Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 20, 2021

Pentecostes: o sopro de vida

Pé. Geovane Saraiva* O dom da supremacia de Cristo, que, tendo morrido e ressuscitado pela redenção dos homens, encontra sua prova indizível e inexprimível, do ponto de vista da fé, na sua descida sobre os apóstolos, na tarde do domingo da Ressurreição. A subida do filho de Deus aos céus, com a promessa de estar contíguo ao Pai, tem um olhar imorredouro para a humanidade, enquanto esta se dispõe a caminhar, na esperança, rumo à eternidade, mas sem hesitar nem se atenuar em complacências. Eis, pois, o grande desafio, o da presença de Deus, numa íntima mística sem medida, ou excessiva, a ponto de confundi-la com a própria intimidade divina, afastando qualquer dúvida: “Vós chorareis e vos lamentareis, mas o mundo se alegrará; vós ficareis tristes, mas a vossa tristeza se transformará em alegria” (Jo 16, 20). Essa intimidade é o alento, ou sopro, oriundo do Espírito Santo de Deus, considerando seu impulso vital e fecundo, enquanto temível e misterioso, ao expressar o braço de Deus, como no

Espírito Santo: sopro que move a nossa vida

 "Soprou sobre eles e disse: recebei o Espírito Santo" (Jo 20, 22) Dom Jeová Elias* Neste domingo concluímos o ciclo litúrgico da Páscoa com a Solenidade de Pentecostes, ou o envio do Espírito Santo sobre a Igreja nascente. A palavra pentecostes, de origem grega, significa quinquagésimo. Faz referência a cinquenta dias. Esta Solenidade que hoje celebramos tem raízes antigas. Inicialmente era ligada à vida do povo camponês, como uma festa da colheita (Ex 23, 16; Nm 28, 26; Lv 23, 16ss). Celebravam a alegria por colherem as primeiras espigas do trigo e manifestavam gratidão a Deus, oferecendo as primícias dos frutos colhidos. Mais tarde, Pentecostes passou a celebrar um fato marcante na história de Israel: o aniversário da aliança firmada com Deus cinquenta dias depois da Páscoa (Ex 19, 1-15), da saída da escravidão no Egito para a liberdade dos filhos e filhas de Deus. Agora eles recordam a Lei recebida, que deverá defender a dignidade da vida para todos. Nós cristãos, seguind

NOVO COMEÇO

Dr. Júnior Bonfim, Amlef, advogado Autor: Lucarocas  Que bom seja seu começo Com benção de um querubim Que tenha em seu endereço O som de um belo clarim Pra poder comemorar Um tempo de despertar Do grande Junior Bomfim. O começo de esperança De um novo caminhar Para um tempo de mudança Para a alma burilar E na voz do coração Sempre cantar a canção Que nos ensina a amar.   E assim recomeçando Nesse novo breviário Que o Bomfim vá tomando O melhor itinerário Para que sua trajetória Se registre na história Sempre um novo aniversário.   E assim com alegria Deixamos o nosso apreço Da AMLEF Academia Numa amizade sem preço Para que junto com os seus Bomfim tenha com seu Deus Sempre um novo recomeço. Fortaleza, 20 de maio de 2021 10:05 horas Lucarocas a Arte de Ser (85) 98897-4497 lucarocasescritor@gmail.com