Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 2, 2018

São José Operário

Padre Geovane Saraiva*
O dia 1º de maio, memória de São José, carpinteiro de Nazaré e protetor dos operários, faz-nos perceber o valor do trabalho, querendo Deus a realização da criatura humana. É a Igreja que reconhece a dignidade do trabalho humano, em concomitância com o crescimento e realização das pessoas, pelo exercício do trabalho, tendo diante dos olhos, na mente e no coração, o plano salvífico de Deus. A esperança do Reino de Deus motiva-nos, faz-nos descruzar os braços, desinstalarmo-nos e não ficar alheios diante dos concretos desafios da vida, sejam eles na ordem material ou espiritual.
Foi o Papa Pio XII que, em 1955, instituiu tal memória litúrgica, no contexto da Festa dos Trabalhadores, em todo o mundo, comemorada no dia 1º de maio, que tem sua origem no ano de 1886, na industrializada cidade de Chicago (Estados Unidos). Por longo tempo, na simbologia da luta do Dia do Trabalho, pelas manifestações, assumiu-se um caráter contestatório e ideológico, alheio e hostil ao es…

Aplicativo desafia estudantes a acertar uma questão do Enem a cada 3 minutos

Os estudantes que desejam ingressar em qualquer universidade pública do País já estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. O intenso ritmo de estudo é mantido com aulas, simulados e revisões. Tudo para ter um bom desempenho no exame. Aliado a essa atividades, um game promete reforçar os estudos desses jovens. Em uma escola de Fortaleza, os pré-vestibulando receberam a blitz educativa da caravana que divulgou o aplicativo “Desafie-me“. No game, os estudantes são desafiados a responder cinco perguntas em apenas 15 minutos. Ao todo, o aplicativo dispõe para os jogadores mais de 2 mil perguntas sobre os conteúdos exigidos no Enem. Para a coordenadora acadêmica da escola Estadual Jaime Alencar de Oliveira, Iracivan Manso, o aluno tem a oportunidade de jogar com os colegas e outros pessoas de qualquer estado do País. “Eles podem desafiar os colegas e até pessoas de outros Estados porque existe toda uma rede. A gente está passando nas escolas particulares e …

Em seu 50º livro, que celebra meio século de carreira, Araquém Alcântara reúne suas fotos mais importantes

por Maria Fernanda Rodrigues - Agência Estado Quem vê a foto pronta não faz ideia do que estava por trás. Sempre parece que você desceu do carro fumando um charuto e fez a foto quando, na verdade, é uma loucura. Não há glamour nenhum na fotografia de natureza. É tudo muito bonito, mas você sofre para chegar lá e enfrenta toda sorte de perigos - Quem diz isso é Araquém Alcântara, catarinense criado em Santos, um dos principais nomes da fotografia de natureza do País, o primeiro a percorrer todos os parques nacionais e que já passou por poucas e boas cara a cara com bichos, num monomotor em queda ou como refém de índios caiapós. Por muitas vezes achou que fosse morrer, mas nunca, desde que fotografou a primeira onça, em 1979, ele ainda um fotógrafo freelancer contratado pela Goodyear para um trabalho na Amazônia, pensou em desistir. Já são quase 50 anos de carreira (na verdade, 48, mas ele já festeja a data redonda porque, como diz, "ninguém sabe o dia de amanhã"), mais de 50 …

Dois livros de Alejandra Pizarnik, sombria e genial poeta argentina, quebram seu ineditismo no Brasil

por Dellano Rios - Editor de área As hagiografias, narrativas de vida dos santos, dão uma importante lição sobre a forma com que contamos histórias. Conhecer o fim - e a morte é o fim por excelência - ajuda a reescrever todo o resto, como se cada episódio prenunciasse o desfecho. Destes homens e mulheres iluminados, procura-se sempre os sinais de santidade. Alejandra Pizarnik não foi santa, mas sua morte garantiu um tipo de canonização. Vem de longe a predileção, no mundo das artes, por existências trágicas. A da poeta argentina, certamente, pode ser vista assim. Pizarnik morreu em 1972, após ingerir, de propósito, 50 comprimidos de um sedativo. Tinha 36 anos e uma bibliografia que já contava 12 títulos, a maior parte de poemas, mas com incursões pela prosa e pelo teatro. As circunstâncias de sua morte, em meio a um tratamento psiquiátrico, por conta de recorrentes mergulhos na depressão, imprimiram sombras em seus poemas. A qualidade de sua obra, aliado ao fascínio pelos suicidas lit…

69° Salão de Abril reflete sobre a cidade, política e ocupação

Um dos principais eventos da arte do País, o Salão de Abril inaugurou sua 69ª edição no último dia 26. Neste ano, o evento volta a ser promovido pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria da Cultura do Município (Secultfor), após uma edição “sequestrada” pelos artistas em 2017, feita sem apoio do poder público. O enfrentamento da classe artística segue, no entanto, aguçado. Na segunda, 30, o Vida&Arte fez uma visita guiada pelo curador Paulo Klein à Casa do Barão de Camocim, onde as obras estão expostas. Imponente construção histórica que fica em frente à Praça da Bandeira, a Casa (finalmente aberta ao público após restauro e reforma) se colocou como um desafio para a equipe curatorial, juntamente com a presença forte de linguagens menos tradicionais, como instalações, performances e vídeo-instalações. “Procuramos fazer uma adequação a esse espaço, que não é museológico. É um casarão cheio de portas, janelas, e tivemos que nos adequar a isso, às paredes existentes, aos …

Meninas com câncer realizam sonho da festa de 15 anos

Quinze jovens com câncer atendidas pela Associação Peter Pan comemorarão seus 15 anos com toda a pompa e circunstância. Será nesta terça-feira, a partir das 20 horas, no Teka’s Buffet. A festa é uma iniciativa da Liven Eventos, empresa especializada na realização de festas temáticas personalizadas, que, por meio do Projeto Essência, reúne dezenas de profissionais do mercado cearense em torno desse projeto das debutantes, agora em sua quarta edição. O tema “Um conto de fadas” foi escolhido pelas próprias debutantes, e toda a festa está sendo constituída assim: ouvindo o sonho delas para que esse dia seja inesquecível. “O Projeto Essência é uma grande central de sonhos. E nós preparamos esse momento para as meninas, considerando suas necessidades especiais e individuais, para que tudo aconteça de forma segura e, ainda assim, mágica”, conta a cerimonialista Eurídice Cavalcante, idealizadora do evento. Dezenas de músicos voluntários se uniram e formam a “Banda do Bem”, que animará esse d…

Cine Humberto Mauro exibe a mostra Direitos Humanos: o mundo por vir

Ao todo, 46 filmes nacionais e internacionais serão exibidos, incluindo sessões com closed caption, audiodescrição e libras. A mostra foi criada para marcar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948. (Divulgação)
A Fundação Clóvis Salgado, por meio do Cine Humberto Mauro, apresenta sua programação para o mês de maio: Direitos Humanos: o mundo por vir. Criada para marcar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, a seleção de filmes evidencia a relação entre o cinema e os direitos humanos, abrangendo documentários e obras ficcionais em diversas formas de invenção, seja na divulgação dos princípios básicos da dignidade humana ou na ficcionalização das diversas violações que atravessam a história recente. Ao todo, a mostra contará com 46 filmes, entre curtas e longas, incluindo sessões com recursos de acessibilidade: closed caption, audiodescrição e libras.
A mostra, que passa por eixos fundamentais na discussão dos direitos humanos – racismo, …

Quem nos rodeia realmente se importa – e aqui está o porquê

Você é um exemplo para as pessoas ao seu redor, mas outras pessoas afetam quem você se torna também
Desde o nascimento, nossa natureza é um ato de equilíbrio entre dois aspectos: individualidade e sociabilidade. Somos únicos, irrepetíveis, mas ao mesmo tempo fazemos parte da sociedade, da família e de todas as pessoas que nos rodeiam. À medida que amadurecemos, as experiências nos ajudam a formar nossa consciência, a distinguir o bem do mal em ações concretas, a saber como realçar todo o nosso potencial em hábitos que se cristalizam em virtudes. Aprendemos com os outros (de nossos pais, irmãos, amigos e educadores) como escrever, ler, andar de bicicleta, desenhar, ser pontual, demonstrar respeito pelos mais velhos… E nesse caminho pela vida, tenho certeza de que encontramos uma ou mais pessoas que são como um farol. Um homem ou uma mulher cujo modo de agir se tornou um ponto de referência: seus pais, um tio, um professor, um irmão… Para uma sociedade ser boa e crescer bem, precisamos ter …