Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 19, 2019

A bem-aventurança eterna

Imagem
Padre Geovane Saraiva*


O seguidor de Jesus de Nazaré alimenta sua esperança, não em si mesmo, não na criatura humana e também não nos bens temporais, mas fundamenta-a, evidentemente, no Cristo, que por ele e por todos morreu e ressuscitou. Ele alimenta, pela fé, a esperança de um mundo solidário, no qual as pessoas possam viver com dignidade, alimentadas pelo clarão do bom senso e da sabedoria, que brota de um Deus todo misericordioso e comunhão.
Como é indispensável o resumo da vida de Jesus, nas quatro bem-aventuranças do Evangelho do 6º Domingo do Tempo Comum! Ele nos indica o caminho, único e verdadeiro, encarnado no bem-aventurado, acima de tudo e de todos, Jesus de Nazaré, ao prometer-nos a felicidade completa, já neste mundo presente, mas que será total na sua plenitude no mundo futuro.
É o mistério exprimível da realidade escatológica, que nos leva a descruzar os braços, no acolhimento do anúncio do Evangelho, na dor da cruz, transformada em alegria, nos que passam fome e receb…

A arte de elogiar

Imagem
Carlos Delano Rebouças* Viva! Parabéns! É isso aí! Se existem mais para que eu possa esgotar as minhas exclamações, avisem-me, por favor, mas não posso nem devo me calar, privar-me de externar meus sinceros sentimentos direcionados a quem quer que seja (conhecido ou não), desde que seja digno de receber todos os elogios possíveis.
Certa vez, quando assistia a uma palestra, percebi alguém na plateia que não poupava o palestrante de elogios, aos gritos emocionantes de “sabe tudo!”, de “Mestre!” e de tantos adjetivos justos de serem atribuídos a alguém que não por acaso estava ali, no púlpito, falando para pessoas interessadas ou não, ciente de que sua fala havia de ser diferenciada, impactante na vida de muitos, como claramente pareceu ser na vida daquela pessoa.
Pena que nem sempre é assim – que em maio a nossa plateia tenham pessoas sensatas e justas para reconhecer que o orador traz um discurso transformador – preferindo manter-se num silêncio revelador que, muitas vezes, reprova e p…

Nova edição de 'Grande Sertão: Veredas' deve atrair e formar novos leitores

Imagem
Milton Hatoum, Especial para o Estado
Bem-aventurados os que vão ler pela primeira vez Grande Sertão: Veredas. Esses leitores de qualidade, como dizia Chekhov, vão fazer uma das mais incríveis viagens da imaginação, movida por uma linguagem inovadora e exuberante. A primeira leitura de um livro complexo pede tempo, paciência e concentração. Ou, como diz o narrador Riobaldo: “O senhor espere o meu contado. Não convém a gente levantar escândalo de começo, só aos poucos é que o escuro é claro”.  Uma vez feito o pacto com as palavras, a viagem flui e convida o leitor a uma releitura. Por falar em pacto, eis um dos temas centrais do romance de João Guimarães Rosa: o pacto com o diabo, um tema explorado por Goethe e Thomas Mann, e reformulado nessa história de amores e guerras entre bandos de jagunços no centro-norte de Minas.  As histórias narradas pelo ex-chefe jagunço Riobaldo (agora um fazendeiro velho e cansado) deságuam numa espécie de mar épico, em pleno sertão mineiro. Os inúmeros c…

30 filmes sobre livros, escritores, editoras e livrarias

Imagem
Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo O cinema sempre gostou de personagens escritores - reais e ficcionais. E tem feito bons filmes sobre os bastidores do mundo dos livros: o processo criativo e de escrita, o trabalho de uma editora, o dia a dia dentro de uma livraria, o impacto da literatura na vida de leitores e por aí vai. Às vésperas do Oscar, que em 2019 temGlenn Close concorrendo na categoria melhor atriz por seu papel em A Esposa, em que ela é casada com um escritor que vence o Nobel, e Melissa McCarthy como uma escritora com bloqueio criativo que acaba procurada pelo FBI em Poderia me Perdoar?, selecionamos 30filmes para quem gosta de literatura - filmes sobre livros, escritores, editoras, livrarias e leitores. ​30 filmes sobre livros A Esposa, Björn Ronge (2019) Joan Castleman (Glenn Close) abriu mão de seu talento literário para seu marido poder brilhar em A Esposa. Ao saber que ele seria premiado com o Nobel de Literatura, ela entra em crise e decide abandoná-lo d…

Livro marca comemorações pelos 470 anos da Santa Casa da Bahia

Imagem
Em comemoração pelos 470 anos da Santa Casa da Bahia, será lançado nesta quarta-feira, 20, às 18h, no Museu da Misericórdia, situado no Cento Histórico de Salvador, o livro “Uma História da Santa Casa da Bahia – 1549-2019”, escrito pelo jornalista e pesquisador Nelson Cadena. O acesso ao evento será apenas para convidados. O lançamento do livro estará acompanhado da abertura de uma exposição fotográfica, batizada com o mesmo nome do livro e que seguirá em cartaz até o dia 31 de março. Serão 52 fotos que ilustram a obra, com imagens que compõem o acervo da Santa Casa, da Fundação Gregório de Mattos, do Museu Tempostal e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A obra traz a trajetória de solidariedade e prestação de serviços da Santa Casa de Misericórdia da Bahia. Cadena narra fatos históricos em 340 páginas, divididas em 14 capítulos. Ele aborda a participação da instituição no processo de formação da sociedade soteropolitana e seus principais feitos através…

Mantenha viva a esperança

Imagem
Não deixe sua criança interior desanimar! Bem cedo percebemos que temos pouco controle sobre a vida. Se você teve pais que tinham pouca grana, provavelmente ouviu a frase ‘na volta a gente compra’ quando pedia por algum brinquedo na loja. E bem, é provável que não tenha havido volta e muito menos a compra do brinquedo. Talvez isso tenha moldado o seu caráter, talvez, com muita sorte, você faça parte da pequena porcentagem da sociedade que soube fazer de algo dolorido, um aprendizado. Mas, se assim como eu, você acabou ainda cedo percebendo como não possuímos controle de nada e como viver está atrelado à acumular frustrações, talvez você faça parte da maioria esmagadora que cresceu cercado de ansiedade e decepção. Não ganhar um brinquedo na infância não causará traumas em – quase – ninguém, estou indo mais a fundo que isso. Quero dizer que jovens demais percebemos – e que bom que percebemos – que não há muito o que se planejar na vida. Você pode planejar o próximo fim de semana, o que…

Mais Visitadas

Reitoria da UECE apoia manifestações em defesa da educação brasileira e das universidades públicas

Morre atriz Doris Day, a namoradinha da América

Maureen Bisilliat se reencontra com o seu sertão e o de Euclides da Cunha na Flip

Paraty e Ilha Grande vão se tornar patrimônio da humanidade

Biblioteca Itinerante visita escolas e CMEIs com “Literatura e Cinema”