Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 16, 2019

Escritor mineiro Rafael Antunes faz contos com elogios à derrota

Por Diego Barbosa,
Obra reúne narrativas em que predomina a recusa de contar histórias de personagens vitoriosos
Começa com o título, "Tartamudo". Palavra de origem espanhola, identifica o indivíduo acometido por imperfeições na fala, sem capacidade de articular as palavras. No popular, gago. É dando destaque a essa perspectiva deficitária e a um vocábulo pouco usual que Rafael Antunes traz à tona 26 contos no livro de estreia, cuja ênfase reside em tipos sociais geralmente postos à margem porque incompreendidos. Mineiro residente em Fortaleza há quase dois anos, o narrador dos causos recém-impressos é gente de expressões volumosas sobre figuras ignoradas, transpondo valor a elas no miolo da publicação. "O texto não tem uma unidade temática, mas um espírito que o guia, uma recusa em contar histórias de personagens vitoriosos", revela. "São pessoas infames, no sentido de que têm pouca fama ou 'rastejam'". A decisão em retrata…

Inscrições abertas para o curso gratuito Sexualidade: história e literatura

Estão abertas as inscrições para o curso “Sexualidade: História e Literatura”. Os facilitadores serão os professores Humberto Pinheiro, que é mestre em História pela UFC e doutorando em História pela UFPE, e Claudicélio Rodrigues, mestre em Literatura pela UFF e doutor em Ciência da Literatura pela UFRJ. A atividade tem início às 9h e vai até o meio dia. A formação é gratuita e acontece nos dias 23 de fevereiro, 9 de março e 16 de março. As aulas serão ministradas no Espaço O POVO de Cultura e Arte (Avenida Aguanambi, 282) Os alunos que comparecem a pelo menos 75% do curso terão direito a certificado emitido pela Fundação Demócrito Rocha. O acesso é gratuito mediante inscrição por meio do link: https://goo.gl/forms/t1EtkXoa6Y7SzFN43. Espaço O POVO A dinâmica das aulas será de leitura e análise de textos de literários, de períodos variados da história brasileira. O curso é voltado a estudiosos de Letras, História ou ainda qualquer interessado nos temas. Serviço  Curso Sexualidade: Histó…

Esplanada da vida

Por Paulo Eduardo Mendes - Jornalista
Partir de um elevado sítio a descoberto de onde se tem boa perspectiva. Assim divisamos da esplanada da vida que o Seridião Correia Montenegro usou para escrever primoroso livro comemorando o centenário de Hilma Montenegro. A saudade da presença de sua inesquecível mãe traz o escrito de Seridião em linguagem de verdadeira poesia ou ode de amor àquela que lhe deu vida e o fez crescer no caminho do bem. Dona Hilma repercute em livro o seu esplendor de uma existência altamente produtiva, na divina arte de ser humana nos seus ideários. Seridião, como filho, conseguiu descrever Hilma Montenegro na grandeza da sua simplicidade tão relevante. Amor de filho numa tradução das verdades de uma vida proba. Leitura de um livro que deixa saudoso até o leitor distante dos laços familiares da descrição em cores do escritor-filho. Seridião, comovido, entrega seu novo livro com a moldura de um sorriso de enleio, de agradecimento a Deus por ter consentido nessa fili…