh", afirmou o museu, citando o tipo de tinta usada, o estilo dos desenhos e erros topográficos. ASSISTA O VÍDEO: Polêmica Van Gogh
AFP

IBGE: educação dos pais é determinante na formação e no rendimento dos filhos

Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil Estudo mostra que entre os pais que não eram alfabetizados aos 15 anos, 23,6% dos filhos também não eram na mesma idadeArquivo/Marcello Casal Jr/Agência Brasil O nível de instrução dos pais é fator determinante na formação educacional dos filhos. É o que mostra o estudo Suplemento de Mobilidade Sócio-ocupacional, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2014, lançado hoje (16) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a primeira vez que o instituto abordou a forma como a origem sócio-ocupacional pode influenciar a inserção laboral dos filhos. Segundo os dados analisados, entre os pais que não eram alfabetizados aos 15 anos, 23,6% dos filhos também não eram na mesma idade e apenas 4% completaram o nível superior posteriormente. Entre os pais com nível superior completo, apenas 0,5% dos filhos não tinham instrução aos 15 anos, enquanto 69,1% também completaram o nível superior. O levantamento foi feito com pessoas a p…